iG - Internet Group

iBest

brTurbo

Países baratos para viajar: América
Quer opções econômicas na América? Invista nas belezas da Guatemala, da Bolívia e de Honduras. É possível gastar menos de US$ 20 por dia 

Camila Sayuri, especial para o iG

 

Guatemala

Getty Images

Traços da cultura maia nas ruas da Guatemala


Apesar de ser um destino turístico pouco conhecido para os brasileiros, o maior país da América Central é cativante. Curtas distâncias levam você aos mais diferentes lugares como as ruínas maias, os vulcões, os lagos e as praias de areias preta. Um dos destinos mais procurados pelos turistas é a cidade de Antigua, localizada entre três vulcões, com grandes casarões coloniais.

Outro belo destino é Tikal, que possuí ruínas com mais de 3 mil anos de idade, onde são realizados rituais até hoje. O melhor de tudo isso, são os preços. Viagens de ônibus custam cerca de US$ 1 por hora. Produtos artesanais indígenas podem ser barganhados no Chichicastenango, o maior e mais antigo mercado da América Central.

Quanto custa: Mesmo sem disciplina, realizando todos os passeios turísticos, dá para gastar cerca de US$ 40 e 50 por dia. No entanto, com algum controle, os gastos caem pela metade.

Onde ficar: Há quartos por menos de US$ 10 por pessoa, mas se quiser opções mais confortáveis, o belo hotel Lo de Bernal, em Antiqua, tem suíte com cama king size, internet wi-fi e tv de plasma por cerca de US$60.  Em Tikal, uma sugestão é o Hotel Del Patio, com piscina e academia, por US$ 59 o quarto.

Onde comer: Mercados vendem frutas e salgadinhos por centavos. As refeições custam entre US$ 3 e 4 em restaurantes locais. Em restaurantes turísticos, como o Bistro Cinq, em Antiqua, os pratos custam entre U$$ 5 e 20.


Bolívia

SXC

O deserto do Atacama é uma das belezas bolivianas


O país mais pobre da América do Sul é também o mais rico em recursos naturais. Mesmo sem praias, não faltam belezas naturais por lá. Tem o Salar de Uyuni, maior deserto de sal do mundo, o Lago Titicaca, maior e mais alto lago navegável, entre tantas outras belezas.

O preço para se viajar é um pouco mais baixo que o dos países vizinhos, graças à moeda desvalorizada. Um real compra quase 4 bolivianos, o dinheiro local. Os maiores gastos por lá ficarão por conta do transporte, já que as distâncias entre as cidades são grandes. Para se ter uma ideia, um passeio de três dias em 4x4 para o Salar de Uyuni, com direito a hospedagem e alimentação, custa entre US$ 65 a 70 por pessoa.

Quanto sai: Os viajantes muito econômicos gastam apenas US$15 por dia, no entanto, a maioria costuma gastar entre US$ 25 e 50.

Onde ficar: O confortável Hotel Rosario, de três estrelas, na capital La Paz tem suítes a partir de US$36. Bem localizado, o Hotel LP Columbus tem diária a partir de US$30.

Onde comer: No país você encontra facilmente folhas de coca para mascar ou para fazer chá por alguns trocados. O restaurante La Bella Vista, no topo do hotel Presidente, oferece uma impressionante vista em 360º da cidade de La Paz. Os pratos principais do cardápio ficam em torno de US$6 e US$15.


Honduras

Divulgação

Mergulhar em Honduras é uma experiência inesquecível 

Se você está procurando um lugar para mergulhar sem ter que se afundar em divídas, o país é uma boa pedida. As Islas de la Bahía de Honduras – Roatán, Utila e Guanaja – têm um dos melhores pontos de mergulho do mundo, com suas águas azul turquesa, corais e peixes multicoloridos. Além disso, é um dos poucos lugares em que é possível nadar e interagir com golfinhos. Vale a pena visitar também o Parque Nacional Jeannette Kawas, com suas praias de areia branca e floresta com macacos, e a cidade maia de Copán.

Com acomodações e refeições baratas, a maior parte do seu orçamento de viagem será gasto com mergulho. Ainda sim, vale a pena fazer um curso de iniciante (Open Waters), com direito a bons mergulhos, por US$200.

Quanto sai: Os gastos giram em torno de US$ 20 a 40 por dia.

Onde ficar: Há hotéis de todos os preços na ilha de Roatán, um dos destinos mais procurados. A simples e charmosa Posada Arco-Íris oferece aos hóspedes espreguiçadeiras na praia e caiques. A suíte custa a partir de US$ 36 na baixa temporada. Já o resort Lands Ends tem vista para o mar e diárias a partir de US$57.

Onde comer: Os melhores restaurantes, e muitas vezes mais caros, ficam em Roatán. Preços mais acessíveis podem ser encontrados em Utila. O restaurante Bite on the Beach, localizado em West Bay (Roatán), tem preços entre US$5-15, com direito a show no jantar.

*preços pesquisados em abril/2010


Não deixe de conferir outras opções de países econômicos:

- Países baratos na Ásia
- Países baratos na Europa
- Países baratos na África e no Oriente Médio

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias