Planeje bem seu caminho e curta o litoral mais lindo do Brasil

Como chegar
Se a ideia chegar na Bahia de avião, o melhor ponto para dar início à viagem é Porto Seguro, cujo aeroporto tem a localização perfeita para seguir pelas rotas após alugar um veículo ali mesmo. Já motorizado, dirija 207 km pela BR-101 até Prado, para chegar ao centro da Costa das Baleias .

Vista da praia em Cumuruxatiba
Pit Thomspon
Vista da praia em Cumuruxatiba

 A partir dali existem duas formas de conhecer Cumuruxatiba. A estrada principal é a opção mais longa, mas a mais segura. São 9 km de asfalto e 31 km de estrada de terra, geralmente bem conservada. A segunda alternativa é mais curta e mais bonita. São 32 km por cima das falésias, paralelamente às praias. Mas como o trecho é todo de terra batida e mais irregular, o acesso fica difícil depois de chuvas fortes.

Para chegar à Costa do Descobrimento é necessário voltar para Prado e retomar a BR-101 até Itamaraju. Na entrada do município, vire à direita para o vilarejo de Monte Pascoal e siga 45 km em estrada de terra. Para chegar a Caraíva será necessário deixar o carro em algum dos estacionamentos locais (isso você terá que fazer na maioria das ilhas que for visitar) e atravessar o rio em pequenas embarcações.

Veja mais:
- Pacote básico de bagagem
- Guia para viajar com as crianças
- Saiba como preparar a mochila

Se quiser conhecer a Praia do Espelho, rode em torno de 20 km e, a partir do trevo Caraíva-Trancoso, siga pela estrada de terra até a Aldeia Imbiriba, cruzando o rio dos Frades. Dali, acompanhe as indicações até a Portaria do Outeiro das Brisas, para chegar ao estacionamento. O caminho tem em torno de 10 km. Já para chegar em Trancoso (a 6 km do trevo), o acesso é bem mais simples. Basta pega a estrada Trancoso-Ajuda, num percurso de 23 km (mais ou menos um 40 minutos de viagem).

Praia do Espelho, em Trancoso
Divulgação
Praia do Espelho, em Trancoso

Para ir de Arraial para Porto Seguro pegue a Estrada Arraial D’Ajuda e, depois de 4 km, embarque com o carro em uma balsa.

A partir de Porto Seguro, a estrada costeia o mar e se chama BA-367 . É por ela que você chega em Santa Cruz Cabrália, Coroa Vermelha e Belmonte, num total de 73 km até o Rio Jequitinhonha, fim da Costa do Descobrimento .

Para trocar de costa é necessário, mais uma vez, voltar a BR-101 . De Belmonte, pegue a BA-275 , que leva à estrada federal e à entrada da BA 676, passando a cidade de Camacan, para chegar até Una. Programe-se para rodar bastante: são 239 km, que levam em torno de 3 horas. Chegando em Una você pode pegar um barco para a Ilha de Comandatuba ou seguir por 58,5 km pela BA-001 até Ilhéus.

Veja mais:
- Sem exageros nos “all inclusive”
- É possível ser mochileiro com crianças?
- Economize com o planejamento da viagem

O caminho de Ilhéus até Itacaré também pode ser feito por uma estrada interna – mas não à beira-mar –, a BA-262 , rodando 95,6 km (aproximadamente 2 horas). Itacaré é um dos lugares que você mais vai tirar proveito de estar de carro, pois as praias são longe umas das outras e você vai querer conhecer todas. Por ali também termina a Costa do Cacau .

Vista da praia de Corumbau
Divulgação
Vista da praia de Corumbau

Para chegar na Costa do Dendê saia novamente em direção à BR-101 até Ubaitaba, contorne a rótula e entre na BR-030 (estrada de terra), chegando em Maraú depois de rodar 88 km desde a saída de Itacaré. É possível chegar a Barra Grande e Taipús deixando a BR-030 e virando à direita 1 km depois do farol (6 km antes da vila de Campinho).

Na volta, a partir de Maraú, é preciso voltar pela BR-030 até Ubaitaba, pegar a BR-101 até Ibirapitanga e, dali, seguir pela BA-001 até Valença. É lá que você vai partir de barco ou lancha para Morro de São Paulo e Boipeba. Em Valença, você estará a 277 km de Salvador. Se o seu carro for alugado e for possível devolvê-lo na capital, o ideal é seguir até lá para embarcar no avião de volta. Se precisar voltar ao ponto de partida, refaça o caminho e aproveite em dobro.

- Condição das estradas

Nas estradas federais, pelo intenso fluxo de caminhões, a conservação do asfalto é precária. Mesma condição em que se encontrará a grande maioria das estradas de terra que levam às praia. Sendo assim, entre no ritmo local e dirija devagar, observando cuidadosamente os buracos e a sinalização.

Outro cuidado importante é com a previsão do tempo. Não só para garantir seu banho de mar, como para evitar pegar a estrada depois da chuva. E, impreterivelmente, planeje as chegadas no período da manhã. Principalmente se o destino for uma praia com acesso de barco.

Os trechos entre Prado e Valença não registram nenhuma praça de pedágio, nem na BR-101 , nem nas rodovias estaduais internas.

Últimas dicas

Antigas tradições de transporte sobrevivem em Morro de São Paulo
Divulgação
Antigas tradições de transporte sobrevivem em Morro de São Paulo

- A maioria das praias do sul da Bahia mantém uma estrutura de bares e barracas à beira-mar. Ainda assim, algumas, como a Prainha e Itacarezinho, em Itacaré, e Tassimirim, em Boipeba, não dispõem desse tipo de serviço. Por isso, antes de sair para conhecer alguma praia nova (principalmente se for distante do centro) informe-se sobre a estrutura do local. Na dúvida, ande sempre com uma garrafa d’água na bolsa.

- Mantenha um guarda-sol e toalhas dentro do automóvel. Sempre é possível ter uma vontade irresistível de entrar na água antes de chegar ao destino final.

- Entenda a logística do lugar que você está visitando. Trancoso, por exemplo, é uma cidade que começa a funcionar apenas no período da tarde. Pela manhã o pessoal está na praia ou se recuperando do forró da noite anterior.

- Em Morro de São Paulo há uma taxa de turismo no valor de R$ 10 por pessoa, que deve ser pago na entrada. Esse valor é utilizado na manutenção e ampliação dos serviços do local.

Itacaré também tem boas ondas para quem gosta de surf
Divulgação
Itacaré também tem boas ondas para quem gosta de surf

- Nem todos os lugares aceitam cartão de crédito ou têmm caixa eletrônico.

Então, procure levar um pouco de dinheiro em espécie e faça saques sempre que chegar nas cidades maiores.

- Faça uma mala econômica, sobretudo para os momentos em que os deslocamentos serão feitos de barco e o carro ficará estacionado na cidade. Na maioria dos casos, esqueça o salto alto e o sapato fechado. Chinelos e sandálias rasteiras servem muito bem para todos os programas.

- Se tiver máscara de mergulho, ou tiver a oportunidade de alugar uma, faça. Elas são sempre úteis nas praias de águas cristalinas e fauna marinha abundante.

- Nunca se esqueça de passar (e repassar) o filtro solar, da manhã até o entardecer. Em alguns casos, chapéus e bonés também são indispensáveis.


Voltar para a matéria principal:
Desbrave as praias do sul da Bahia de carro

Veja mais:
- 11 dicas para uma viagem de carro perfeita
- Aproveite ao máximo sua viagem
- 10 dicas para aproveitar o hostel ao máximo

Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo Twitter .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.