Tamanho do texto

Esse é um dos acordos feitos durante a vista do presidente Bolsonaro ao país

Agência Brasil

O Brasil e o Catar assinaram, nessa segunda-feira (28), acordo para a isenção de visto de entrada nos países de turistas, pessoas em trânsito ou em viagens de negócios. A medida é recíproca. Esse é um dos seis acordos firmados durante a visita do presidente Jair Bolsonaro ao país. Ele foi recepcionado em Doha pelo emir do Catar, Xeique Tamin Bin Hamad Al Thani, no Palácio Real. 

Leia também: "Documentos, por favor!": veja países que exigem visto de turismo ao brasileiro

Brasil e Catar arrow-options
Valdenio Vieira/PR
Brasil e o Catar assinaram acordo para a isenção de visto de entrada nos países de turistas e outros pontos

Além da questão do visto , os dois países também pretendem concluir um acordo para exploração de serviços aéreos entre seus territórios. Com base na experiência brasileira em sediar a Copa do Mundo de 2014, o Brasil vai cooperar com o Catar para a realização de grandes eventos esportivos. O país do Oriente Médio vai sediar a competição em 2022.

Leia também: Sem burocracia: saiba quais países não exigem visto para brasileiros 

Ainda foi assinado acordo de cooperação entre as academias diplomáticas dos dois países, inclusive para o intercâmbio de estudantes diplomatas. No Brasil , a instituição responsável pela formação de diplomatas é o Instituto Rio Branco. No campo da saúde, Brasil e Catar intensificarão a colaboração em áreas de interesse mútuo.

Já na área de defesa, os dois países assinaram acordo para pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico, medicina militar e fornecimento de produtos e serviços de defesa, além de intensificar a troca de conhecimentos e experiências sobre organização e operações das Forças Armadas, incluindo operações de manutenção da paz. 

Leia também: Viagem para os Estados Unidos: especialista dá dicas de como não ser barrado 

O Catar é penúltimo país a ser visitado pelo presidente Bolsonaro, que já esteve no Japão, China e Emirados Árabes Unidos para divulgar as reformas que o governo está empreendendo no campo econômico e as oportunidades de negócios no Brasil. Além de encontro com autoridades, o presidente participou de um seminário empresarial.