Fazer uma  viagem de avião muito longa pode ser trazer uma boa quantia de imprevistos, mas não precisa ser assim. Se você está se preparando para um voo muito longo, que envolverá diversas conexões durante o percurso, conhecer algumas dicas pode minimizar a chance de ocorrerem contratempos como ser barrado na alfândega e ter a mala extraviada.

undefined
shutterstock
Imprevistos na viagem de avião podem estragar seu clima, principalmente quando forem muitas conexões na rota

Afinal, seja cuidando da sua bagagem, organizando seus documentos ou evitando atrasos nos embarques, quanto mais preparado você estiver, menos dor de cabeça terá na hora de sair de casa e subir para sua viagem de avião .

1. Prepare a sua viagem de avião com uma única companhia

undefined
shutterstock
A preparação para sua viagem de avião começa com escolher o bilhete certo para evitar transtornos maiores

Antes de mais nada, de acordo com Izabella Lessa, gerente comercial da Azul Viagens, uma boa forma de evitar imprevistos durante as conexões da sua viagem é comprar tudo com uma única companhia aérea .

Fazendo isso, você garante que a sua bagagem irá direto para o destino final, e você não precisará retirá-la para despachar em todo aeroporto que for parar, que é o que ocorre quando se compra mais de um bilhete com companhias diferentes.

Outro benefício de seguir essa dica, segundo a empresária Gilsimara Caresia, é que os imprevistos ficam como responsabilidade da companhia. "Se eu perder uma conexão, a companhia é obrigada a te encaixar num outro voo", avisa.

Este é o procedimento padrão das companhias aéreas brasileiras, que costumam disponibilizar equipes para auxiliar o passageiro. A LATAM, por exemplo, afirma que faz isso para realizar a "atualização de horário de saída do voo, ou ainda a reacomodação em outro voo de mesma origem e destino". Mas é crucial que você fique no aeroporto para não perder as orientações dadas pela empresa.

Se ainda assim você preferir escolher comprar passagens com empresas diferentes ao longo do seu trajeto, a solução para quaisquer imprevistos como extravio de bagagens ou voos perdidos passam a ser problemas do passageiro.

2. Contrate um seguro de viagem

undefined
shutterstock
Um seguro para sua viagem de avião é outra boa forma de se prevenir dos mais diversos contratempos imagináveis

Outra precaução, como lembram Gilsimara e Izabelle, é contratar um seguro para a viagem de avião, mesmo que seja num roteiro doméstico. Segundo a gerente comercial da Azul Viagens, estes serviços cobrem desde viroses até problemas mais sérios que o passageiro enfrente durante sua jornada.

O seguro também ajudará a combater empecilhos com relação à bagagem. "A pessoa pode acioná-lo de acordo com a apólice dela, e a companhia leva a mala, assim que localizar, no hotel do passageiro", explica Gilsimara.

De acordo com a empresária, o seguro de viagem possibilita também que o viajante seja ressarcido, mediante apresentação da nota fiscal, pelos itens básicos como sabonetes e outros itens de higiene pessoal que tiver que comprar enquanto a companhia tenta localizar a bagagem extraviada.

3. Prepare bem a sua mala de mão para a viagem

undefined
shutterstock
Sua viagem de avião ficará muito mais tranquila se você souber o que levar ou não na sua bagagem de mão

Como voos internacionais requerem que a sua bagagem pesada seja despachada, o cuidado no preparo da bagagem de mão deve ser redobrado. Além das regras a serem seguidas de acordo com cada país, Izabelle lembra que todos os seus itens de valor devem ser colocados na mala que não será despachada.

Segundo a LATAM, itens como dinheiro, joias, artigos eletrônicos e de uso pessoal se encaixam nessa categoria, então fique atento a eles na hora de se preparar para embarcar na sua viagem de avião.

Outra boa ideia, segundo Gilsimara é levar uma muda de roupa extra, para evitar imprevistos. "Já aconteceu comigo, eu saí do Brasil, tava indo para a República Tcheca. Cheguei lá sem mala e não tinha nenhum casaco, que estavam todos na mala", relata a empresária.

Ela também recomenda que os passageiros preencham as etiquetas das malas com os seus dados, e levem consigo um  power bank , a bateria externa vendida atualmente para os celulares, caso seja necessário manter o seu ligado durante a viagem.

