Tamanho do texto

Com algumas dicas, você vai conseguir ter uma viagem mais econômica

Decidir viajar de última hora nas férias de julho não é uma decisão fácil de ser tomada, principalmente quando se tem a intenção de economizar na viagem. Para conseguir encontrar os melhores preços e  ofertas de passagens aéreas e hospedagens, por exemplo, o ideal é fazer o planejamento com antecedência, mas nem sempre isso é possível.

férias de julho
shutterstock
As férias de julho estão logo aí e você ainda não planejou a viagem? Confira algumas dicas que ajudam a economizar

Nas férias de julho , muitos brasileiros aproveitam para desfrutar tanto de destinos nacionais quanto internacionais. Para quem quer viajar nessa época, mas ainda não planejou, não é necessário entrar em desespero. Para ajudar, a reportagem do iG Turismo conversou com Eduardo Martins, diretor nacional do Viajala, que traz dicas para não estourar o orçamento.

Segundo o profissional, os viajantes, principalmente os que partem do Sudeste, querem fugir do frio durente este período. "Para se ter uma ideia, saindo de São Paulo, os destinos mais procurados são Recife, Fortaleza e Salvador. Isso significa que, quem quiser ir para um destino muito procurado, vai pagar mais caro", explica.

Diante disso, a primeira dica é fugir desses locais e procurar praias que sejam menos concorridas. Já para quem gosta de curtir o inverno, a região Sul é bem procurada pelos turistas, assim como Campos do Jordão, em SP. Dessa forma, o ideal é escolher opções que não têm tanta busca nessa época para encontrar preços melhores.

Para economizar na viagem, a sugestão é até optar por uma mais curta, em que se vá de carro, e planejar uma de avião para o ano que vem. Outro ponto importante é pensar no tipo de viajante que você é. Quando se viaja em casal, por exemplo, e não há filhos, em grande parte não é necessário investir em uma hospedagem com tantas opções de lazer.

"Agora, se eu tenho um, dois filhos, talvez eu já me preocupe mais com as atividades para as minhas crianças, que tipo de infraestrutura vai ter, se eu vou conseguir um lugar para descansar com eles durante o dia ou se terá um lugar para trocar a roupa do bebê, por exemplo”, explica Martins. O estilo do turista influencia - e muito - no valor que será gasto na viagem.  

Fazer cálculos é essencial para economizar

dinheiro viagem
shutterstock
Calcular o quanto se quer - e pode - gastar na viagem é fundamental para não extrapolar o orçamento e ter problemas

Outra opção para considerar é colocar na balança o valor da passagem aérea e as atrações turísticas do destino. "São Paulo é um destino super procurado. Não é barato, em que pode-se ter um custo alto de passagem e hospedagem, mas há infinitas ofertas de parques, de atividades culturais que são gratuitas e de experiências gastronômicas que são acessíveis", aponta Martins.

"Isso significa que vale a pena pagar um pouco mais em um destino, mas que você vai gastar praticamente nada para fazer passeios e apreciar as atrações da cidade, ao passo que você pode até ter um destino com um preço mais atrativo, mas chegando lá vai ter uma hospedagem muito cara, ou então todos os passeios são pagos", completa.

A viagem de última hora também pode ser feita para um local fora do Brasil: "A América do Sul tem ótimos destinos. Vale a pena olhar para Argentina, Uruguai e Chile. Temos visto até passagens de ida e volta por menos de R$ 1 mil em julho. Pode ser atrativo porque vai ter praia no Brasil que vai custar isso ou até mais”.

"São países que vão te oferecer várias coisas, desde experiências gastronômicas, muita cultura, paisagens. Em Santiago, no Chile , você tem esportes ao ar livre relacionados com a neve. Pode ser uma experiência interessante para toda a família, para viajantes em casais, ou até individuais", reforça.

Seja flexível

Flexibilidade também é importante. Mudar a data de ida ou de volta já ajuda a encontrar preços melhores de passagens aéreas e hospedagem. Isso significa que, em vez de passar o fim de semana, por exemplo, pode ser interessante e mais econômico viajar durante a semana, sem ser sexta, sábado ou domingo.  

Vale ainda ressaltar que as três primeiras semanas de julho costumam ser as mais caras. Já a última, por sua vez, que está mais próxima de agosto, tem um valor menor. Nessa época, as pessoas já estão se preparando para o retorno ao trabalho e, quem tem filhos, na volta às aulas. Diante disso, quem conseguir viajar nesse período encontra preços melhores.

Saiba quanto você quer gastar

dinheiro viagem
shutterstock
Saber quanto se deseja gastar no destino diariamente é outro ponto importante para conseguir economizar na viagem

Estabelecer um limite diário de gastos é outro ponto fundamental a ser seguido. "Viajar no escuro é muita emoção. É arriscado. Tem que ter um orçamento. Estabeleça um número. Tem que ser real porque férias que se tornam longas dívidas não são férias. Não faz sentido. Vira uma dor de cabeça", explica o diretor.

Para fazer esse cálculo previamente, é recomendável olhar os preços das atrações e outras informações que envolvem gastar dinheiro. "Viagem bem planejada tem um orçamento. Pode até eventualmente estourá-lo. Acontece muito. Mas, você vai saber que estourou e consegue tomar as decisões de forma muito mais consciente e aproveitar melhor."

Mais dicas para as férias de julho

Em relação às hospedagens, uma das possibilidades que ajudam a economizar é alugar imóveis, como os que estão à disposição no Airbnb. Além disso, vale procurar por códigos promocionais, que oferecem diferentes descontos nas acomodações de hotéis e ajudam a ter uma viagem que não pese tanto no bolso.

Para as próximas férias de julho , o especialista aconselha a fazer um planejamento . Dessa forma, ao decidir o destino com antecedência, o viajante consegue organizar suas finanças e calcular quanto vai precisar para conseguir dar andamento na viagem. "Uma vez que você define isso muito bem, consegue materializar esse sonho", finaliza Martins.