Tamanho do texto

Educador financeiro lista um passo a passo e ensina como escolher a hospedagem, quando comprar as passagens e se é bom ou não parcelar

Viajar é algo incrível, mas para conseguir bancar os dias de folga é preciso seguir um planejamento . Antes da parte boa, é necessário analisar possibilidades, fazer contas e organizar cada detalhe para não voltar do destino cheio de dívidas. O problema é que muitos viajantes ficam perdidos por não saberem como planejar uma viagem, mas isso não é nenhum bicho de sete cabeças.

Não é fácil saber como planejar uma viagem, mas seguindo algumas dicas simples e um passo a passo é possível
shutterstock
Não é fácil saber como planejar uma viagem, mas seguindo algumas dicas simples e um passo a passo é possível


O educador financeiro e autor do blog “O Grana”, Ricardo Silva, recebe muitas dúvidas sobre como planejar uma viagem e ele conta ao iG Turismo que isso é muito mais simples dos que as pessoas imaginam, basta seguir um passo a passo.

“O ideal é começar a planejar a viagem com um ano de antecedência, primeiro resolvendo a parte burocrática como passaporte, visto e vacinas. Depois, dedique um tempo pra verificar promoções de passagens, estadias e compra da moeda local”, começa o educador financeiro que também lista as etapas de como planejar uma viagem internacional:

  • Providenciar documentação como passaporte, visto e vacinas (se necessário);
  • Planejamento dos custos com eventos, restaurantes e passeios;
  • Compra da moeda local, de acordo com o orçamento definido no 2º passo, durante planejamento até mês da viagem;
  • Passagens;
  • Estadia.

Detalhes  de como planejar uma viagem 

Como planejar uma viagem? Basta pensar nos detalhes e organizar tudo com antecedência para conseguir bons preços
shutterstock
Como planejar uma viagem? Basta pensar nos detalhes e organizar tudo com antecedência para conseguir bons preços


Tudo começa pela documentação,  que vai variar de acordo com o destino. Você pode contar com ajuda profissional para te ajudar com essa parte. Entretanto, antes de contratar um despachante para cuidar da documentação, o educador financeiro diz que é importante avaliar quanto vale a hora de trabalho do profissional e qual é o tempo disponível que você terá para ir atrás de toda a documentação.

“Em média, esse serviço custa R$ 800. Então, se você perceber que o tempo que você gastaria nesse processo daria para você ganhar mais que esse valor (R$ 800) em seu trabalho, é interessante você pagar o despachante. Caso contrário faça você mesmo”, indica.

» Seguro viagem

Para Silva, contratar um seguro viagem não é besteira, pois “se antecipar a possíveis problemas e acidentes é sempre um bom investimento”. Claro que o ideal é não precisar do seguro, mas ele é importante porque, caso algo aconteça, alguns tipos de despesas podem sair muito caras no exterior – principalmente quando se trata de despesas médicas.

Dentre as dúvidas de como planejar uma viagem, as mais comuns envolvem documentos e compra de passagem aérea
shutterstock
Dentre as dúvidas de como planejar uma viagem, as mais comuns envolvem documentos e compra de passagem aérea


O bom é que existem seguros com vários tipos de coberturas (até bagagem extraviada os seguros costumam cobrir), então você pode escolher um tipo de seguro cujo o valor caiba em seu orçamento, assim é possível viajar mais tranquilo.

» Hospedagem

Na hora de escolher uma hospedagem, é preciso pesquisar com calma. “Existem aplicativos, como Airbnb, que barateiam muito o custo com hospedagens, por ser um aplicativo praticamente ‘Consumer to Consumer’ (de consumidor para consumidor). Porém, uma dica boa é se hospedar, se possível, em um local com bastante transporte alternativo ou com passeios próximos, assim economiza um bom dinheiro com aluguel de automóvel”, indica Silva.

Outra dica do especialista é ficar atento a sites que oferecem pacotes de viagem. “Normalmente, é mais vantajoso fechar a hospedagem e a passagem aérea em conjunto, mas nunca se pode descartar fazer uma boa pesquisa.”

» Passagens aéreas 

Quanto às passagens aéreas, o especialista explica que não há um período específico para comprar, e a dica é utilizar sites que monitoram o preço das passagens aéreas. “É interessante monitorar e solicitar que o site te envie uma mensagem quando tiver alguma promoção relâmpago, por isso, procurar com antecedência garante valores menores.”

Tendo claro como planejar uma viagem, o turista irá curtir o destino sem precisa se preocupar em ficas com dívidas
shutterstock
Tendo claro como planejar uma viagem, o turista irá curtir o destino sem precisa se preocupar em ficas com dívidas


» Parcelado ou à vista?

Outra dúvida comum quando se pensa em como planejar uma viagem é saber se vale a pena comprar a vista ou parcelado. Silva alerta que a maioria dos brasileiros não costuma ser regrado com o cartão de crédito, então parcelar pode não ser a melhor opção.

“Porém, se a pessoa consegue ter esse controle, é bacana parcelar ou pagar em apenas uma vez no crédito para acumular milhas no cartão. Lembrando que, se houver um desconto à vista, não tem o que pestanejar, pague à vista”, aconselha o educador financeiro.

» Cartão de crédito ou dinheiro?

O especialista também ressalta que para comprar as passagens aéreas , pagar a estadia e tudo mais que estiver em real, você pode pagar no cartão de crédito. Porém, a partir do momento que você for para o exterior, o melhor é pagar em dinheiro, no débito (se tiver uma conta no exterior) ou com um cartão pré-pago.

“Faço essa indicação porque quando se paga no crédito será convertido para a moeda local somente no fechamento da sua fatura, o que pode trazer surpresas, boas ou ruins, tudo vai depender da cotação da moeda local”, diz Silva.

A questão dos valores e como pagar são pontos importantes na hora de pensar em como planejar uma viagem dos sonhos
shutterstock
A questão dos valores e como pagar são pontos importantes na hora de pensar em como planejar uma viagem dos sonhos


Por fim, o especialista diz que não existe uma quantia ideal para levar na viagem, tudo vai depender do que o turista planeja fazer no destino. A rota turística, os eventos e os passeios que os turistas vão fazer também é algo que não segue um padrão porque depende de gostos pessoais e prioridades, mas a dica geral é sempre procurar antes de viajar os valores das atrações e ver se o dinheiro que você tem para gastar no destino é o suficiente.

Leia também: 5 dicas para deixar as malas mais leves e bem mais organizadas; confira 

Mas além de saber como planejar uma viagem , cuidado com a quantia em dinheiro que vai levar consigo. O profissional lembra que se o viajante levar mais de R$10 mil em espécie, o valor deve ser declarado à Receita Federal do Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.