Tamanho do texto

Bactérias presentes no avião podem colocar a saúde em risco; veja detalhes

Durante uma viagem aérea, muitos passageiros aproveitam para ficar mais à vontade e acabam expostos a diversos germes e bactérias, que estão presentes em grande quantidade nas cabines de voo. Fato é que os aviões escondem vários  segredos em relação à limpeza e, agora, um estudo divulgado recentemente apontou qual o lugar mais sujo dentro de um avião.

Pesquisa feita com amostras de voos no Canadá indica qual é o lugar mais sujo dentro de um avião; qual será?
shutterstock
Pesquisa feita com amostras de voos no Canadá indica qual é o lugar mais sujo dentro de um avião; qual será?

Uma empresa chamada Marketplace fez 19 voos entre Ottawa e Montreal, ambos destinos no Canadá. Durante cada um, eles limparam cinto pontos: cinto de segurança, mesa da bandeja, encosto da cabeça, bolso do banco e alça localizada no banheiro . A análise permitiu identificar qual o lugar mais sujo dentro de um avião .

Mais de 100 amostras foram enviadas para um laboratório da Universidade de Guelph, também no Canadá , para serem testadas. De acordo com Keith Warriner, microbiologista responsável pela pesquisa, quase metade das superfícies tinham altos níveis de bactérias e fungos que poderiam colocar a saúde de qualquer pessoa em risco.

Afinal, qual o lugar mais sujo dentro de um avião?

O encosto da cabeça foi eleito como o lugar mais sujo dentro de um avião; em segundo lugar, o bolso das poltronas
shutterstock
O encosto da cabeça foi eleito como o lugar mais sujo dentro de um avião; em segundo lugar, o bolso das poltronas

A análise concluiu que o pior lugar é o apoio para a cabeça , seguido pelo bolso do banco. Ambos os locais deram positivo para o Escherichia coli, conhecido como E. coli. O apoio ainda atestou a presença de bactérias hemolíticas, tipicamente associadas a uma faringite estreptocócica,  infecção que pode causar inflamação e dor na garganta.

A  E. coli, por exemplo, é um tipo de bactéria comum em intestinos humanos e animais – e que, provavelmente, veio de contaminação fecal. Apesar da maioria ser inofensiva, alguns tipos podem causar intoxicação alimentar grave e infecção. Os sintomas mais comuns são fortes dores estomacais, vômitos e diarréia, que podem vir acompanhados de sangue.

O responsável pelo estudo que identificou qual o lugar mais sujo dentro de um avião  ficou preocupado e confuso em saber como o matérial fecal poderia ter sido encontrado no interior dos bolsos dos assentos . Para ajudá-lo nessa questão, um ex-tripulante disse, em entrevista à “CBC News”, que já encontrou desde fraldas usadas até absorventes internos no local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.