Tamanho do texto

Usando tecnologia moderna, aeronave promete resgatar a moda dos zepelins

Para aqueles que gostam de adrenalina e não têm medo de altura, a agência Design Q e a empresa britânica Hybrid Air Vehicles Limited desenvolveram o veículo certo para a viagem. Levando a primeira classe para um outro nível, o Airlander 10 permite que o viajante aprecie a paisagem através do piso transparente da aeronave, além das janelas enormes.

Além de ter o piso transparente, a aeronave conta com sofás, quartos e banheiros com janelas do piso ao teto
Divulgação
Além de ter o piso transparente, a aeronave conta com sofás, quartos e banheiros com janelas do piso ao teto


O projeto foi divulgado no site da empresa, que marcou o lançamento do Airlander para 2020, quando a aeronave - que é uma mistura de avião e dirigível - levantará voo pela primeira vez. Seu interior tem espaço para levar 19 passageiros em uma  viagem luxuosa e relaxante e conta com sofás, quartos, banheiros e um bar.

O voo durará alguns dias, quase como um cruzeiro, locomovendo-se com a velocidade aproximada de 145 km/h e flutuando em uma altura máxima de seis mil metros. “Nós gostamos de pensar que o Airlander é um cruzeiro no céu”, diz Tom Grundy, diretor-executivo da Hybrid Air Vehicles ao jornal “NBC News”.

Leia também: Confira 5 dicas para relaxar durante uma viagem de avião

De acordo com o site de divulgação, o dirigível ainda tem capacidade para realizar missões de vigilância, busca e resgate. Ainda estão sendo feitos alguns testes, e, a partir de 2020, a Hybrid Air Vehicles planeja lançar de dez a 12 dos veículos por ano.

A ascensão do modelo de veículo aponta para uma contradição à suposição de que os aviões no futuro viajarão em uma velocidade cada vez mais rápida. “A aviação está caminhando para o outro sentido”, afirma Dave Powell, reitor da escola de aviação Western Michigan University’s College of Aviation in Kalamazoo, sobre a criação do dirigível com piso transparente.

Leia também: Comissária de bordo dá 5 dicas de como evitar que um voo seja estressante

A aeronave relembra os zepelins no século 19

Com o interior luxuoso, a aeronave promete resgatar a moda dos zepelins no século 19, após desastre nos EUA
Divulgação
Com o interior luxuoso, a aeronave promete resgatar a moda dos zepelins no século 19, após desastre nos EUA

Apesar de utilizar uma tecnologia moderna, com o uso de elementos estruturais da fibra de carbono, a aeronave remete aos antigos dirigíveis zepelins do século 19. A era dos zepelins chegou ao fim quando um desastre aconteceu em 1937, quando um zepelim movido a hidrogênio pegou fogo e explodiu nos Estados Unidos. Pensando nisso, o Airlander 10 não será movido a hidrogênio e, sim, a hélio, que não é explosivo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.