iG - Internet Group

iBest

brTurbo

O paraíso escondido de Florianópolis

Ele se chama Lagoinha do Leste e é cercado por Mata Atlântica preservada. É possível chegar até lá de barco ou por belíssimas trilhas. Que tal descobri-lo em sua próxima viagem?

Felipe Carneiro, especial para o iG São Paulo

Leia também: 

- Guia para curtir o verão brasileiro
 
Siga o iG Turismo no twitter



Felipe Carneiro

Uma das praias menos conhecidas de Floripa pode ser alcançada somente por trilhas ou por barcos

Lagoinha do Leste é uma das praias menos conhecidas da maior parte dos turistas que escolhe a capital catarinense para passar férias. Situada ao sul da ilha, entre as praias da Armação e do Pântano do Sul, ela é cercada por Mata Atlântica preservada.

Há duas maneiras de descobrir este paraíso escondido: por meio de barcos que saem das duas praias vizinhas, apenas durante a alta temporada, ou através de trilhas. A segunda opção é a mais usada por quem procura a Lagoinha do Leste para passar o dia ou até mesmo acampar, por possuir belíssimas paisagens entre o sobe e desce de morros.

Felipe Carneiro

A praia mais selvagem da ilha é uma das mais bonitas do País


Existem duas alternativas em trilhas que dão acesso à praia. A primeira, mais conhecida e menos extensa, parte da praia do Matadeiro, ao sul da praia da Armação. São cerca de duas horas de caminhada. A principal característica do caminho fica por conta das íngremes subidas e descidas, entre pedras e mata fechada. Sua extensão é facilmente identificada, não oferecendo riscos de se perder durante o trajeto. Ainda assim, é recomendado marcar pontos de passagem.

O aventureiro deve tomar cuidade para não ultrapassar as horas ao sol. Outra forma de chegar ao recanto, para quem vem do sul, é começar a caminhada pela trilha que parte da praia do Pântano do Sul. Este caminho é mais extenso e pode levar três horas para ser percorrido inteiramente, com o mesmo grau de dificuldade do primeiro, ou seja, entre pedras e penhascos.

Felipe Carneiro

Lagoinha do Leste não tem estradas de ligação nem construção na sua orla

A praia de Lagoinha do Leste é, sem dúvidas, uma das mais belas de Florianópolis, sem estradas de ligação ou construções em sua orla, dominada apenas pela restinga. Os moradores regionais costumam dizer que é a mais agradável e tem menos intensidade de vento do que as outras, por estar situada entre morros. É um verdadeiro oásis em plena capital.

Considerada santuário natural, é preciso levar alimentos e bebidas para garantir uma boa permanência no local, já que não possui quiosques ou barracas que ofereçam comodidade. Além disso, é uma praia muito procurada por surfistas devido à boa qualidade de ondas que se quebram em quase todas as condições de ondulação e vento.

Felipe Carneiro

Espremida entre costões, Lagoinha do Leste tem enseada de 1 km

O mar, muito claro, também proporciona boas sessões de mergulho livre ou com snorkel, por entre cardumes e formações de corais próximos às pedras das encostas. Outro público que curte o lugar é o que gosta de acampar. O acampamento é livre, fora da área de preservação de restinga, devendo-se apenas retirar todo o lixo produzido durante a estadia para fora da praia e das trilhas. A tranquilidade encontrada ali é ímpar, em um clima intimista, proporcionando noites extremamente agradáveis e de muito sossego.

Outra opção para a diversão está nas dunas. Algumas pessoas utilizam pedaços de madeira para praticar uma espécie de sandboard, caindo diretamente no rio que desemboca na praia. O refresco é indispensável após subir muitos metros de areia fofa.

O passeio é uma excelente maneira de diversão e aventura e possibilita o conhecimento de outras praias ao redor que também não são muito procuradas. Esta parte da capital catarinense fica fora da rota principal de turismo e badalação, mesmo em temporadas, e, por isso mesmo, tem muitas áreas preservadas. Destino certo para os amantes de ecoturismo.

 

Dicas para o trekking

Para fazer a caminhada prefira calçados com maior aderência. A trilha possui cascalho e pedras soltas, não sendo possível andar com precaução se estiver calçando sandálias ou chinelos. Outra dica é carregar um cantil com água para a hidratação durante o percurso

O que levar

- Protetor solar
- Alimentos e bebidas
- Saco para depósito de lixo


Quer saber mais sobre viagem? Siga a gente no @igturismo

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias