iG - Internet Group

iBest

brTurbo

Os lugares mais radicais do Brasil - Onde praticar esportes de aventura
Mais do que elevar o nível de adrenalina no corpo, esportes radicais são sempre uma boa pedida para conhecer lugares a partir de outros pontos de vista.

Eduardo Vessoni

O Rio São Francisco fica mais imponente quando se está preso às cordas do frenético bungee jump; a Cidade Maravilhosa se torna mais bela a bordo de uma asa delta e São Paulo fica ainda mais frenética quando vista de dentro de uma caverna Viaje e corra o sério risco de se aventurar.

Bungee Jump na Bahia

A fama radical de Paulo Afonso é tão grande que a cidade já conta com o Eco Esportes Radicais, um evento anual que reúne esportistas para a prática de rapel, canyonismo e motocross.  Mas são nas cordas fortes e flexíveis do bungee jump que o turismo de aventura da cidade tem se sustentado. A ponte metálica Dom Pedro II é o local do salto, a mais de 80 metros de altura antes de chegar às águas do Rio São Francisco.

Arvorismo e tirolesa em São Paulo

Todo o ano é a mesma situação: estradas congestionadas, todos os hotéis ocupados e praias lotadas. Mas algumas atividades em meio à Mata Atlântica servem de refresco para quem desce a serra até o litoral sul de São Paulo. Peruíbe, em plena Estação Ecológica Juréia, é ideal para cruzar galerias instaladas nas copas das árvores e terminar o eco passeio em uma descida alucinante com técnicas de tirolesa.

Rafting em Foz de Iguaçu

Encarar a força das águas de Foz do Iguaçu, no Paraná, já é uma experiência suficiente para acelerar os batimentos cardíacos. Mas tem turista que vai além e embarca em um dos botes que descem o Rio Iguaçu em rafting. As corredeiras são de níveis II e III, ideias para quem não tem intimidade com o esporte.

Voo livre no Rio de Janeiro

A visão que se tem do alto da Pedra Bonita, no Parque Nacional da Tijuca, é impressionante. Mas tem gente que acha pouco alcançar seu cume e decide lançar-se morro abaixo... em uma asa delta. Um voo duplo da Rampa da Pedra Bonita é uma experiência única para conhecer a Cidade Maravilhosa de outro ponto de vista. O visual inclui ilhas, mar azulado e florestas tropicais.

'Caving' em São Paulo

Nem só com morcegos se faz a escuridão de uma caverna. No Petar, Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira, há obstáculos suficientes para atrair amantes de exploração de cavernas. Abismos, fendas estreitas e rios subterrâneos são algumas das barreiras encontradas na prática desse esporte que deu origem ao rapel.

Rapel

Os especialistas em estudar o interior de cavernas já utilizavam as técnicas de rapel no século 19 e o que era trabalho virou diversão com adrenalina. O esporte já está tão difundido no Brasil que até lugares inusitados como o Elevador Lacerda, em Salvador, e a Ponte do Sumaré, em São Paulo já foram cenários para descidas em cordas. No entanto, a prática exige preparo e acompanhamento de profissionais.

Hydrospeed em Brotas

A prancha especial, as nadadeiras e o capacete são responsabilidades da agência contratada, mas a coragem para descer as corredeiras de Brotas em posição horizontal fica por conta dos mais aventureiros. Na terra dos esportes radicais, o passeio ocorre no Rio Jacaré Pepira e tem três horas de duração.

Canyoning

Em poucas palavras, o "canyoning" é o esporte das escaladas em cachoeiras, cânios e rios. E é no coração da Bahia, na indescritível Chapada Diamantina, que estão os paredões propícios para a prática de canyoning. A fina névoa da Cachoeira da Fumaça, um dos destinos mais conhecidos nesse parque baiano, é um dos lugares indicados para descidas em cachoeiras.

Paraquedismo em Boituva

O interior de São Paulo é o local ideal para a prática desse esporte das alturas. Boituva, a 120 quilômetros da capital paulista, é o local ideal para saltos a quase 4 mil metros do chão que garantem muito vento na cara a mais de 200 quilômetros por hora.

Canoagem em Bertioga

A cidade das praias que marcam o limite entre o litoral norte e sul de São Paulo é também o local da canoagem nas águas doces dos rios Jaguareguava e Itapanhaú. Empresas locais oferecem passeios em canoas canadenses, uma embarcação mais larga e mais estável, pelos rios e canais da região. O passeio é emoldurado pela bela paisagem da Mata Atlântica com direito a mergulhos nas águas claras do Jaguareguava. Eco Center Jaguareguava Tel: (13) 9758-5090

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias