Tamanho do texto

Muitos pensam que esse tipo de hospedagem é coisa de mochileiro, mas elas são ótimas para quem quer gastar pouco e conhecer outras culturas de perto

Quando se planeja uma viagem, a hospedagem é um dos itens mais importantes a serem avaliados. A localização, o conforto, a limpeza e a segurança do local são características que devem obrigatoriamente ser levadas em consideração e são justamente esses aspectos que estão tornando o hostel uma das opções mais vantajosas para os viajantes.

Leia também: Sem grana para viajar? Veja 10 hostels para se hospedar de graça

Ficar em um hostel é opção para turistas que querem gastar pouco e ainda interagir com outros viajantes
Shutterstock
Ficar em um hostel é opção para turistas que querem gastar pouco e ainda interagir com outros viajantes


Muitos turistas pensam que ficar em um hostel é coisa de mochileiro, mas essa ideia é equivocada. “Tudo é questão da prioridade do momento. A escolha da hospedagem vai depender muito do que a pessoa busca naquela viagem especifica”, afirma Felipe Gamba, proprietário do Hostel da Vila, em Ilhabela.

Se você nunca ficou nesse tipo de hospedagem e tem curiosidade de saber como é, saiba quais são as principais vantagens que ela oferece:

1. Custo-benefício

Uma das principais vantagens desse tipo de local é o preço justo. Essas hospedagens costumam cobrar valores bem mais acessíveis do que pousadas, hotéis e resorts cobram. Isso acontece porque os serviços oferecidos são mais básicos, sem deixar de atender a demanda dos hospedes. Há ainda a possibilidade de os locais serem menores do que um hotel, já que, muitas vezes, possuem quartos coletivos.

2. Adeus impessoalidade

Geralmente, esse locais possuem um ambiente acolhedor e design criativo. O atendimento acaba sendo mais pessoal, ou seja, há uma conexão entre hóspedes e funcionários. Fora isso, é mais fácil de se fazer amizades e conhecer outras pessoas que estão visitando o mesmo destino que você.

3. Interação

Os brasileiros ainda estão se adaptando a esse conceito, mas já faz tempo que esse tipo de hospedagem é a escolha de turistas que querem se aproximar de outras durante uma viagem. Nas hospedagens, inclusive, costuma haver áreas coletivas para essa socialização. Alguns lugares promovem até "happy hours" e eventos temáticos como forma de incentivo.

Leia também: Levar miniaturas do hotel para casa é gafe? Famosos e especialista respondem

4. Cozinha comunitária

Outro local de contato entre os hospedes é a cozinha. Quando você for preparar algo, pode se deparar com alguém de outro país, trocar experiências e aprender coisas novas. Muito bacana, não é?

5. Cultura e sabores locais

Tanto os proprietários quando as pessoas que trabalham no local costumam gostar de conversar com os hóspedes e essa é uma boa oportunidade para descobrir quais são os melhores passeios e restaurantes do destino.

6. Você não precisa compartilhar sempre

Se você está achando esse tipo de hospedagem é muito comunitária, saiba que isso é uma regra. Há opções com quartos menores que são individuais ou para duas pessoas. Escolhendo uma opção como essa, você ainda pode socializar, mas sem deixar de lado a privacidade.

Leia também: Conheça oito mimos que um hotel de luxo oferece aos executivos

7. Esqueça as lendas e quebre paradigmas

O segredo é escolher um hostel no qual você se identifique. Procure muito, veja o que cada opção oferece, qual o valor cobrado e não pense que essas hospedagens são fracas nos quesitos limpeza, segurança e comodidade. Assim como nos hotéis, a preocupação com os hóspedes é sempre algo primordial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.