iG - Internet Group

iBest

brTurbo

Sete dias em Nova York com menos de 320 dólares
Passe uma semana na cidade mais famosa do mundo gastando 45 dólares por dia 

Carolina Monterisi, iG São Paulo

Não é preciso gastar todas as economias para conhecer Nova York. Com sete dias de viagem e menos de 320 dólares no bolso, você consegue visitar as principais atrações da cidade mais famosa do mundo. Siga o nosso roteiro econômico e boa viagem! 

- Veja também: dicas para economizar na hospedagem e passagens aéreas


SEGUNDA-FEIRA

Confira o mapa com o roteiro da segunda-feira

Getty Images

Comece a viagem pelo lugar que é um dos grandes ícones da cidade: a estação de trem Grand Central (metrô: 42nd St / Grand Central). Cenário de vários filmes hollywoodianos, o terminal ainda abriga exposições de arte no Vanderbilt Hall e um mercado com comidinhas gostosas. Aproveite a manhã e caminhe até o Bryant Park, palco dos desfiles da concorrida semana de moda de Nova York e um dos lugares mais agradáveis da cidade.

De lá, vá conhecer outro símbolo nova-iorquino, o Rockefeller Center (dica: pegue o metrô, porque a distância é consideravelmente grande). Além de lojas e restaurantes, o complexo também abriga a sede da NBC, onde é possível comprar souvenirs dos programas da emissora e fazer um tour pelos estúdios. Durante o inverno, o tradicional rinque de patinação é uma atração a mais para os turistas.

Aproveite que você está na região e visite outros prédios emblemáticos da cidade: o Radio City Music Hall, casa de espetáculos com mais de sessenta anos de história, e a igreja de St. Thomas.

Aproveite a pausa para o almoço (US$15) e recupere as energias, porque a caminhada da tarde vai ser longa. Suba a Quinta Avenida em direção ao Central Park e conheça um pouco do lado luxuoso da cidade (esse passeio interessa especialmente às mulheres, já que muitas das melhores lojas do mundo estão por aqui).

Por causa de seu tamanho, conhecer o Central Park leva tempo: aproveite a tarde para ver a parte sul do parque. Quando escurecer, vá ao observatório que fica no topo do Empire State Building (US$20) para ter uma visão inesquecível da cidade. Para um jantar em conta, invista em um dos vários fast-foods da região (Us$10).


TERÇA-FEIRA

Confira o mapa com o roteiro de terça-feira 

Getty Images

Comece seu segundo dia em Nova York pelo consagrado Metropolitan Museum of Arts (US$20). Conhecido como Met, este é um dos maiores e mais famosos museus da cidade. Às terças, um tour gratuito em português é realizado a partir das 11h15, com duração de uma hora. Para o almoço, compre um lanche na cafeteria do Met (US$15) e sente nas escadarias da entrada do museu: é lá que você vai ter uma das experiências mais novaiorquinas de sua viagem.

Aproveite a parte da tarde para conhecer mais um pouquinho do Central Park: comece o passeio pela entrada da rua 79 e não deixe de ver pontos importantes como o Belvedere Castle e o Delacorte Theater. Se estiver com fome, o parque oferece várias opções de comidinhas baratas (US$10). Na hora de ir embora, duas opções de metrô do outro lado do parque: as estações da rua 81 e da 86 (linhas B e C).


QUARTA-FEIRA

Confira o mapa com o roteiro de quarta-feira 

Getty Images

O dia começa no parque Cadman Plaza (metrô High Street), onde você pode conhecer o Brooklyn War Memorial, em homenagem aos trezentos mil soldados americanos que serviram na Segunda Guerra Mundial. De lá, atravesse os dois quilômetros da histórica Brooklyn Bridge a pé e aproveite a vista. No fim da centenária ponte você encontra o prédio da prefeitura de Nova York, que oferece tours diários gratuitos (para participar, faça a reserva online).

A menos de três quadras de lá está o Ground Zero, construído onde ficava o World Trade Center em homenagem às vítimas dos ataques de 11 de setembro. O memorial oferece um tour de duas horas por US$25 (ingressos devem ser comprados com antecedência online). Aproveite para experimentar a típica pizza nova-iorquina no Mozarelli’s (US$15, com desconto para quem participar do tour).

Depois do almoço, visite a Trinity Church e a St. Paul’s Chapel, igrejas construídas nos séculos 17 e 18, respectivamente. Todos os dias, às 13h, a Trinity promove apresentações gratuitas de corais e cantos religiosos.

Passe o resto da tarde caminhando pelas ruas de Wall Street, o centro financeiro de Nova York. Não deixe de ver o Charging Bull, famosa escultura de um touro que é símbolo da região, o prédio da bolsa de valores (o New York Stock Exchange) e o Federal Hall, primeira sede do governo norte-americano.

