Famosa pelos guerreiros de terracota, antiga capital da China remete a 3 mil anos de história

Os guerreiros de terracota são as estrelas de Xi’an, a primeira capital da China unificada, que, mais de 3,1 mil anos depois da fundação, soma 8 milhões de habitantes e segue a lógica chinesa de crescimento exponencial. Eles são o chamariz da Cidade Eterna, ou Chang’an, em mandarim, como era conhecida até 1936. De Pequim, o voo dura pouco mais de uma hora – em trem noturno são doze horas. Reserve ao menos dois dias para conhecê-la.

O local é um marco no coração antigo da cidade, e ponto de partida para passeios
Janaína Silveira
O local é um marco no coração antigo da cidade, e ponto de partida para passeios

Segundo os chineses, Xangai revela a China dos últimos cem anos. Já Pequim, retrata os últimos mil. Xi’an remete a 3 mil anos de história. Então, uma vez por ali, explore o que há de melhor: o passado.

Ao longo de 1,1 mil anos, 13 dinastias tiveram Xi’an como capital, entre 1027 a.C e 907 d.C. A última foi a poderosa dinastia Tang (618-907), quando seu modelo urbano espalhou-se não só pela Rota da Seda – Xi’an era a porção mais oriental do célebre caminho até a Europa – mas por países vizinhos. A divisão geográfica de Kyoto, então capital japonesa, tem inspiração na China.

Uma mulher da etnia Hui vende macarrão na Rua Muçulmana
Janaína Silveira
Uma mulher da etnia Hui vende macarrão na Rua Muçulmana


Guindastes, canteiros de obras e gigantescos condomínios residenciais erguidos à exaustão espalham uma poeira insistente. Céu azul é artigo raro. Mas é sob esse céu, muitas vezes cinza ou ocre, que a massa humana se move apressada, num trânsito caótico e barulhento que lembra a Pequim da década de 1990. Caso você não a tenha conhecido, eis o momento de ter uma ideia de o que ocorreu na capital.

Pouca gente fala inglês, mas os pontos turísticos são bem sinalizados tanto em chinês quanto na língua adotada pelo Tio Sam. Táxi ou motoristas contratados na recepção do hotel ou hostel são, de longe, a melhor opção para se locomover. O museu que abriga os famosos guerreiros de terracota fica a 40 quilômetros do centro. Ao sair, leve sempre consigo um cartão com o endereço aonde quer ir – inclusive o do hotel – em caracteres chineses. A comunicação fica mais fácil.

Acompanhe as novidades do iG Turismo também pelo Twitter .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.