Com 2.892 metros de altitude, ponto é dos mais práticos e melhor estruturados do Brasil

Entre Minas Gerais e Espírito Santo, Pico da Bandeira pode ser considerado um dos pontos mais estruturados do Brasil
Gotardo Faria/Creative Commons
Entre Minas Gerais e Espírito Santo, Pico da Bandeira pode ser considerado um dos pontos mais estruturados do Brasil
Apesar de ser o terceiro ponto mais alto do Brasil , atrás somente dos amazonenses Picos da Neblina e 31 de Março, o Pico da Bandeira pode ser considerado um dos pontos culminantes mais práticos e melhor estruturados do Brasil. Localizado na divisa entre os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo , no Parque Nacional do Caparaó, a montanha é muito bem sinalizada. Apesar disso, é imprescindível contratar um guia para se chegar ao topo e avistar um dos alvoreceres mais belos do País.

Com o nascer do sol emocionante, a maioria dos turistas prefere chegar ao topo ainda de madrugada, o que exige acordar muito cedo para alcançar o ponto mais alto do Sudeste. A trilha dura aproximadamente dois dias, mas há quem consiga vencê-la em um único dia de caminhada.

- Leia também:
Escale o topo do Brasil
Desbrave o Monte Roraima
Encare o Pico das Agulhas Negras

As pousadas em Dores do Rio Preto, no Espírito Santo, e Alto Caparaó, em Minas Gerais, costumam oferecer serviço de veículo 4x4 que leva os visitantes à Pedra Menina, no lado capixaba, e Tronqueira, em Minas, a dois mil metros de altitude. De lá os aventureiros seguem na caminhada até o topo.

Os que querem ver o nascer do sol fazem o pernoite no Abrigo Terreirão e Casa Queimada, uma espécie de galpão no meio da trilha que acolhe os turistas antes da chegada ao cume. Também é permitido acampar no local.

Os guias costumam acordar os aventureiros às 3 horas da manhã para seguirem na caminhada. Por volta das cinco ou seis da manhã os turistas já estão acomodados no topo do Pico da Bandeira para ver o espetáculo.

Os mais animados podem seguir ainda até os picos do Calçado e do Cristal logo ao lado, que também entram na lista dos pontos mais altos do País. Uma boa dica é subir pelo lado mineiro, que é menos puxado, e descer pelo lado capixaba.

Pico da Bandeira é o ponto mais alto do Sudeste e guarda um dos alvoreceres mais belos do Brasil
Wilson Neves de Miranda
Pico da Bandeira é o ponto mais alto do Sudeste e guarda um dos alvoreceres mais belos do Brasil
Como chegar: Para se chegar por Minas Gerais é preciso acessar o trecho Rio-Bahia, da BR-116. Após Muriaé é preciso entrar em Fervedouro e seguir sentido Carangola. No trevo de Carangola há indicação para Alto Jequitibá/Alto Caparaó, portão de entrada para o Parque Nacional do Caparaó. Para quem vai de ônibus, é preciso ir até as cidades de Manhuaçu ou Manhumirim, de onde partem ônibus para Alto Caparaó. Quem parte do Espírito Santo, de Vitória, deve seguir a BR-101 até Cachoeiro do Itapemirim, de lá são mais 75 km até Guaçuí e depois 37 km até Dores do Rio Preto. Da capital capixaba partem ônibus direto para Dores do Rio Preto, onde começa a aventura.
Tempo: 3 a 4 dias
Nível de dificuldade: Médio
Infraestrutura para turistas: As cidades sede do Parque Nacional do Caparaó têm pequenas e aconchegantes pousadas, além de restaurantes com comidas típicas de Minas Gerais e Espírito Santo. Durante a caminhada, é possível pernoitar nos abrigos Terreirão e Casa Queimada, que têm bancadas para os visitantes esticarem seus isolantes, colchonetes e sacos de dormir, e banheiros com chuveiro. As refeições precisam ser levadas pelos turistas.
Cidades de apoio: Alto Caparaó (MG), Dores do Rio Preto (ES) e Pedra Menina (ES)
Dicas: Lá no topo faz muito frio, os termômetros chegam a marcar 10 graus negativos. É bom levar agasalhos com corta-vento. Não se esqueça de fazer reserva com antecedência para entrar no Parque Nacional do Caparaó. Se for pernoitar nos abrigos, é preciso avisar no ato da reserva, pelos telefones: (32) 3747-2086 e (32) 3747-2943.

- Voltar à matéria principal

Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo Twitter .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.