iG - Internet Group

iBest

brTurbo

Festa de São Vito: tradição de nove décadas em São Paulo
Até julho, o tradicional bairro do Brás, em São Paulo, promove aos fins de semana uma festa em homenagem ao santo italiano

Fernanda Castello Branco, especial para o iG

São mais de nove décadas de devoção a São Vito e muita festa típica italiana. No sul da Itália? Não, no Brás, região central de São Paulo. Em 2010, a festa chega à sua 92ª edição, com uma programação que ocupa todos os fins de semana até o dia 4 de julho.

Divulgação


Uma verdadeira atração turística da capital paulista, a Festa de São Vito é a maior festividade típica popular realizada fora da Itália. Dezenas de caravanas do interior e de todos os cantos do Brasil participam da festança, que atrai cerca de 70 mil pessoas todos os anos.

A festa é promovida pela Associação Beneficente São Vito Mártir e a renda é  doada à manutenção da Creche São Vito, conveniada à Prefeitura de São Paulo e que já atendeu cerca de 18 mil crianças em 13 anos de existência. As grandes estrelas do evento são as Mammas de São Vito, que se dedicam a preparar delícias italianas para os visitantes.


Comilança

A festa se resume a muita comida. Entre os pratos preparados estão a Guimirella (churrasco de fígado e folhas de louro), spaghetti ou ricchitelle al sugo ou à puttanesca.  Outros destaques são a ficazza (pizza alta) e a ficazzella (pastel frito com tomate, muzzarella e orégano). Os doces formam um capítulo à parte: piccicatella, amaretti, castagnelle, pizza doce e dormosa.

A Festa de São Vito é a única festa italiana do mundo realizada em locais cobertos. O evento ocupa dois espaços: uma cantina e uma praça de alimentação. Na cantina, o ingresso dá direito a um antepasto e a um prato de macarrão (bebidas e doces são cobrados à parte). Já na praça de alimentação, o sistema é self-service. A programação dos dois lugares conta com shows, pista de dança e apresentações típicas.


História da festa

A primeira festa de São Vito foi realizada em 1918. Esse santo é o padroeiro da cidade de Polignano al Mare, na Puglia, e protetor dos artistas, dos jovens e dos dependentes de drogas.

A Associação Beneficente São Vito Mártir foi fundada em São Paulo por imigrantes italianos e descendentes, em 1919, um ano após a realização da primeira festa dedicada ao santo. O bairro do Brás, palco da festa, abriga imigrantes vindos da Itália e de algumas outras regiões desde 1889.


Onde ficar

Brás Palace Hotel: a partir de R$ 148. Com café-da-manhã e uma vaga na garagem.
Hotel 21: R$ 100 para duas pessoas. Inclui café-da-manhã. Rua Vinte e Um de Abril, 370 - (11) 2618-4041
Marian Palace Hotel: a partir de R$ 90 por pessoa. A diária inclui café-da-manhã e mais uma refeição (almoço ou jantar).


Festa de São Vito

Cantina: Rua Fernandes Silva, 96 - Brás
Praça de Alimentação: Rua Polignano Al Mare, 255

Reservas: (11) 3227-8234 / (11) 3229-5678 / (11) 3326-2957
contato@associacaosaovito.com.br



Leia também:

- Guia turístico de Puglia
-
Turismo religioso na Itália atrai 40 milhões por ano


Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo twitter: @igturismo

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG




publicidade



Contador de notícias