Passe o fim da tarde no Battery Park e, quando começar a anoitecer, pegue a balsa para Staten Island. A viagem, que dura cerca de 25 minutos, é grátis e tem uma das vistas noturnas mais bonitas da cidade. O embarque e o desembarque acontecem no Whitehall Terminal. A opção para um jantar rápido e barato na região é o Water St. Gourmet (US$10).


QUINTA-FEIRA

Confira o mapa com roteiro da quinta-feira

Getty Images

Para conhecer a região do Times Square é preciso disposição: as ruas cheias de vida concentram um grande número de teatros, lojas e prédios imperdíveis. Comece o passeio pelo Madame Tussaud’s, museu que traz estátuas de personalidades feitas de cera (US$28 para compra online).

De lá, ande pela Sétima Avenida até o ponto em que ela se encontra com a Broadway, entre as ruas 44 e 45. Rápida, agitada e cheia de gente, a região simboliza aquela Nova York que sempre imaginamos. Separe um tempo para andar pelas ruas sem rumo certo: com certeza encontrará ótimas surpresas, como a mítica boate Studio 54, a preferida das estrelas entre as décadas de 70 e 80, e a megaloja de brinquedos Toys’R’Us, sonho de qualquer criança e adulto.

Continue seu passeio pela Broadway até o Columbus Circle. Almoce como um verdadeiro nova-iorquino: sente-se na praça e coma o clássico cachorro quente (US$10). À tarde, vá ao Museum of Arts and Design. Às quintas, o museu não cobra entrada, pede apenas uma doação de seus visitantes. No fim da tarde, caminhe até o Lincoln Center, centro cultural que reúne doze entidades voltadas para a produção de música, dança e teatro. Com sorte, você pode assistir a um dos vários concertos gratuitos que acontecem no local. Mas fuja dos restaurantes de lá se quiser economizar. Uma boa pedida na região é o Old John's Luncheonette (US$10).


SEXTA- FEIRA

Confira o mapa com o roteiro da sexta-feira

Getty Images

O passeio de sexta-feira começa em frente ao edifício Dakota (metrô: 72nd St - linhas B e C), onde John Lennon foi assassinado em dezembro de 1980. Visite o memorial criado em homenagem ao músico no Central Park, o Strawberry Fields (entre as ruas 71 e 74).

Suba pela rua 73 (não deixe de ver a praça Verdi) até a Broadway. Vá até o Big Nick’s, no número 2175, para um almoço gostoso e em conta: com dez dólares você come um suculento hambúrguer, com direito a fritas e bebida.

Aproveite o almoço, pois a tarde vai ser cansativa: volte em direção ao Central Park pela rua 77 e visite o Museu de História Natural, que fica na esquina com a Avenida Columbus (US$32). As principais atrações do museu são as ossadas de dinossauros e o planetário. No fim da tarde, pegue o metrô e vá ao MoMA, o museu de arte moderna de Nova York. Às sextas, a partir das 16h, a entrada é gratuita. Uma opção para o jantar é o Five Guys, lanchonete na rua 55 (entre a Quinta e a Sexta Avenida).


SÁBADO

Confira o mapa com o roteiro de sábado 

Getty Images

Aproveite o sábado de manhã para conhecer a peculiar Chinatown. O bairro é famoso por suas pechinchas: uma visita às lojas da região é certeza de compras vantajosas (ainda que a qualidade de grande parte da mercadoria é duvidosa). Fique por lá até a hora do almoço (US$20) e não deixe de provar um dos restaurantes chineses.

No começo da tarde, pegue o metrô até a estação South Ferry: é de lá que saem os barcos para a Estátua da Liberdade. A passagem para a Liberty Island (US$12), onde fica o monumento, deve ser comprada no Battery Park, situado ao lado da estação.

Termine o dia com um passeio no Guggenheim: aos sábados, a partir das 17h45, não existe preço fixo para a entrada no museu. Uma boa opção para o jantar é a lanchonete Jackson Hole (US$10), na esquina da Avenida Madison com a rua 91.


DOMINGO

Confira o mapa com o roteiro do domingo

Getty Images

O seu último dia na cidade mais agitada do mundo tem que ser de puro lazer. Acorde cedo para conhecer o Chelsea Piers, complexo esportivo que se estende entre as docas 59 e 62 às margens do rio Hudson. Mesmo que você não pratique baseball, boliche, basquete ou qualquer outro esporte oferecido por lá, o passeio vale pelo lindo cenário, especialmente se o domingo estiver ensolarado. Na hora do almoço, fuja dos fast foods e caminhe até o agradável Chelsea Market para se deliciar com as comidinhas que o mercado tem a oferecer (US$15).

À tarde, vá conhecer a parte norte do Central Park: desça na estação 110th St – Central Park North e caminhe despreocupadamente por lá. Termine o dia no Museu de Nova York, que conta a história da cidade (US$10). Uma boa opção para um jantar rápido é a Madison Deli & Grocery, no número 1550 da Avenida Madison.


Total de gastos: 
317 dólares (cerca de 45 dólares por dia)
 


*valores pesquisados em março/2010

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias