As funções dos comissários de bordo em uma aeronave são muitas e vão desde atender os passageiros durante o voo até garantir a segurança de todos. Mas existe uma coisa que não é permitida no repertório dos tripulantes: guardar a bagagem dos viajantes nos compartimentos de malas de mão.  

Leia também: Comissária de bordo revela as cenas mais inusitadas que já viu na carreira

Comissária de bordo fazendo um
shutterstock
Colocar suas malas pesadas no compartimento de bagagem de mão não é tarefa para os comissários de bordo

A explicação para essa precaução foi dada pela página do Facebook Fly Guy's Cabin Crew Lounge , que faz postagens voltadas para os comissários de bordo , após uma polêmica envolvendo a companhia de seguros francesa AXA.

O post da empresa reproduzido pela  Fly Guy's  abaixo dava dicas aos passageiros de como evitar dores na viagem - e uma delas era dar a bagagem de mão pesada para os comissários carregarem e guardarem:

OH HELL NO!!!! The international insurance firm AXA released their list of travel tips and their number one suggestion...

Publicado por A Fly Guy's Cabin Crew Lounge em  Quinta-feira, 18 de julho de 2019

Leia também: Comissária de bordo revela quais perguntas você deve evitar numa viagem de avião

Por que os comissários de bordo não podem carregar sua bagagem

Só que tem um problema com a dica dada pela AXA: por questões de saúde, a maioria das companhias aéreas não permite que os seus tripulantes cuidem do carregamento das malas dos passageiros.

Nas palavras do dono da página, "nós temos plano de saúde , mas por existirem tantas lesões decorrentes dessa tarefa, muitas companhias aéreas não incluem o carregamento de bagagens dos passageiros no plano e dizem aos funcionários que eles não devem prestar esse serviço”.

Outros usuários que também trabalham como comissários acrescentaram outros motivos para se recusarem a carregar a bagagem de mão dos viajantes, sendo que a maioria deles foi contrária a sugestão da AXA.

“E se num avião com 180 passageiros, todos pedirem que os tripulantes carreguem as malas deles, ao invés de cada um cuidar da sua? Acho que os danos às colunas [dos tripulantes] seriam um pouco mais significantes”, reclamou uma usuária.

Outra comissária perguntou, ironicamente, se todos os tripulantes ganhariam um plano de saúde gratuito da AXA que cobrisse o tratamento no hospital como um agradecimento pelo esforço extra.

O ponto de vista dos passageiros sobre a situação

Passageiro guardando bagagem de mão no compartimento
shutterstock
A maioria dos passageiros defendeu os comissários de bordo, e disse que é dever do passageiro guardar a bagagem

Mas não foram apenas os comissários que se indignaram com a ideia. Nos comentários, diversos passageiros apareceram para apoiar as aeromoças e aeromoços que seriam prejudicados caso essa prática se tornasse comum.

“Como passageira e como alguém que sofre com dores nas costas, eu nunca peço que os tripulantes guardem minhas malas no compartimento de bagagem de mão. Não é o trabalho deles… sua mala, sua responsabilidade”, comentou uma usuária.

Outro usuário fez um comentário semelhante, e acrescentou: “Você faz a mala, você a carrega! Esse é meu lema”.

A resposta da AXA aos comissários de bordo

Pessoa de traje social se curvando para a frente
shutterstock
Em resposta à polêmica, a companhia de seguros pediu perdão e corrigiu o erro em sua postagem original

Após algum tempo da postagem, os participantes da discussão começaram a anunciar que a AXA havia corrigido seu erro e refeito a postagem após perceberem a repercussão negativa que aquilo havia gerado.

Um pouco depois, a própria empresa comentou na postagem feita pela Fly Guy’s Cabin Crew Lounge , pedindo desculpas pelo erro. “Nós claramente recebemos muitos feedbacks e refizemos a postagem imediatamente, e a pregamos como a primeira das nossas páginas nas redes sociais. Mais uma vez, pedimos perdão”, escreveu o perfil do setor de planos de saúde da empresa.

Em seguida, o dono da página comentou que se sentia feliz em ver que a AXA havia consertado o post original, mas que “um esclarecimento dizendo que os tripulantes não têm permissão para carregar as malas teria sido uma boa ideia”.

Leia também: Comissário de bordo revela item que passageiros não podem esquecer na viagem

Portanto, lembre-se: sempre que for viajar, tenha certeza de que suas malas são leves o suficiente para serem trazidas para dentro do avião sem causar transtornos para si, para os c omissários de bordo e para outros passageiros.

    Veja Também

      Mostrar mais