Famosa no Brasil pelo Círio de Nazaré, capital paraense tem atrações o ano todo

Basília Nossa Senhora de Nazaré, em Belém
Getty Images
Basília Nossa Senhora de Nazaré, em Belém
A fama de Belém existe especialmente por causa do Círio de Nazaré, a maior procissão religiosa do Brasil. Mas a capital do Pará tem muitos atrativos que merecem ser conhecidos e desvendados.

Conhecida como a Cidade das Mangueiras, pelo número grande de pés de manga espalhados por todos os cantos (cuidado, não é exagero, e uma pode cair na sua cabeça!), Belém tem 1,6 milhão de habitantes e fica atrás apenas de Manaus , na região Norte, quando o assunto é população.

Banhada pela Baía do Guajará , Belém foi fundada em 12 de janeiro de 1616. O marco da sua fundação é o Forte do Presépio , recentemente restaurado e ponto obrigatório para os turistas.

Principais atrações

1 - Forte do Presépio
Praça Frei Caetano Brandão, 117 – (91) 4009-8828

Localizada na Baía do Guajará e datada de 1616, essa fortaleza é o marco da fundação de Belém. Hoje abriga um museu. No pátio interno é possível ver os canhões originais do forte. No acervo do museu destacam-se peças de cerâmica marajoara e tapajônica.

2 – Feliz Lusitânia
Praça Frei Caetano Brandão, s/nº

O Forte do Presépio fica dentro do complexo Feliz Lusitânia, que abriga, ainda, o complexo de Santo Alexandre, a Catedral da Sé, a Casa das Onze Janelas, a igreja de São João e o Palácio Episcopal, onde funciona o Museu de Arte Sacra do Pará. A área serve como espaço cultural e de lazer, e seus prédios históricos foram restaurados.

3 – Basílica de Nazaré
Praça Justo Chermont, s/nº (91) 4009-8400

Mesmo que não visite Belém em outubro, na época do Círio de Nazaré, você precisa visitar a Basílica de Nazaré. Inaugurada em 1909, ela guarda a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira do Pará. É lá o ponto final do Círio de Nazaré, procissão que atrai milhões de pessoas. Em qualquer época, vale a pena visitar o Museu do Círio, localizado na cripta da Basílica.

4 – Círio de Nazaré

Todos os anos, no segundo domingo de outubro, os olhos do Brasil se voltam para Belém. A cidade sedia o Círio de Nazaré, maior procissão religiosa católica do País. A famosa corda, onde fieis se agarram até a exaustão, é uma atração à parte. A capital sedia a maior festa religiosa, mas outros cantos do Pará também reverenciam a Virgem de Nazaré.

5 – Feira do Ver-o-Peso
Boulevard Castilhos França, s/nº – Cidade Velha

Trata-se nada mais nada menos da maior feira livre da América Latina. São 382 anos de vida e muitas histórias para contar, que se confundem, aliás, com a história de Belém. Um dos maiores pontos turísticos da capital paraense nasceu como um posto de fiscalização e tributos, a Casa do Haver-o-Peso. Encontra-se lá de tudo um pouco, mas algumas barracas se destacam, como é o caso do Mingau do Seu Alcides. Comidas regionais são as estrelas, e podem ser encontradas prontas ou quase prontas. Quem quiser levar para casa o melhor do artesanato local também encontra no Ver-o-Peso. Na região da feira fica, ainda, a Praça do Pescador, de onde se avista a Baía do Guajará, o cais do porto e o Solar da Beira, outro prédio histórico da cidade.

Ver-o-Peso, maior feira livre da América Latina
Getty Images
Ver-o-Peso, maior feira livre da América Latina

6 – Parque da Residência

No local funcionava a casa dos governadores do Pará, no começo do século 20, mas hoje funciona como área de lazer. Um orquidário é atração do parque, com espécies da Amazônia. Outros pontos do local foram restaurados e adaptados para que abrigassem outras coisas. É o caso da estação Gasômetro da antiga Companhia de Gás do Pará, que hoje abriga um teatro com capacidade para 400 pessoas, além de lojas de produtos regionais e um café. Uma sorveteria funciona no antigo vagão de trem da estrada de ferro de Bragança.

7 – Estação das Docas
Boulevard Castilhos França. Tel.: (91) 3212-5525

Quem conhece o Puerto Madero de Buenos Aires, Argentina, vai sentir que a proposta aqui é a mesma. A Estação das Docas, com seus galpões de ferro inglês, ocupa uma área de 32 mil metros quadrados e fica na beira da baía do Guajará. Ali ficam bares, restaurantes, teatro, lojas, entre outras atrações. O calçadão tem 500 metros de extensão e é bastante usado para caminhadas.

8 – Theatro da Paz
Praça da República, s/nº – Centro

A construção do teatro, o mais importante do Pará, começou em 1868 e foi concluída em 1874. A sala de espetáculos tem capacidade para 1100 pessoas. Belíssimo, tem colunas rodeando sua parte externa no estilo grego.

9 - Mangal das Garças
Passagem Carneiro da Rocha. Tel.: (91) 3242-5052

Às margens do rio Guamá, o Mangal das Garças pode ser visto de mirantes que ficam em deques de madeira. No local há um restaurante, além de um viveiro e um borboletário.

10 - Casa das Onze Janelas
Praça Frei Caetano Brandão, s/nº. Tel.: (91) 4009-8821

Construída no século 18 para sediar o hospital militar, a Casa das Onze Janelas hoje abriga um museu de arte contemporânea.


Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo Twitter .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.