Tamanho do texto

Especialista explica a diferença entre programas de fidelidade e os pontos gerados pelo uso de cartão de crédito. Especialista dá dicas e explica com o que é necessário se preocupar na hora de usar o benefício; confira

Você sabe como utilizar milhas aéreas? Essa é uma dúvida comum que faz as pessoas não utilizarem o benefício e perderem a chance de economizar nas viagens. Boa parte das companhias aéreas oferecem programas de fidelidade, enquanto os bancos oferecem pontos gerados pelo uso do cartão de crédito, que podem se convertidos em milhas.

Com as milhas aéreas é possível ter descontos ou conseguir passagens de sem nenhum custo adicional
shutterstock
Com as milhas aéreas é possível ter descontos ou conseguir passagens de sem nenhum custo adicional


Leia também: Economizar na viagem: dicas de como se planejar e gastar menos

Inicialmente, para conseguir milhas aéreas  no Brasil era preciso fazer parte dos programas de fidelidade, ou seja, quanto mais a pessoa viajava mais ela ganhava. Atualmente, a realidade é outra e há outras formas que adquirir esse benefício.

“Hoje, cerca de 80% das milhas aéreas são provenientes dos pontos acumulados pelo uso dos cartões de crédito . Os programas dos bancos são uma ótima forma de se chegar a tão sonhada viagem, mas ainda apresentam muito desperdício”, explica Max Oliveira, co-fundador e CEO da MaxMilhas.

O especialista conta que o último estudo feito pelo Banco Central indica que, em 2014, 53,4 bilhões dos pontos, que poderiam ser convertido para milhas, expiraram. Nos programas de fidelidade das companhias aéreas, cerca de 20 bilhões de pontos expiram todo ano.

“Para se ter uma noção do que isso representa no País, se apenas as pessoas que deixam seus pontos nos bancos e programas expirarem vendessem suas milhas, receberiam 2,1 bilhões de reais. Esse é o tamanho do desperdício atual”, expõe o especialista.

Como conseguir?

Para acumular milhas com programas de fidelidade, é preciso fazer parte de uma companhia aérea.  Se você não sabia disso e viajou recentemente, pode entrar em contato com a empresa e pedir o resgate de voos anteriores. Outra forma para conseguir milhas, considerada a mais comum, é usando o cartão de crédito.

É preciso ficar esperto para não deixar as milhas expirarem
shutterstock
É preciso ficar esperto para não deixar as milhas expirarem


Leia também: Veja dicas para economizar na viagem com a escolha e organização das malas

“O raciocínio é simples: quanto mais compras fizer no cartão, mais pontos você garante. Por isso, dê preferência ao crédito no momento das compras em vez de pagamento por boleto”, indica o especialista.  

Outra forma de acumular pontos é aderindo ao acelerador de pontos , um recurso também oferecido pelos bancos. Para a adesão, o interessado deve pagar uma parcela por mês, porém, Oliveira recomenda cautela ao optar por esse caminho, porque o valor que se paga pode ser superior às outras formas de adquirir as milhas.

O viajante também pode comprar milhas direto com as próprias companhias. Isso é indicado quando há interesse em comprar uma passagem e falta uma quantidade pequena para você completar o "preço" em milhas.

Cuidados

“As milhas podem expirar, ou seja, têm data limite para serem utilizadas. Assim, quem tem milhas acumuladas deve estar sempre atento ao tempo para não perder dinheiro”, alerta o especialista.

Ele também afirma que as passagens que podem ser resgatadas com as milhas podem sofrer variações nos valores. Sendo assim, se você pretende viajar na alta temporada , é importante fazer a troca com bastante antecedência para garantir o lugar e não ter preocupações.

Leia também: Como economizar em uma viagem de ônibus

“Caso as milhas acumuladas não sejam suficientes para trocar por uma passagem, é possível fazer um abatimento no valor total do voo, utilizando a opção de compra por pontos somados ao dinheiro”, explica Max. Essa modalidade tem sido muito utilizada pelos clientes dos programas de fidelidade, representando certa de 50% dos resgates nos sites.

Os benefícios são muitos, bastar ficar atento para usar e abusar das milhas aéreas e evitar que elas expirem!