Tamanho do texto

Turistas foram presos no parque dos EUA após se arriscarem para tirar fotos

Chegar perto de um gêiser pode ser emocionante, mas não é uma boa ideia. Além de não ser segura, essa aventura pode mandá-lo para a cadeia, como aconteceu com dois jovens que foram flagrados tentando fotografar uma das fontes termais do Parque Yellowstone, nos EUA.

Leia também: Descubra 10 coisas para fazer na Califórnia durante o inverno americano

Dois jovens tentando chegar no buraco do Old Faithful arrow-options
Reprodução/KRTV Great Falls
Os turistas foram flagrados fotografando o gêiser Old Faithful no Parque Yellowstone, e irão à corte em dezembro

As imagens do incidente no Parque Yellowstone , originalmente capturadas por outra turista chamada Kimberly Guilliams, foram compartilhadas na página do Facebook Yellowstone National Park: Invasion of the Idiots , mas acabaram sendo removidas da rede social.

Segundo a  KRTV Great Falls , emissora de Montana filiada à  CBS , Guilliams declarou que os jovens até tentaram se inclinar para dentro do Old Faithful, primeiro gêiser do parque a ser batizado, mas não conseguiram a tirar a foto que queriam.

"Eles foram pegos, boletins de ocorrência foram feitos e eu enviei as fotos aos guardas do parque nacional . Nós ficamos boquiabertos com a estupidez desses sujeitos", concluiu a turista.

Apesar do flagra, a identidade dos jovens não foi revelada, de acordo com a emissora de Montana. Ambos serão indiciados por " thermal trespassing " (traduzido livremente, algo como invasão termal) devido à infração de segurança e devem ir à corte em dezembro.

Outras precauções de segurança no Parque Yellowstone

Além da infração que levou à prisão dos jovens, outras práticas proibidas pelo  código de segurança disponível no site do parque nacional são nadar e jogar pedras e gravetos nas piscinas termais, além de comer ou fumar nas áreas em torno delas.

Leia também: Natureza, história e mais: como curtir o Parque Nacional da Serra da Canastra

A página oficial do Parque Yellowstone também adverte a respeito da travessia de rios e corpos d'água e da importância de se proteger dos ursos, mosquitos e hipotermia, dentre outras práticas úteis para os turistas.