Está aberta a temporada de inverno em Campos do Jordão

Por Rafael Bergamaschi, de Campos do Jordão* |

Texto

Cidade montanhosa, que se define como a Suiça Brasileira, fica a 170 Km da capital paulista e é destino certo nos dias mais frios

Todo ano a história se repete. Quando chega o mês de maio e o friozinho começa a apertar na região sudeste do País, principalmente na capital paulista, Campos do Jordão enche de turistas. A pequena região montanhosa a 170 quilômetros de São Paulo está longe de ser o destino de inverno mais original, mas esse, talvez, seja o principal trunfo da cidade. É possível relaxar nas redondezas cheias de natureza virgem, mas agito não falta nunca.

Ao todo são 180 restaurantes e bares, três casas noturnas e dez chocolaterias distribuídas pela cidade onde habitam menos de 50 mil pessoas. Durante a alta temporada, que vai da segunda metade de maio ao fim de agosto, juntam-se a esses números outros 65 estabelecimentos temporários. Incremento necessário para atender aos 700 mil turistas que frequentam a cidade nesse período.
 

Flickr/Rodrigo_Soldon
A Vila Capivari é o grande centro turístico da cidade

Se o número de viajantes que invadem a cidade significa que não faltará oportunidade para conhecer pessoas novas no barzinho ou dançar na pista lotada de uma balada, também significa que o prosaico ato de se movimentar na rua pode se tornar um desafio. Prepare-se para filas imensas e grandes aglomerações de pessoas. Sempre.

Veja também: 10 passeios bate e volta saindo de São Paulo

Campos do Jordão é, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a cidade mais fria do Brasil, com média de 8,1º C. E foi em torno do inverno que a cidade se moldou. Praticamente tudo faz referência à estação. O centro de compras Aspen Mall, o restaurante Nevada e a pousada Canadá Lodge não deixam dúvidas disso.

As construções em enxaimel, técnica na qual as paredes são montadas com hastes de madeira intercaladas com cimento, remontam a países de inverno rigoroso, como Alemanha, Holanda ou Suíça. Este último, aliás, parece ser o principal modelo da cidade, que se autoproclama a “Suíça brasileira”.

Divulgação
Cervejaria Baden Baden é quase uma instituição em Campos do Jordão
Vila Capivari

Centro turístico de Campos do Jordão, é na Vila Capivari que tudo acontece. Como um grande Shopping Center a céu aberto, o bairro concentra os principais restaurantes, bares e lojas da cidade. Marcas de renome como Ellus, Levi’s, Calvin Klein e Carmim estampam suas roupas nas vitrines da região. Só não espere nenhuma barganha: os preços são os mesmos praticados nas cidades grandes. 

O carro-chefe gastronômico é o fondue. De queijo, carne ou chocolate, o prato que nasceu em Zurique é quase um cartão-postal. No empório e restaurante Matterhorn (nome que remete à mais conhecida das montanhas dos Alpes suíços), existente desde 1987, o fondue de queijo leva alho e noz moscada no tempero. Já o Ludwig Restaurant se especializa no fondue de carne, com nove opções de molhos que vão de geleia de pimentão a chutney de manga.

Mais: Paraty tem história e natureza

A cerveja artesanal local, Baden Baden, é quase uma instituição em Campos do Jordão. Ela está por todos os lados, em todas as mesas. A choperia da marca enche até mesmo fora da temporada e artigos com seu logo são vendidos como souvenires da cidade na loja adjacente. De dia, famílias e casais apreciam chope e porções de salsichão ou batatas-fritas. À noite, grupos de jovens entre 18 e 27 anos frequentam o lugar pela badalação. No inverno, a Baden Baden ainda abre estandes temporários.

Depois de algumas cervejas, enquanto alguns vão para casa curtir o aconchego do quarto do hotel nas noites frias, os mais animados se dirigem a alguma das baladas da cidade. No Taboo Club, que abre só durante o inverno, vertentes variadas da música eletrônica embalam público jovem. Outra opção é a sede local da Pucci, balada que opera também em São Paulo e Riviera de São Lourenço. Hip Hop e música eletrônica costumam ditar as noites da casa.

Flickr/Gabriel Pevide
Bairro de Capivari é um grande shopping center a céu aberto
Durante a temporada, alguns eventos especiais também acontecem em Campos do Jordão.Tradicionalmente é possível contar com estandes de grandes marcas esplahados pela cidade com degustações e demonstrações, e até mesmo um shopping temporário instalado em um grande galpão no centro da cidade.

Em julho também acontece há dez anos o Passeio de Cães, que nada mais se trata do que um desfile de cães por Campos do Jordão. Os donos inscrevem seus bichinhos gratuitamente, e estes concorrem em diversas categoria, inclusive a curiosa "cão com o dono (a) mais bonito (a)".

De 30 de maio a 29 de julho acontece também o Festival de Inverno Campos do Jordão, que conta com concertos quase diárias de música clássica no Auditório Claudio Santoro. Destaque para a Orquestra Sinfônica do Estado de São Pauo (OSESP), que comanda o evento em 2012 e fará algumas apresentações.

Trilhas e caminhadas

Agito não é bem o que você busca, mas também não quer deixar de aproveitar as temperaturas baixas de Campos do Jordão no inverno? O melhor a fazer é se hospedar em um hotel longe de Capivari. Além disso, aproveite a viagem para ficar mais perto da farta natureza da região e das belas vistas proporcionadas pelas montanhas.

O pico mais famoso é o do Morro do Elefante. Um teleférico em Capivari leva os turistas a até 550 metros no morro. Os outros 1.250 metros devem ser a pé ou cavalgando.

Veja também: Belo Horizonte se estabelece como destino cultural

O complexo Pedra do Baú, que fica em São Bento do Sapucaí, reúne três rochas: a Pedra do Baú (1950 m de altura), o Bauzinho (1760 m de altura), e a Ana Chata (1670 m de altura). Um caminho por estrada de terra permite fazer boa parte da trilha e enxergar a vista magnífica. Com mais uma hora e meia de caminhada, chega-se ao pico.

Flickr/Leandro's World Tour
Do Morro do Elefante, é possível ver Campos do Jordão de cima

O pico mais alto é o do Itapeva, com 2030 metros de altura, que, na verdade, fica em Pindamonhangaba, mas o acesso é feito por estrada de asfalto que sai de Campos do Jordão. Do alto, 15 cidades do Vale do Paraíba podem ser avistadas.

Quem aprecia flores e paisagismo pode visitar o Amantikir. O parque, inaugurado em agosto de 2007, possui 22 jardins que ocupam 35 mil metros quadrados. Diversas culturas de jardinagem são representadas e passeios guiados contam um pouco da história de cada uma.

Onde ficar: (Dos mais caros aos mais baratos)

- Blue Mountai Hotel & SPA
- Hotel Toriba
- Chez Tetê

- Pousada Quebra Nozes
- Pousada Villa Agi
- Pousada Jardon
 

Fique por dentro das novidades do iG Turismo pelo Twitter

 

 

 

 

(*) O repórter viajou a convite do hotel Blue Mountain Hotel & SPA 

Leia tudo sobre: Campos do Jordãosudeste
Texto

notícias relacionadas