iG - Internet Group

iBest

brTurbo

O essencial de Milão
Centro financeiro da Itália, Milão fervilha durante todo o ano.

Mapa-Mundi - www.mapa-mundi.com

- Fuso-Clima-Visto-Feriados em Milão
- Como chegar a Milão
- Onde ficar e o que comer em Milão
- Atrações para as crianças em Milão
- Vida cultural e noturna de Milão
- O que ver nos arredores de Milão
- Compras em Milão
- Informações úteis sobre Milão

VEJA A GALERIA DE FOTOS DE MILÃO

A agitação de Milão deve-se também, além do fato de ser o centro financeiro da Itália, à variedade de atrações, que cada vez mais levam turistas às já movimentadas ruas da cidade.

Situada a cerca de 500 quilômetros de Roma, a cosmopolita Milão oferece uma intensa vida noturna e cultural. Seus museus, catedrais e monumentos são marcados pela genialidade de artistas como Michelangelo e Leonardo da Vinci.

Sem contar a faceta fashion de Milão, considerada a capital da moda italiana. As lojas de roupas e sapatos deixam até os menos consumistas com água na boca. Há quem entre só pelo prazer de experimentar alguma coisa.

A mais famosa de suas 20 zonas (identificadas por números) é o Centro Histórico, onde está concentrada boa parte das áreas de interesse turístico. Muita gente ainda vive por ali, mas é cada vez maior a procura pelo bairro de San Siro - onde fica o famoso estádio de futebol.

Principais atrações:

1 - Duomo
Piazza del Duomo - Metrô Duomo

Uma das mais famosas construções em estilo gótico do mundo, a catedral é provavelmente o local mais visitado de Milão. Cerca de 3.500 estátuas enfeitam sua fachada. Quarta maior igreja do planeta, levou quase cinco séculos para ser construída: as obras começaram em 1386 e só terminaram em 1805.

2 - Pinacoteca di Brera 
Via Brera 28 - Metrô Lanza ou Montenapoleone

Erguido no século 17, o prédio abriga uma das melhores coleções de arte da Itália - e a maior de Milão. São tesouros como “O casamento da Virgem”, de Raphael, e “Montefeltro Altarpiece”, de Piero della Francesca, além de obras de Titian, Canaletto e Caravaggio. A concentração de obras-primas é trabalho de Napoleão Bonaparte, que usou o local como depósito das obras confiscadas de coleções públicas e particulares do norte do país.

3 - Castello Sforzesco
Piazza Castello - Metrô Cairoli, Cadorna, ou Lanza


Os Visconti construíram o castelo no século 14, e os Sforza o reconstruíram em 1450. Aqui são abrigados alguns museus, conhecidos como Civici Musei Castello Sforzesco, que reúnem obras como o “Rondanini Pietà”, de Michelangelo, além de trabalhos de Mantegna, Bellotto e Canaletto.

4 - Galleria Vittorio Emanuele II 
Entre a Piazza del Duomo e a Piazza della Scala - Metrô Duomo


Entre a Piazza del Duomo e a Piazza della Scala fica esta magnífica galeria, com teto de vidro e piso de mármore. Também conhecida como Il Salotto di Milano, foi inaugurada em 1878 e abriga alguns das lojas mais chiques de Milão.

5 - Museo Poldi-Pezzoli 
Via Manzoni 12 - Metrô Duomo ou Montenapoleone


Próximo ao teatro Scala, o museu se originou no século 19 com a coleção de Gian Giacomo Poldi-Pezzoli, que doou o prédio e seus tesouros a Milão em 1881. Além de telas de Bellini, Botticelli e Tiepolo, o acervo conta com porcelanas, relógios, joias, sem contar a mobília original do palácio.

6 - Pinacoteca Ambrosiana
Piazza Pio XI 2 - Metrô Cordusio ou Duomo


Leonardo da Vinci, Caravaggio e Rafael são alguns dos artistas cujas obras estão expostas neste museu, reaberto no fim dos anos 1990 após uma longa e meticulosa restauração. A Biblioteca Ambrosiana, adjacente, também guarda tesouros como as cartas de Lucrezia Borgia.

7 - Cenacolo Vinciano 
Piazza Santa Maria delle Grazie - Metrô Cardona ou Conciliazione

No refeitório da igreja de Santa Maria delle Grazie está exposta "A Última Ceia", pintada por Leonardo da Vinci, entre 1494 e 1498. Para ter ao acesso ao local é preciso fazer reserva com alguma antecedência. Só 25 pessoas entram a cada vez.

8 - Museo Nazionale della Scienza e della Tecnica Leonardo da Vinci
Via San Vittore 21 - Metrô Sant'Ambrogio


Antes um monastério beneditino, este prédio hoje é ocupado pelos projetos de aviões, submarinos e outras máquinas de Leonardo da Vinci, que, em sua maioria, o mestre nunca tirou do papel. O museu é um dos maiores do mundo dedicados à ciência.

9 - Cimitero Monumentale
P.le Cimitero Monumentale - Tram: 3, 4, 7, 11 (fermata Farini), 12 e 14 (fermata Bramante), 29, 30, 33 (fermata Piazzale Monumentale)


Conhecido como “Museu a céu aberto”, o cemitério abrigas inúmeras esculturas dos séculos 18 e 19. São aproximadamente 250 mil metros quadrados. Lá estão enterradas personalidades como o compositor Giuseppe Verdi e o tenor Franco Corelli.

10 - Civico Museo Archeologico
Corso Magenta 15 - Metrô Cadorna


As ferramentas e os utensílios do cotidiano da era romana de Milão são os objetos mais interessantes deste museu, que também abriga peças gregas, etruscas e romanas, advindas de toda a Itália.

Leia mais sobre: Milão - Itália - turismo na Itália.

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Contador de notícias