Tamanho do texto

Especialista dá dicas de como evitar problemas antes e durante a viagem

O que impede muitas pessoas de fazer uma viagem para os Estados Unidos são as questões burocráticas, como tirar o visto. E mesmo possuindo esse tipo permissão, o turista ainda pode ser barrado, já que o simples fato de faltar menos de seis meses para vencer o passaporte ou o visto já pode causar problemas no embarque . Mas é possível enfrentar todas essas situações.

Leia também: 15 dicas para viajar de carro pelos EUA

Para fazer uma viagem para os Estados Unidos, é preciso seguir algumas dicas para conseguir o visto e evitar problemas
Divulgação/Booking.com
Para fazer uma viagem para os Estados Unidos, é preciso seguir algumas dicas para conseguir o visto e evitar problemas


Como explica Daniel Rosenthal, diretor da plataforma online InvestUSA360, especialista no assunto, é recomendável ter uma cópia dos documentos em mãos e também digitalizados no e-mail. Isso é importante porque, em caso de perda, é complicado conseguir uma segunda via. Ele conta que a falta de documentos costuma barrar os turistas que estão prestes a fazer uma viagem para os Estados Unidos .

O especialista ressalta que a prevenção é sempre o melhor caminho para evitar problemas. “Faça sempre um seguro viagem , que não é caro e funciona para questões de saúde além de oferecer diversos serviços. Muitos cartões de crédito também dão os benefícios relacionados a viagens ao exterior”, lembra Rosenthal.

Confira mais dicas antes de uma viagem para os Estados Unidos

Principal é comprovar vínculo com o Brasil, para isso é preciso deixar claro o objetivo da viagem para os Estados Unidos
Shutterstock
Principal é comprovar vínculo com o Brasil, para isso é preciso deixar claro o objetivo da viagem para os Estados Unidos


» O que é importante saber para a entrevista do visto?

» De acordo com o especialista, o principal é comprovar vínculo com o Brasil, para isso é preciso deixar claro o que está indo fazer, quanto tempo vai ficar lá, aonde irá se hospedar, quando vai voltar e comprovar que tem condições financeiras para realizar a viagem para os Estados Unidos. Caso não passe todas essas informações, podem surgir brechas para questionamentos e o visto pode ser negado.

Rosenthal diz que os profissionais que concedem ou negam os vistos são treinados para avaliar os detalhes, a postura comportamental e a clareza das respostas do viajante. Fora isso, também é avaliado os vínculos familiares, profissionais e patrimoniais com o país de origem. “Minha sugestão é: nunca minta para um agente de imigração”, aconselha.

» Quais documentos são obrigatórios levar?

» “Além do passaporte, não se esqueça de levar a Carteira de Habilitação para o caso de querer alugar um carro. Apenas isso, já que outros documentos brasileiros não são válidos fora do Brasil, como RG, CPF, entre outros. Tenha em mãos todas as reservas de hotéis e passagens, pois, muito provavelmente, serão solicitadas novamente ao chegar aos Estados Unidos”, diz o especialista.

» Quais os cuidados que os pais devem ter com as crianças?

» O conselho do profissional é que as crianças sejam sempre identificadas com cópias colorida do passaporte e do cartão do seguro viagem. Além disso, devem carregar os contatos dos seus responsáveis no Brasil e no exterior (telefones, endereços, e-mails) e também é importante deixar pouco de dinheiro com os pequenos.

“Se houver condições, sugiro deixar um telefone celular com um chip americano para se comunicarem com facilidade em caso de se perderem ou qualquer outra necessidade”, indica.

Leia também: Conheça o hotel em Nova York em que Marilyn Monroe morou com o marido

» A quem recorrer em caso de algum problema durante a viagem?

» Segundo o especialista, tudo vai depender da gravidade do problema, pois nunca se sabe o que poderá acontecer durante a viagem. Em alguns casos, pode ser necessário procurar a polícia, em outros, apenas acionar o seguro viagem ou então o consulado brasileiro mais próximo.

“Pesquise antes da viagem para os Estados Unidos  o endereço e contatos dos consulados mais próximos. Todos os locais públicos, como parques, outlets e shopping centers, costumam ter centro de informações e apoio ao turista”, conclui.