Explore o Parque Nacional do Iguaçu por três ângulos diferentes

Já muito popular entre os estrangeiros, o turismo em Foz do Iguaçu, que tem como estrela principal as cataratas, está sendo redescoberto pelos brasileiros. Uma das finalistas no concurso que elegerá, até o fim do ano, as sete maravilhas naturais do mundo, as quedas d’água dividem o Estado do Paraná, da Argentina e Paraguai, onde muitos turistas aproveitam para fazer compras ou ir a cassinos.

As Cataratas do Iguaçu podem ser admiradas de diversos ângulos
Julia Reis
As Cataratas do Iguaçu podem ser admiradas de diversos ângulos

Mas a visita ao Parque Nacional do Iguaçu é, sem dúvida, a grande atração do destino e parada obrigatória. Para explorá-lo há basicamente três formas: caminhando, de helicóptero e de barco. A escolha varia de acordo com o tempo da viagem, o orçamento e a disposição de cada um.

Quatis curiosos aparecem nas trilhas e chamam a atenção dos turistas
Julia Reis
Quatis curiosos aparecem nas trilhas e chamam a atenção dos turistas
Para conhecer as cataratas andando, há uma trilha cimentada com pouco mais de um quilômetro pelo parque, onde existem mirantes com vistas privilegiadas da sequência de quedas. O caminho conta ainda com uma passarela por cima das corredeiras, mais próxima das quedas. O que significa que, dependendo do volume de água e da direção dos ventos, você poderá se molhar sem sair de solo firme.

Dependendo do horário e do movimento de turistas, é possível avistar cotias, tucanos, macacos e grupos de quatis no trajeto. Um ônibus faz o transporte da entrada do parque até o ponto inicial da trilha.

Quem deseja passar mais tempo próximo das águas pode se hospedar no Hotel das Cataratas, o único dentro da área do parque e com vista para as quedas. Além de poder dormir embalado pelo barulho das quedas, os hospedes são liberados para transitar pelas trilhas fora do horário de visitas oficial, entre nove da manhã e cinco da tarde. É a chance de aproveitar as cataratas em uma noite de lua cheia ou durante o pôr-do-sol.

Longe da área urbana, o hotel conta com SPA próprio e tem a bandeira Orient-Express, também responsável por outras hospedagens de luxo como o Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, e o Machu Picchu Sanctuary Lodge, único hotel ao lado do parque, no Peru.

Outros olhares
Para ter um contato mais intenso com as águas, o passeio de barco é emocionante e molhado. O Macuco Safari começa com um trajeto pela mata em uma carretilha elétrica e uma curta trilha a pé até o cais de embarque. Se o roteiro começa calmo, as manobras do barco garantem a adrenalina e o banho gelado é garantido ao chegar bem perto de algumas quedas.

O passeio de helicóptero, por sua vez, proporciona uma vista panorâmica das cataratas e dá uma dimensão do conjunto de quedas. É possível enxergar o lado argentino do complexo, com longas passarelas, e olhar a mata ao redor. A experiência dura apenas 10 minutos, mas vale como opção para quem gosta de voar ou não tem disposição para se molhar.

Além do passeio às cataratas, o roteiro de ecoturismo dentro do Parque Nacional conta ainda com a trilha da Bananeira, com dois quilômetros, e a do Poço Preto, com nove quilômetros, e que pode ser feita a pé, de jipe ou de bicicleta. Nessa altura do rio é possível andar de caiaque e fazer um trajeto de barco. Atividades como rapel e cachoeirismo também são opcionais para os mais aventureiros.

Serviço:
Hotel das Cataratas
(45) 2102-7000
Diárias para casal a partir de R$ 591.

Macuco Safari
R$ 140 por pessoa

Parque Nacional do Iguaçu
Tarifa para brasileiros R$ 22; R$ 31 para turistas do Mercosul e R$ 37 para outros adultos

Helisul – Passeio de helicóptero
(45) 3529-7474
R$ 180 por pessoa

* A repórter viajou a convite do Hotel das Cataratas.

** O iG Turismo não se responsabiliza pelos preços divulgados, sugerimos confirmar preços com agências e operadoras de viagens.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.