Tamanho do texto

Especialista fala de bagagem, vacinas, despacho, check-in e outros detalhes

Tudo pronto para a viagem em família. O que vai na bagagem de mão no avião já foi arrumado, os documentos estão separados e todos estão animados. Esse é um cenário cada vez mais comum, já que pesquisas das principais companhias aéreas do Brasil indicam o aumento pelas buscas por viagens de avião. 

Bagagem de mão no avião, momento do check-in, vacinas necessárias. Veja com o que se preocupar na viagem de avião
shutterstock
Bagagem de mão no avião, momento do check-in, vacinas necessárias. Veja com o que se preocupar na viagem de avião

A Latam, por exemplo, indica um aumento de 1,3% da demanda em junho em relação ao mesmo período do ano passado. Já a Azul, divulga que o aumento foi de 21% também comparando o mês junho do ano passado e deste ano. Com esse crescimento, surgem também dúvidas sobre bagagem de mão no avião , check-in, despacho e outros itens. 

Para deixar claro quais devem ser as preocupações dos turistas ao fazer uma viagem de avião , o diretor da agência Tô Indo Viagens, Gelson Walker, destaca o que o viajante deve levar em consideração na hora de organizar uma viagem aérea para evitar problemas. Confira!

Bagagem de mão no avião e mais pontos que geram dúvidas nos turistas

Todos podem levar bagagem de mão no avião, mas é preciso de atentar ao tamanho e peso da mala
shutterstock
Todos podem levar bagagem de mão no avião, mas é preciso de atentar ao tamanho e peso da mala


1. Bagagem de mão 

Todo passageiro tem o direito de carregar com ele dentro do avião uma bolsa, mala ou mochila com pertences pessoas e itens de valor ou mais sensíveis. Essa mala é acomodada no compartimento que tem em cima da poltrona, por isso, existe um limite de tamanho.

“É preciso muita atenção, pois caso não cumpra as medidas permitidas como bagagem de mão , ela será despachada e estará sujeita a encargos”, alerta o especialista. O peso máximo dessa bagagem pode variar de acordo com a companhia aérea e o tipo de voo, entretanto as dimensões máximas estabelecidas são de 55 cm x 35 cm x 25 cm (altura x largura x espessura), incluindo bolsos, rodas e alças.

2. Despacho em voos internacionais

Em 2017, entraram em vigor novas regras da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e as companhias aéreas nacionais e internacionais fizeram uma alteração na franquia de malas - além da bagagem de mão no avião - para os passageiros que têm o Brasil como destino. Isso ainda é recente e muitos viajantes não sabe, por exemplo, que teve uma redução no peso da mala que é despachada gratuitamente, que passou de 32 kg para 23 kg.

Também há empresas que diferenciam o peso e tamanho da bagagem levanto em conta o preço que foi pago na passagem aérea . “Fique atento na hora da aquisição do seu bilhete. Dependendo do motivo da sua viagem é mais vantajoso pagar um pouco a mais na tarifa para que a franquia aumente”, alerta Walker.

3. Check-in online

Para poder entrar no avião, é necessário ter um cartão de embarque, que é gerado durante o check-in. Como forma de evitar filas e agilizar o processo, todas as companhias aéreas já possuem um sistema online de check-in, para isso basta entrar no site da empresa, inserir os dados necessários no formulário, escolher o assento, gerar o ticket, imprimir e levar para o aeroporto.

Caso não consiga fazer antes, saiba que esse procedimento também pode ser feito no local de embarque, mas geralmente há filas as opções de lugares são menores.

4. Chegue com antecedência

Não deixe tudo para a última hora, o avião não vai te esperar! Para evitar problemas e tumultos – principalmente no check-in e na hora de despachar a mala – o ideal é se programar. “Uma dica é pensar no trânsito entre sua casa ou o local de partida e o aeroporto, ou outras interferências que possam causar atraso neste percurso”, diz o especialista.

Conforme indica as principais companhias aéreas brasileiras, para voos nacionais, o recomendado é chegar com no mínimo duas horas de antecedência no aeroporto de embarque. Já para voos internacionais, o indicado é chegar quatro horas antes do horário de saída do voo.

5. Vacinas

É muito importante deixar o cartão de vacinação atualizado, pois dependendo do destino vacinas específicas podem ser exigidas. Não deixe para ver isso de última hora porque algumas vacinas possuem um período de 10 dias a seis semanas para ter eficácia, então assim que marcar a viagem, procure um posto de atendimento e verifique isso.

Uma vacina que costuma ser muito solicitada para quem vai fazer uma viagem de avião é a de febre amarela, exigida para os viajantes que irão entrar em países signatários do Regulamento Sanitário Internacional que adotam essa medida, como Panamá, Nicarágua, Venezuela e Cuba. Leve seu cartão de vacinação na bagagem de mão no avião , junto com seus documentos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.