Conheça a Ilha de Marajó, cenário da nova novela das seis

Por Redação iG Turismo

Texto

A novela da Globo “Amor Eterno Amor” traz para as telinhas toda a beleza do arquipélago paraense

TV Globo / Alex Carvalho
Protagonista de "Amor Eterno Amor", Carlos (personagem de Gabriel Braga Nunes) vive na fictícia Vila das Milagres, na Ilha do Marajó
Depois das belas paisagens do Rio Grande do Sul, exibidas no folhetim “A Vida da Gente”, da Rede Globo, o Pará é o destino escolhido para ser cenário da nova novela das seis. Em “Amor Eterno Amor”, que estreia segunda-feira (5), os telespectadores poderão conferir as belezas da Ilha de Marajó, localizada na foz do rio Amazonas.

- Guia de viagem: O essencial de Belém do Pará

TV Globo / Alex Carvalho
Marajó guarda o maior rebanho de búfalos do Brasil
Na trama, é neste arquipélago, o maior fluviomarítimo do mundo, que está localizada a fictícia Vila dos Milagres, terra do domador de búfalos Carlos (personagem de Gabriel Braga Nunes). Para quem está estranhando a profissão do protagonista, vale uma informação: Marajó guarda o maior rebanho de búfalos do Brasil. Os animais podem ser vistos em manadas nas planícies, mas também nos quintais das casas ou pastando pelas ruas da cidade. Ao vê-los, não se assuste, eles são tranquilos como a ilha.

Os búfalos são uma das particularidades de Marajó, mas não a única. A começar por suas dimensões: a ilha principal tem cerca de 50 mil km2 (é maior do que o Estado do Rio de Janeiro), 16 municípios e mais de três mil ilhas e ilhotas. O destino também foi abençoado por uma beleza natural exótica. Por aqui, o visitante encontra praias de água salobra, com areia clara e vegetação típica de mangue completando a paisagem. Nos passeios de barco, atravessa-se manguezais por rios e igarapés. Em algumas épocas do ano é possível ainda assistir à “pororoca”, a elevação das águas no encontro do Rio Amazonas com o oceano Atlântico, que forma ondas de 3 a 6 metros de altura.

- Leia também: Círio de Nazaré, por dentro da maior festa religiosa do Brasil

AE
Família passeia pela praia do Pesqueiro, na Ilha do Marajó
Os dois principais municípios de Marajó, separados pelo Rio Paracauari, são Salvaterra e Soure, sendo este último a capital da ilha. É lá que está a melhor estrutura turística da região, com pousadas, restaurantes, agência bancária e cyber café. Ali, o turista pode apreciar a rica culinária marajoara, farta em peixes, queijo e carne de búfalo, e festas locais embaladas por ritmos da região norte, como o carimbó e o lundu. As praias do Pesqueiro e Barra Velha são populares entre turistas e moradores locais. Em Salvaterra há também outras belas praias, com destaque para a vila de Joanes, com suas ruínas jesuíticas.

Com paisagens exóticas e belas, a novela deverá despertar a atenção dos espectadores para as belezas da ilha. E, se quiser aproveitar a tranquilidade do local, é bom planejar logo a sua viagem.


Melhor época para ir:

A rica biodiversidade marajoara, suas praias de água salobra e sua culinária baseada na carne de búfalo e no queijo de búfala são vigorosas e atraentes o ano todo. Contudo, para evitar o inconveniente de chuvas constantes, o ideal é visitar a ilha na época de estiagem (junho a dezembro).


Como chegar:

Para quem está sem carro, é preciso pegar um barco do Porto 10, em Belém. São duas saídas diárias (aos domingos apenas uma) com destino à Ilha de Marajó (e de Marajó saem duas, uma aos domingos, com destino a Belém). A viagem dura 3 horas e o barco atraca no Porto da Foz do Rio Camará. No porto há vans e ônibus que levam a Soure (meia hora por terra e balsa) e Salvaterra (meia hora de van ou ônibus). As vans costumam deixar os passageiros à porta do hotel. Quem vai de carro, deve pegar a balsa que parte em Icoaraci, a 20 km do centro, para Porto Camará. As saídas são pela manhã.

Conhece a Ilha de Marajó? Deixe a sua dica na caixa de comentários


Acompanhe as novidades do iG Turismo também pelo Twitter.

Leia tudo sobre: Amor Eterno AmorIlha de MarajóParáregiãonortepraia
Texto

notícias relacionadas