Leia também: Malas de viagem: veja 10 dicas para você organizar a sua e evitar contratempos

4. Organize os documentos necessários

undefined
shutterstock
Manter os documentos em dia é um aspecto crucial para uma viagem de avião sem dor de cabeça nos aeroportos

Outro detalhe que entra na questão da bagagem de mão, mas que merece um tópico à parte é a organização dos seus documentos para a viagem de avião. Voos internacionais requerem apenas passaporte e visto mas, segundo a LATAM, é sempre bom saber os requerimentos de cada país - já que alguns pedem carteira de vacinação atualizada também. Informações do tipo podem ser encontradas nos sites das embaixadas e consulados dos países.

Os voos para países do Mercosul, no entanto, são excessões à regra, já que não exigem passaporte. Segundo Izabella, basta apresentar seu documento de identidade (RG) dentro do prazo de validade - que seria de 5 anos.

Também de acordo com a gerente comercial da Azul Viagens, menores de idade desacompanhados, ou que não estão viajando com parentes de primeiro grau, precisam levar consigo uma autorização, devido a exigências do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Fora isso, vale lembrar que nos voos internacionais, as companhias aéreas impõem restrições aos menores desacompanhados, chegando inclusive a proibir que eles embraquem em voos que farão escalas.

5. Fique de olho no que compra no free shop

undefined
shutterstock
O free shop está cheio de produtos irresistíveis, mas comprar o que quiser pode atrapalhar sua viagem de avião

Como cada país estabelece suas próprias normas alfandegárias, é preciso ter cuidado extra com o que você compra no free shop dos aeroportos, seja no caso de líquidos ou de outros objetos que os agentes de segurança de um país podem achar suspeitos.

"Se eu comprar uma cachaça no free shop no Brasil pra levar pro meu amigo que mora na República Tcheca, e meu voo parar em Paris para eu trocar de aeronave, eles vão confiscar a minha cachaça", exemplifica Gilsimara a respeito do problema.

Ela explica também que, caso a cachaça tivesse sido comprada em Paris, a alfândega não barraria o passageiro do exemplo - mas, como se tratava de um produto trazido de fora, a situação muda.

6. Prepare-se para problemas como extravio de sua bagagem

undefined
shutterstock
Uma viagem de avião com muitas conexões pode ser sinônimo dor de cabeça quando o assunto é bagagem despachada

Segundo Gilsimara, uma ocorrência muito comum nos voos com conexões, principalmente no caso daqueles que não seguem a dica número 1, é o extravio de bagagens.

Sobre isso, Izabella lembra que quem faz uma viagem de avião com bilhetes de diversas companhias precisa ter em mente que o procedimento com as bagagens durante as conexões é o mesmo que se adota ao chegar no destino final de um voo direto.

Ou seja, além de precisar despachar a bagagem em todas as paradas, o passageiro também terá de recorrer ao guichê da companhia aérea responsável pelo seu voo de chegada para cuidar de problemas com extravio.

7. Planeje o seu stop over com antecedência

undefined
shutterstock
Sair do aeroporto para visitar a cidade é uma boa ideia, desde que você tenha tempo para voltar para a viagem de avião

Algumas vezes, as conexões podem demorar. E, nessas horas, dar um pulinho na cidade que fica do lado de fora do aeroporto pode ser tentador - mas deve ser algo planejado com parcimônia e até mesmo antecedência.

Se você estiver a fim de fazer um stop over , Gilsimara recomenda que verifique se é necessário ter um visto para poder sair do aeroporto. Isso porque "em alguns países, para fazer isso você não precisa de visto até 24, 48 ou 72 horas, e geralmente as empresas permitem stop over onde elas têm a sede".

No entanto, a recomendação de Izabella, da Azul Viagens, é de que o passageiro tente sempre voltar para o aeroporto com 3 horas de antecedência. Tanto ela como Gilsimara alertam para a necessidade de evitar o trânsito local se você não quiser perder o horário para voltar ao aeroporto.

Leia também: Maus passageiros: pessoa deixa garrafa com urina no avião, e foto viraliza

Por fim, se quer evitar quaisquer transtornos na hora que chegar ao aeroporto, a recomendação de Gilsimara é que você vá direto para o portão de embarque - lembrando que alguns aeroportos fazem um segundo check-in, por segurança -, e fique atento a quaisquer mudanças de portão para embarcar novamente na sua viagem de avião .

    Veja Também

      Mostrar mais