iG - Internet Group

iBest

brTurbo

Casa dos artistas!
Não. Não se trata de mais um reality show com celebridades da TV. Esse roteiro vai muito além da telinha e mostra os lugares onde moraram alguns dos maiores artistas do século 20, tanto nas artes plásticas quanto na literatura. Aperte os cintos e embarque nessa viagem mágica por casas que viraram museus imperdíveis!

Redação iG Turismo

- Turismo e letras se unem em cidades no Brasil

Visitar a casa de Frida Kahlo, passear pelos cômodos onde Pablo Neruda escrevia seus poemas, bater na porta de Pablo Picasso. Não, você não está sonhando. As casas onde habitaram alguns dos maiores artistas do século 20 continuam de portas abertas, mesmo muitos anos após a morte deles.

Muitas viraram museus, onde o público pode não apenas curtir a atmosfera onde esses ícones da cultura de seus países viviam e criavam, como também ver de pertinho objetos pessoais e saber mais sobre a vida desses artistas.

- Museu Frida Kahlo, Cidade do México 

O mundo da pintora mexicana Frida Kahlo (1907/1954) está atrás das paredes azuis da casa onde ela nasceu, viveu e passou seus últimos dias. A famosa Casa Azul fica em Coyoacán, distrito da Cidade do México, e foi transformada em museu quatro anos após a morte da artista, em 1958. Ali estão expostas as principais obras, assim como objetos e documentos inéditos, fotografias, livros, vestidos e várias outras peças. Espartilhos em gesso e cintas de couro lembram a trágica vida de Frida, que lutou a vida toda contra as sequelas de um acidente que sofreu aos 18 anos.

Na Casa Azul, o público encontra, ainda, cafeteria, loja de souvenirs, exibição de documentário de hora em hora e visitas guiadas. As visitas ao local podem ser feitas de terça a domingo, das 10 às 18h. Os ingressos custam US$ 5. Alunos e professores pagam mais barato, cerca de US$ 1,80.

- Pablo Neruda, Santiago e Valparaíso, Chile 

Ao visitar Santiago, a capital chilena, o turista tem como certo uma coisa: a casa de Pablo Neruda é uma das maiores atrações da cidade. O poeta chileno construiu a casa para viver ao lado de sua terceira esposa até o golpe militar. Tudo no local é original da época em que o poeta morou lá. É lá que fica a sede da Fundação Pablo Neruda.

Em Valparaíso, também é possível visitar outra casa que pertenceu a Neruda. No pequeno vilarejo de Isla Negra, a menos de 100 quilômetros ao sul de Valparaíso, fica o Museo Casa Pablo Neruda, uma casa de 1939, onde o poeta costumava passar os réveillons. Lá também estão os móveis originais da época e vários objetos que Neruda comprava em vários cantos do mundo. No local funciona, ainda, uma loja de souvenir, inclusive livros do poeta, e um café.

As visitas à casa de Santiago, localizada na Rua Fernando Márquez de La Plata, podem ser feitas de terça a domingo, das 10 às 13h, e das 15 às 18h. Os ingressos custam US$ 2,80.

- William Shakespeare, Stratford-upon-Avon, Inglaterra

A três horas de Londres, Stratford-upon-Avon é um pequeno vilarejo que não pára de receber turistas há mais de 200 anos. O motivo? O filho mais ilustre do lugar, o maior dramaturgo de todos os tempos, William Shakespeare.

A cidade é pequena, mas só ali há cinco casas de Shakespeare a serem visitadas: a casa onde ele nasceu, a casa de Anne Hathaway, mulher do escritor, a casa de fazenda da mãe de Shakespeare, a casa da filha do escritor e a casa onde ele morreu, no ano de 1616.

- Pablo Picasso, Málaga, Espanha 

Málaga, na Espanha, tem dois espaços dedicados a Pablo Picasso. A Casa Natal, casa onde o pintor nasceu e onde funciona a Fundação Picasso, e o Museu Picasso, onde 155 itens exibem a variedade do trabalho do artista.

A casa onde nasceu Picasso fica na parte antiga de Málaga, na esquina da Plaza de la Merced, ou Praça da Misericórdia, no número 15, onde ele, ainda criança, fez os seus primeiros desenhos. Entre as peças raras exibidas na casa que virou museu estão a roupa que Picasso usou no seu batizado, além de muitas fotografias do pintor em família. Desde o dia 25 de março de 1983, o espaço é patrimônio histórico-artístico espanhol.

A Casa Natal fica aberta ao público todos os dias da semana, das 9h30 às 20h. A entrada de pessoas só é permitida até 15 minutos antes do encerramento das atividades do museu. Os ingressos custam 1 libra.

- Fernando Pessoa, Lisboa, Portugal

Desde novembro de 1993 quem visita Lisboa pode entrar no universo da vida e da obra de Fernando Pessoa. A Casa Fernando Pessoa, localizada na Rua Coelho da Rocha, 16, homenageia o poeta português no bairro onde ele viveu seus últimos 15 anos de vida, o Campo de Ourique.

O local possui um auditório, jardim, salas de exposição, objetos de arte, biblioteca dedicada à poesia, além de objetos que pertenceram ao poeta. Nos três andares da casa são realizados sessões de leitura de poesia, encontro de escritores, espetáculos musicais e teatrais, conferência, workshops, entre muitos outros eventos.

A Casa Fernando Pessoa pode ser visitada de segunda a sábado, das 10 às 18h. A entrada é gratuita. Mediante agendamento, são oferecidas também visitas guiadas, nos seguintes horários: segundas, quartas e sextas, às 10h30.

Leia mais sobre: escritores - pintores - viagens internacionais.

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias