Siga algumas dicas para fazer desse passeio uma viagem inesquecível e sem traumas

Para que seu passeio seja inesquecível, fique atento a algumas dicas simples e boa viagem!

1. Não se assuste se o guia orientá-lo a deixar o calçado no carro. É muito difícil andar pelas dunas de chinelo e são raros os locais em que é preciso acelerar o passo para não queimar os pés.

2. É indispensável levar protetor solar, mesmo que você já tenha aplicado-o antes de sair. O sol é intenso e a areia branca reflete a luminosidade, tornando imprescindível também o uso de óculos de sol. Caso a pele comece a arder, não há sombras para onde correr. Por isso, além de reaplicar o protetor ao longo do passeio, é aconselhável também levar chapéu e camiseta.

3. Ir às dunas e não levar garrafa de água é sede na certa. Se a intenção for passar horas no local lembre-se de levar alimentos que não estraguem já que não há locais para comprá-los.

As lagoas refrescantes entre as dunas
Divulgação / Governo do Maranhão
As lagoas refrescantes entre as dunas
4. Engana-se, porém, quem pensa que visitar os Lençóis é programa apenas para gente jovem. “Quem mais compra é a terceira idade”, afirma o guia Jony Gomes Silva. O ritmo do turista é sempre respeitado.

5. No povoado de Mandacaru, onde é possível visitar o Farol Preguiças, atenção se estiver com crianças. Os pequenos só podem subir os 160 degraus acompanhados por pais ou responsáveis. A visita ao farol é gratuita, mas ele fecha no horário do almoço.

6. A bandeirante, carro que leva até o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, balança muito. Se você tem tendência a enjoar em tranquilas viagens de carro por estradas normais, é recomendável que você tome algum remédio para não passar mal durante o trajeto

* A repórter viajou a convite da CTI Nordeste

Leia também: Lençóis Maranhenses um delírio de viagem

Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo Twitter .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.