Especialista fala a melhor data e os melhores dias e horários para voar com tarifas mais em conta e ainda dá mais dicas para tornar a viagem mais barata

Viajar é preciso. Essa é uma máxima que vale para muita gente. Mas em tempos de crise, não é possível esbanjar por aí. Para satisfazer o desejo e aproveitar novos destinos, a ordem é ecominizar, seja buscando passagens mais baratas ou mudando a opção de hospedagem. 

6 passos para evitar problemas no embarque

Organização ajuda a conseguir passagens e viagens mais em conta
Creative Commons
Organização ajuda a conseguir passagens e viagens mais em conta


O consultor de viagens Tarik Lemes explica que o comportamento do brasileiro mudou com a recessão. "Mesmo com o cenário econômico estagnado, as pessoas não deixaram de viajar. Elas optam por viagens com menos dias, passagens mais em conta ou mudaram do quarto de luxo para um standard nos hotéis", afirma o especialista, que também é CEO da Melhor Embarque. 

Ele tem dicas preciosas para economizar na viagem e, por exemplo, conseguir uma passagem aérea mais barata. E segundo Tarik, há maneiras de gastar menos até nas viagens terrestres. Veja os detalhes: 

Passagem aérea mais barata

O segredo, de acordo com Tarik, é planejamento . "Quem define que vai viajar no final de semana e vai comprar a passagem em cima da hora dificilmente conseguirá um preço competitivo. Quanto mais próximo da data do embarque, mais cara a tarifa", diz o consultor. 

Na opinião de Tarik, ideal é comprar as passagens com uma  antecedência de 90 a 30 dias. "Em um período menor que esse pode até achar uma promoção, mas a chance é menor".

Guia para a primeira viagem de avião

Uma pesquisa feita pelo site momondo confirma a visão de Tarik. Para eles, o melhor momento de comprar a passagem para garantir é o melhor preço é 56 dias antes do embarque.

O dia da semana da viagem também influencia no valor. Segundo o estudo, o dia que representa a maior economia é a terça-feira. Já Tarik amplia isso para terça, quarta ou quinta. "No final de semana geralmente tem bastante gente viajando a lazer. E na segunda e na sexta tem aqueles que precisam viajar a trabalho e fazem muita ponte-aérea. A dica é fugir desses dias". 

O horário é outro fator a ser levado em conta. "O voo das 7h ou 8h é em geral o mais caro porque quem trabalha escolhe os primeiros horários do dia para embarcar. E quem está passeando, quer chegar logo ao destino para aproveitar o dia. Se encontrar um voo no meio do dia, mais para tarde, ou de madrugada, deve economizar", diz Tarik. 

Ele reconhece que um voo às 14h irá "quebrar o dia", mas tem suas vantagens. "Vai pegar menos trânsito no caminho até o aeroporto e, com isso, há menos riscos de perder o voo", completa. 

Passagem de ônibus

Tarik explica que a lógica da antecedência não funciona para as viagens de ônibus, já que são obedecidas as regras dos órgãos de transporte. Para economizar, a dica do consultor é ficar atento a promoções. "Algumas empresas disponilizam promocodes para as compras online".

Hotel mais barato

Também é possível conseguir economizar nas diárias do hotel. Apesar de o preço não variar muito, Tarik lembra que se reservar antes há mais chances de garantir alguma promoção. Vale acompanhar sites e redes sociais do hotel para não deixar passar uma boa oportunidade. 

Proteção na viagem! Cofre no hotel é item essencial para evitar problemas

O tipo do hotel também pode significar menos gastos. Aqueles que costumam receber um público empresarial geralmente têm tarifas mais caras na semana e mais barata aos finais de semana, quando o movimento tende a cair. Se o hotel for típico para turistas e você tiver disponibilidade, tente uma vaga durante a semana. O preço será mais atrativo. 

Alta temporada

Tarik também faz um alerta: não adianta de iludir e criar esperanças de achar passagens aéreas ou hoteis mais baratos na alta temporada. "É o momento do melhor clima nos destinos, de agito e de maior procura. O preço da alta temporada sempre será maior. Só se conseguir alguma boa promoção, mas isso não costuma acontecer". 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.