Tamanho do texto

Arrumar a mala de última hora e não aprender palavras básicas do idioma do país que vai visitar estão na lista de hábitos que podem prejudicar a viagem

Quando você costuma viajar com frequência, é comum desenvolver alguns hábitos que parecem dar certo para você. Mas será que eles realmente funcionam? Para as pessoas que deixam para arrumar as malas na última hora, é bem provável esquecer algo importante em casa, por exemplo. Também existem os que chegam ao país de destino sem nem saber falar uma palavra no idioma local e acabam tendo problemas para se comunicar.

Leia também: Como planejar uma viagem sustentável e diminuir os danos ao meio ambiente

Hábitos como arrumar a mala de última hora e não aprender palavras básicas do idioma podem prejudicar a sua viagem
shutterstock
Hábitos como arrumar a mala de última hora e não aprender palavras básicas do idioma podem prejudicar a sua viagem

Caso você sinta que seus hábitos de viagem estão te prejudicando, ainda é possível mudá-los neste ano que está começando. O site australiano “Escape” fez uma lista de como corrigir suas atitudes e tornar suas futuras viagens mais fáceis; confira:

1. Não saber nada do idioma

Aprender novas línguas é difícil e pode parecer não valer a pena se você estiver passando por muitos países diferentes ou for ficar por um curto período de tempo no destino. Mas saber o básico pode fazer toda a diferença quando se trata de quão confortável você irá se sentir em um país diferente e sobre a conexão que você quer ter com os moradores locais. Vale aprender frases como "Bom dia", "por favor" e "obrigado". 

Solução: claro, existem muitos aplicativos de idiomas e tutoriais que você pode usar para aprender um idioma, mas há uma solução mais fácil se você não tiver tempo de praticar antes da partida. Procure as palavras básicas do novo idioma pelo menos uma vez antes da sua viagem e anote-as em algum lugar que seja fácil de acessar, como no bloco de notas em seu telefone. Quando você chegar lá, é só olhar e sair falando.

Leia também: Jovens são os mais afetados pelo "jet lag", afirma médico

2. Reservas de última hora

Você pode dizer a si mesmo que está esperando os preços caírem, mas quanto mais o tempo passa, menos opções você terá de encontrar locais agradáveis para a estadia. Se você está procurando vôos, hospedagem ou um passeio, é melhor reservar com antecedência e ter tudo organizado antes de sua viagem.

via GIPHY

Solução: Se você ainda quiser esperar os preços baixos, defina uma data para fazer as reservas pelo menos uma semana ou duas antes de sair para sua viagem. Uma forma de torná-lo mais oficial é agendando no calendário do celular e realmente cumprir essa data.

3. Não se dar tempo para arrumar as malas

Se você tem problemas para arrumar as malas, é provável que seja um procrastinador. Este é um dos hábitos de viagem mais comuns e pode ser difícil de acabar com ele quando sua vida está ocupada com outras coisas. Mas dá para conciliar a correria do dia a dia com a arrumação da bagagem. 

Solução: alguns dias antes de sair, lave suas roupas. Ao invés de colocá-las em seu armário, coloque-as diretamente na mala. Isso garante que as roupas que você usa com mais frequência estejam frescas e limpas, além de ajudá-lo a começar a planejar quais roupas usar antes de sua viagem.

4. Levar mais do que você precisa

Se você tem a mania de colocar muitas coisas em sua mala, provavelmente você já teve de lutar para conseguir fechar o zíper e o pior, depois acabou nem usando tudo o que estava dentro da bagagem. Então, por que levar várias coisas? É só mais trabalho para você carregar uma mala pesada de um lado para o outro.

via GIPHY


Solução: use uma mala menor. Pense em quanto tempo durará sua viagem e quantas de suas roupas podem ser reutilizadas e, em seguida, encontre a bagagem de tamanho apropriado para a duração de sua viagem. Você pode se surpreender com o tamanho da mala que realmente vai precisar. 

5. Não gastar quando deve

Este varia de viajante para viajante, mas todos têm aquela coisa na qual eles odeiam gastar dinheiro. Pode ser com táxis ou transporte público com alguns e, para outros, reservar um hotel longe do centro da cidade ou deixar de fazer uma refeição especial porque é um pouco mais caro.

via GIPHY

Solução: Dê-se um orçamento para ostentar um pouco durante a viagem. Este pequeno ato de premeditação pode fazer uma grande diferença em sua experiência. Saber que você terá um pouco de dinheiro reservado para aproveitar um pouco mais irá ajudá-lo a se sentir mais confortável gastando espontaneamente. 

Leia também: 8 tendências de viagem que vão fazer a cabeça dos brasileiros em 2018

6. Não saber qual é a taxa de câmbio

Se este é um dos seus maus hábitos de viagem, você provavelmente já se viu perguntando vez ou outra se está pagando um preço justo na hora de comprar uma nova moeda.

Solução: mantenha um aplicativo de câmbio em seu telefone. Eles são atualizados constantemente, o que significa que você sempre saberá qual é a taxa mais recente e se está realmente fazendo um bom negócio.

7. Tentar fazer tudo

Já sentiu que precisa de um feriado logo depois das férias? Isso provavelmente aconteceu porque você fez atividades demais durante a sua viagem. Quando você só tem um número determinado de dias em algum lugar, é tentador tentar fazer todos os programas disponíveis, mas isso não é motivo para tratar suas férias como uma longa lista de coisas que você é obrigado a fazer.

Solução: entenda que não tem como você fazer tudo o que você deseja durante a sua viagem. Faça uma lista, identifique suas prioridades e reserve horário apenas para fazer estas coisas. Caso você tenha um tempinho sobrando e energia, você pode encontrar outra coisa para fazer no local de destino. Mude seus hábitos e torne suas viagens de 2018 mais prazerosas!