Cidades brasileira onde a temperatura média não sobe muito, mesmo nos dias mais quentes

Você é da turma que sofre com o calor e não vê a hora que o inverno chegue para dormir enroladinho no cobertor e deliciar-se com chocolate quente em frente à lareira? Pois foi pensando em pessoas como você, que sonha viver em lugares onde a temperatura média não passa dos 15º C, que selecionamos os melhores destinos de serra e montanha no Brasil para servir de refúgio em qualquer época do ano. Veja abaixo.    


EM  SÃO PAULO

- Campos do Jordão
O mais famoso e agitado destino de inverno do Brasil também é boa opção para quem busca dias mais amenos nas demais estações. Com uma vantagem, fora da alta temporada é possível aproveitar a cidade e os principais pontos turísticos, como o morro do Elefante e a Pedra do Baú, sem filas, tumultos e congestionamentos. Aproveite para comer fondue e tomar chocolate quente nos inúmeros restaurantes que permanecem abertos todo o ano.

Leia também: Campos do Jordão é destino certo nos dias frios

- São Francisco Xavier
Escondida na Serra da Mantiqueira, o pequeno vilarejo ligado a São José dos Campos (a 138 quilômetros de São Paulo) é sinônimo de refúgio e sossego em meio à natureza. A mata nativa bem preservada e a quantidade de cachoeiras (como a Pedro David e Pouso do Rochedo) garantem clima fresco em qualquer época do ano. Se quiser uma desculpa extra para ir – além de descansar e praticar esportes junto à natureza –, agende-se para participar do Festival Literário da Mantiqueira, que acontece em abril (em 2015, entre os dias 10 a 12), com programação gratuita de shows, rodas de leitura, saraus e debates.

EM  MINAS GERAIS

- Santo Antônio dos Pinhais
De tão perto de São Paulo, muita gente acredita que a cidade vizinha a Campos do Jordão pertença ao mesmo Estado, quando na verdade está do outro lado da serra. O que proporciona uma vista ainda melhor da Pedra do Baú e da cadeia de montanhas da Mantiqueira. Fora da temporada de inverno o charme dos chalés – muitos deles com lareira e banheira de hidromassagem – se mantém, enquanto o preço das diárias fica ainda mais convidativo.    

Em Gonçalves, não perca a vista de 360 graus da região a partir da Pedra de São Domingos, a 2.050 metros de altura
Divulgação
Em Gonçalves, não perca a vista de 360 graus da região a partir da Pedra de São Domingos, a 2.050 metros de altura

- Gonçalves
Outra opção charmosa na serra da Mantiqueira para quem busca tranquilidade e contato com a natureza sem sofrer com o calor. A 190 quilômetros de São Paulo, a cidade oferece riachos, cachoeiras e trilhas repletas de natureza virgem. Não perca a vista de 360 graus da região a partir da Pedra de São Domingos, a 2.050 metros de altura, e d a Pedra Bonita, com 2.120 metros de altitude. Nas horas vagas, jogue-se na típica comida mineira feita em fogões a lenha.

- Monte Verde
Versão menos pretensiosa de Campos do Jordão, este distrito de Camanducaia, no Sul de Minas, está a 1.600 metros de altitude, o que garante o clima ameno mesmo nos dias em que o sol brilha mais forte. Destaque para as lojas de chocolates artesanais, doces mineiros e queijos localizados na avenida principal. Para se divertir há passeios de quadriciclo e oito trilhas onde se pode fazer trekking (como ao Chapéu do Bispo).

Leia também: 10 passeios bate e volta saindo de Belo Horizonte

NO  RIO DE JANEIRO

- Visconde de Mauá 
Mesmo durante o verão, esta cidade encravada na Serra da Mantiqueira tem clima europeu à noite. Protegida do agito por suas estradas tortuosas, reserva cachoeiras, riachos, trilhas, passeios a cavalo e restaurantes imperdíveis o ano inteiro. Leia mais sobre Visconde de Mauá .

- Petrópolis
A topografia montanhosa deste refúgio a apenas 65 quilômetros do Rio de Janeiro é apenas uma das atrações. Em meados do século 19, Petrópolis  foi sede do palácio de verão da família real, que não abria mão do clima ameno. Muitos dos que passam pela cidade vão, justamente, em busca desse passado glorioso, repleto de mansões e palacetes. Lojas de artesanatos e bons restaurantes ajudam a complementar a experiência dos viajantes.

Veja também: 10 passeios bate e volta saindo do Rio de Janeiro


EM GOIÁS

- Alto Paraíso de Goiás 
A 230 quilômetros de Brasília a cidade localizada na Chapada dos Veadeiros ficou famosa pelo misticismo. Para alguns, o fato de a latitude de Alto Paraíso ser a mesma de Machu Picchu, no Peru, é suficiente para atrair extraterrestres e discos voadores. Muitos procuram a região também em busca de terapias naturais e espirituais. Com média de 1.300 metros de altura, Alto Paraíso é a mais alta do Estado goiano e, consequentemente, tem uma das temperaturas mais baixas. A natureza é exuberante, com cachoeiras, vales e minas de cristais em meio às montanhas. A estrutura de hotéis e campings para abrigar os turistas tem crescido anualmente. 

