Saiba como receber de volta parte do dinheiro gasto em compras

selo

Comprar no exterior é uma delícia. Receber de volta parte do dinheiro pode ser ainda melhor. Isso porque alguns países devolvem ao turista o Imposto sobre Valor Agregado (IVA) cobrado nos produtos.

Para conseguir o benefício, o primeiro passo é chegar cedo ao aeroporto. Você terá de mostrar em um balcão da alfândega os produtos, nas embalagens originais e com suas respectivas notas (em alguns países, o lojista deve dar um formulário específico). Por isso, deixe tudo já organizado para não perder tempo caçando aquela jaqueta no fundo da mala. As filas são comuns.

Se achar trabalhoso, há empresas especializadas em cuidar dos trâmites burocráticos, como a Global Blue . As taxas pelo serviço, contudo, são altas (cerca de 40%). Abaixo, conheça as regras em alguns dos principais destinos de compras.

Estados Unidos

Apenas dois Estados reembolsam taxas. No Texas, o imposto é de 8% - para reaver o montante, preencha o formulário e entregue no quiosque de Tax Refund do aeroporto antes de deixar o Estado. A devolução é feita em até 30 dias, em cheque ou no cartão de crédito. A Louisiana reembolsa 4% sobre os produtos. Já o Oregon nem sequer cobra a taxa e, ao contrário do que ocorre no resto do país, não é preciso acrescentar o imposto ao preço da etiqueta.

Canadá

Além de devolver de 7% a 15% para produtos de consumo duráveis, o Canadá reembolsa parte do imposto pago sobre hospedagem para período inferior a um mês. É preciso gastar mais de 200 dólares canadenses (R$ 243) e apresentar os produtos e a nota do hotel à alfândega. Após deixar o país, envie os documentos para o Canadá Customs and Revenue Agency .

Reino Unido

O visitante pode se beneficiar do Retail Export Scheme e reaver cerca de 10% do valor da compra. Mas nem todas as lojas oferecem o benefício - há ainda um valor mínimo, fixado por estabelecimento. O reembolso é feito em cartão de crédito ou cheque, mas algumas empresas devolvem em dinheiro em postos nos aeroportos.

França

O reembolso vale para compras a partir de 175, feitas em uma única loja, num mesmo dia. O imposto é de 16%. Na hora da compra, peça o formulário de ‘venda para exportação’, com três vias, que será entregue ao agente alfandegário na saída da União Europeia. Reembolso em cheque ou cartão.

Espanha

Os turistas conseguem 13,8% de devolução sobre os 16% de impostos cobrados. É necessário, contudo, gastar ao menos 90,15 em uma única loja.

Argentina

Compras a partir de 70 pesos (R$ 29), de produtos fabricados no país, dão ao turista o direito de receber de volta 16% dos 21% de taxa. A loja dá o cheque de devolução, que deve ser entregue na alfândega.

Japão

Muitas lojas de departamento têm um guichê onde o turista pode recuperar os 5% de taxa sobre roupas e eletrônicos. Basta levar o recibo comprovando gastos acima de 10 mil ienes (R$ 230) e sair com o dinheiro na mão. Nas lojas com anúncio de duty free o desconto é dado no caixa, após apresentação do passaporte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.