Programa de três dias une turismo e economia verde no Vale do Ribeira (SP) com palestras com lideranças locais e especialistas

Marina Silva será atração em roteiro ecológico
Divulgação
Marina Silva será atração em roteiro ecológico

Com a proposta de uma experiência nova de turismo ecológico e social, a agência Aoka e o Núcleo Oikos criaram, em parceria com o Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), o roteiro de três dias Green Economy Lab. No programa, trilhas pelo Vale do Ribeira (SP), visitas às comunidades, conversas com lideranças locais e representantes do poder público, além de palestras com especialistas, como a ex-candidata a presidência da república Marina Silva e o economista Hugo Penteado, autor do livro “Ecoeconomia - Uma Nova Abordagem” (Ed. Lazuli, 2003).

Leia também:
- Amazônia pela primeira vez

A ideia do programa, que deve acontecer entre os dias 9 e 11 de julho, é sensibilizar pessoas de todas as formações e interesses para o contraste entre a riqueza natural e a miséria e falta de oportunidades em que vivem as comunidades no vale. Quem sabe assim, não se desperte a criatividade em novos negócios sociais e sustentáveis? Além disso, mais de 55% do valor pago pelos pacotes (R$ 2.250 para pessoas físicas) será investido nas comunidades visitadas por meio do Fundo Aoka, promovendo total compensação de CO² gerado pelo programa.

Mais:
- Os tesouros da Chapada Diamantina

O passeio de imersão partirá de São Paulo e chegará em poucas horas no Lagamar de Cananéia, habitado por comunidades caiçaras, quilombolas e indígenas, com o menor IDH do Estado, e que convivem com a Mata Atlântica num perímetro de 2.830.666 hectares. Área reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade e Reserva da Biosfera.

Roteiro

Todos os dias haverá apresentação de cases e grupos de discussão com facilitadores da Aoka, sobre práticas sustentáveis e economia criativa, além de palestras com especialistas – entre eles Marina Silva (com o tema: “A Sustentabilidade no Nível do Ser”) e Hugo Penteado (que falará sobre “Economia Ecológica e Sustentabilidade”).

Em Cananéia, o grupo deve visitar a Cooperostra (Cooperativa dos Produtores de Ostra de Cananéia) e o Quilombo do Mandira – ambos com práticas que equilibram a sobrevivência da floresta e da comunidade. A partir dali os turistas serão hospedados na Ilha do Cardoso, na comunidade Marujá e, no dia seguinte, conhecerão a vizinha Ariri, com lideranças locais que também possuem iniciativas alinhadas com os princípios da economia verde em parceria com o IPÊ, e verão uma apresentação tradicional de Fandango.

No último dia, uma trilha deve cruzar a Mata Atlântica até a Cachoeira Grande e a programação passará pela prefeitura local (Cananéia), onde um representante falará sobre as atividades econômicas e políticas de fomento à Economia Verde, como o ICMS Ecológico.

Veja também:
- Jalapão: uma ecoaventura no cerrado
- Desbrave as dunas de Itaúnas a pé

Serviço:
Aoka
Tel: (11) 2386-1320

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.