Dicas de estradas e pedágios para quem vai circular na rodovia Rio-Santos

Como chegar

A rodovia Rio-Santos é uma das mais belas estradas brasileiras. Começa como SP-055 e somente após atravessar a área central de Ubatuba passa a se chamar BR-101 . Entre a Serra do Mar e o Oceano Atlântico, a rodovia passa por uma sucessão de destinos turísticos famosos e o caminho, por si só, já vale a viagem.

Vista panorâmica de Ilhabela
Vanessa de Paula
Vista panorâmica de Ilhabela

O ponto de partida é a cidade de Santos. Logo após a saída da cidade, os 90 km entre Guarujá e a Praia de Juqueí são praticamente planos, com praias extensas. O trecho passa por Bertioga, Boracéia, Juréia e Juqueí. No trevo de entrada para Bertioga, um trailer vende famosos pastéis com 30 cm de comprimento.

De Juqueí em diante, começam as serras e a estrada fica sinuosa, com mirantes e paisagens amplas. No porto de São Sebastião encontra-se o Terminal Almirante Barroso, da Petrobrás, por onde entra mais da metade do petróleo consumido no Brasil.

Entre São Sebastião e Caraguatatuba a rodovia corta bairros com centros comerciais e praias urbanas. Após Tabatinga a área é densamente ocupada nas praias à beira da estrada, e vai se tornando mais rústica e selvagem rumo à serra do Mar. Em Ubatuba a estrada corta inúmeras praias de todos os tipos com vistas maravilhosas. A partir daí, até Paraty, o trecho passa por uma grande área desabitada, com montanhas e matas preservadas do Parque Estadual da Serra do Mar.

O trecho entre a histórica Paraty e a charmosa Angra dos Reis é um espetáculo de paisagem. Dezenas de ilhas surgem a cada curva, num litoral recortado por baías e penínsulas, com destaque para Ilha Grande. A rodovia termina em uma das mais belas cidades do mundo, o Rio de Janeiro.

Pedágios

A Rio-Santos é uma das poucas rodovias ainda sob a administração do governo, por esta razão não há pedágios na via. O fator negativo é que sua condição também não é tão boa quanto às demais rodovias brasileiras.

Dicas

Praia Brava, em São Sebastião
Prefeitura Municipal de São Sebastião/Divulgação
Praia Brava, em São Sebastião

A Rio-Santos está entre as mais belas rodovias do Brasil e seu traçado sinuoso apresenta riscos. Ela mudou pouco desde a década de 1970, mas as cidades que a cortam cresceram de forma pouco planejada. Deslizamentos de terra são constantes no verão. Fique atento. Por conta do trajeto repleto de curvas – e também para melhor aproveitar a beleza das paisagens –, dê preferência a viajar durante o dia.

Postos de gasolina e restaurantes são comuns ao longo do trajeto, que passa pelo centro urbano de diversas cidades do litoral. Contudo, por se tratar de uma rodovia com trechos de serra – alguns deles bastante isolados –, convêm abastacer o carro e o estômago sempre que surgir alguma cidade. O trecho entre Paraty e o Rio de Janeiro oferece menos oportunidades de parada e descanso, notadamente ao atravessar o Parque Estadual da Serra do Mar.

*Valores apurados em agosto de 2012.

- Voltar para a matéria principal:
Nas curvas da estrada de Santos, rumo ao Rio de Janeiro

Veja mais:
- 11 dicas para uma viagem de carro perfeita
- Como economizar em viagens
- Confira os documentos necessários para viajar com crianças

Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo Twitter .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.