EM  PERNAMBUCO

Garanhuns, cidade natal do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, é conhecida como a "Suíça pernambucana"
Patrick-br
Garanhuns, cidade natal do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, é conhecida como a "Suíça pernambucana"

- Garanhuns
Cidade natal do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, Garanhuns é conhecida como a "Suíça pernambucana" por conta do clima ameno da região. No inverno, a temperatura média é de 18,6° C, mas pode baixar para até menos de 10° C. A cidade está localizada no Planalto da Borborema e fica a 228 quilômetros de Recife. A natureza farta faz de parques como o dos Eucaliptos e o Pau-Pombo os principais pontos turísticos do município. Destaque também para o Festival de Inverno de Garanhuns, evento musical que existe desde 1991 e já levou para a cidade nomes populares da música brasileira como Skank, Paulinho da Viola e Dominguinhos.

Leia também:  Descubra as praias de Porto de Galinhas

- Triunfo
Com altitude média de 1.004 metros, Triunfo é a cidade mais alta do território pernambucano. O ponto mais alto é o morro Bico de Papagaio, que tem 1.260 metros de altura e proporciona bela vista de toda a região. Construções do século 19 e início do século 20, como o Cine Teatro Guarany, dão à cidade ar nostálgico. Grutas e cachoeiras podem ser visitadas pela região.


EM ESPÍRITO SANTO

- Domingos Martins

No Espírito Santo, a cidade serrana de Domingos Martins é perfeita para quem gosta de romantismo e aventura ao mesmo tempo. A apenas 40 minutos da capital, Vitória, o local oferece diversas atividades esportivas e de ecoturismo, especialmente trilhas, e passeios em meio à natureza, como a Cascata do Galo, que tem até piscinas naturais. Por conta da rica vegetação, o Parque Estadual da Pedra Azul é, sem dúvida, a atração mais procurada de Domingos Martins. O local tem como atração principal a pedra em forma de lagarto que apresenta várias tonalidades de azul, conforme o brilho do sol.

RIO GRANDE DO SUL

- Gramado
A cidade mais conhecida da Serra Gaúcha  está cada vez mais sofisticada. Palco do Festival Brasileiro e Latino de Cinema, a queridinha do inverno no Sul do Brasil é também destino perfeito para não sofrer com o calor nos dias mais quentes. Construções em estilo europeu completam o clima na região das Hortênsias. Entre os passeios, o Parque Knorr, no centro, possui 72 mil metros quadrados de bosques e flores. Outras atrações são a Igreja de São Pedro, o Lago Negro e o Minimundo.

Leia mais: Prepare-se apra viajar de carro pela serra gaúcha

- Canela
A pequena cidade de influências alemã e italiana reserva para o visitante em busca de clima mais ameno atrativos naturais e culturais. Destaque para o Parque do Caracol, onde se encontra uma queda de água de 131 metros e onde é possível fazer um nostálgico passeio de Maria Fumaça. O Castelinho Caracol (uma das primeiras construções da cidade, transformada em museu), a Catedral de Pedra e o Parque da Ferradura são outras atrações. No Alpen Park, é possível deslizar em um trenó alpino de 950 metros de extensão, fazer arvorismo, praticar rapel, tirolesa e escalada. 

- Cambará do Sul 
Uma das regiões mais lindas do Rio Grande do Sul, Cambará do Sul reserva paisagens únicas. No total, são mais de 60 cânions nos Parques Nacionais de Aparados da Serra e da Serra Geral. O único inconveniente pode ser justamente o clima, que muitas vezes cobre os paredões com lima espessa neblina que garante temperaturas mais amenas o ano todo.

- Bento Gonçalves
A cidade na serra gaúcha tem na produção local de vinho um de seus principais atrativos. A grande maioria das vinícolas fica aberta para visitação o ano todo e fornece tours guiados – além de degustação da bebida. O Vale dos Vinhedos, no limite do município com Garibaldi e Monte Belo do Sul, proporciona vista cênica das plantações. Já quem busca aventura, pode aproveitar o trajeto de 12 quilômetros do Rio das Antas para fazer rafting. O passeio dura cerca de duas horas.


SANTA CATARINA

- São Joaquim 
Situada no Planalto Serrano de Santa Catarina, a 1.350 metros de altura, São Joaquim é uma das cidades mais frias do Brasil, registrando média mínima de 4,7°C durante o mês de julho. É, inclusive, uma das únicas regiões do País que, de vez em quando, registra precipitação de neve. Lagos e lagoas chegam a congelar auge do inverno, quando a cidade enche de turistas. Para se esquentar, uma boa pedida é visitar a vinícola Villa Francioni. É possível também fazer arvorismo, escalada e rapel pela região. Para fugir das ruas lotadas e congestionadas, vá fora da temporada.

Leia mais:  As mais belas praias de Santa Catarina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.