Saiba quais são as atrações imperdíveis para quem vai debutar na cidade-luz

Paris não é só o destino predileto dos apaixonados. A cidade-luz conta com atrações turísticas para praticamente todas as idades e gostos, apesar de não ser propriamente um lugar perfeito para férias com crianças de até 11 anos.

Em aproximadamente cinco dias é possível conhecer o que a capital francesa tem de melhor, do passeio de barco pelo rio Sena, a jantares a luz de velas, visitas a museus igrejas e jardins tirar o fôlego. Sem falar nas compras, já que a cidade é a capital mundial da moda de luxo. Vai para lá pela primeira vez? Confira as dicas de roteiro do iG Turismo .

O ESSENCIAL

Segure a ansiedade de ir direto para a Torre Eiffel aproveite o melhor da cidade, sua atmosfera. Pegue o metrô e desça na estação Tuileries . Caminhe sem pressa pelo jardim de mesmo nome e invista em um almoço despretensioso nos cafés da redondeza. O clássico prato de quiche e salada não deve decepcionar.

Não deixe de subir na torre Eiffel e ver toda a cidade de Paris do alto
Getty Images
Não deixe de subir na torre Eiffel e ver toda a cidade de Paris do alto

Se estiver no clima cultural, e com tempo de sobra, aproveite a tarde e perca-se nas inúmeras salas do Museu do Louvre . Em quatro horas não é possível visitar nem a metade do espaço, mas é tempo suficiente para ver de perto as principais obras, como a Monalisa e a Venus de Milo. Não deixe de apreciar a arquitetura do prédio, com as fontes e pirâmides de vidro do lado de fora.

Quem não gosta de museu (e não há nenhum problema nisso) pode seguir à beira do Senna até a famosa Torre Eiffel, passando pelo Hôtel des Invalides , construção datada de 1670, que serviu de abrigo aos inválidos de guerra de Luis 14. A visão da torre se aproximando é emocionante.

É possível subir na torre até o topo da Torre Eiffel , de onde a vista 360º da cidade ao pôr-do-sol vale cada centavo dos 13,40 euros do bilhete que dá acesso aos elevadores. Mas, prepare-se para enfrentar fila de espera, que na alta temporada (maio a setembro) pode chegar a duas horas. Ficar sentado tomando um champanhe e comendo macarons no Campo de Marte – em frente a torre – também pode ser uma boa opção para apreciar um dos pontos turísticos mais famosos do mundo.

Depois de tirar várias fotos, atravesse novamente o rio e aprecie as belezas do jardim do museu Trocadero. E já que o almoço foi corrido, aproveite para fechar o dia com um belo jantar no Le Comptoir des Saints-Peres , com menu completo e bons vinhos a preço razoável (pratos a 15 euros em média).

Outra possibilidade de roteiro é começar o dia pelo Arco do Triunfo , no qual é possível entrar e subir para ver a cidade do alto. Cuidado ao atravessar as ruas, o trânsito de Paris não é dos mais sinalizados do mundo, ainda mais em uma rotatória como essa. De lá, siga andando para a luxuosa avenida Champs-Élysées , onde estão as butiques de grandes maisons como a Louis Vuitton, Chanel, Dior e outras. Não deixe de passar pela refinada confeitaria Ladurée e degustar os deliciosos macarons, os mais tradicionais da cidade. Também é possível almoçar por ali, por aproximadamente 18 euros.

A Champs-Élysées acaba na Avenue Montaigne , a mais sofisticada e exclusiva rua de luxo de Paris, e no Grand Palais , uma belíssima estrutura em vidro que abriga grandes exposições. Vale a pena conferir o que estiver em cartaz. Desça mais um pouco até a Place de La Concorde , onde está o Obelisco e, se já tiver visitado o Jardin des Tulieries, siga pela Rue Royale até a igreja de La Madeleine , desenhada para ser um templo em homenagem ao exército de Napoleão. Atrás da igreja está a principal loja da famosa Fouchon. Jogue-se nos macorons, nos pães e nos inúmeros vidrinhos de chás e condimentos, perfeitos para dar de presente.

Se ainda estiver no pique para algumas comprinhas, siga até a Galeries Lafayette , no Boulevard Haussmann.

NO DESCOLADO MARAIS

No Museu Georges Pompidou, belezas para admirar do lado de dentro e de fora do prédio
Getty Images
No Museu Georges Pompidou, belezas para admirar do lado de dentro e de fora do prédio

Quem gosta de arte contemporânea pode começar o passeio pelo Museu George Pompidou (metrô Rambuteau). Apreciar a arquitetura do lado de fora é tão importante quanto ver as obras do lado de dentro. Na saída, faça uma pausa em uma das creperies, enquanto aprecia os artistas de rua que sempre se reúnem por ali. Se preferir, caminhe até outra doceria tradicional de Paris, a Pain de Sucre . Não saia de lá sem provar os macarons (sempre eles!) e o croissant.

O bairro tem ótimas ruas para as compras, como Rue du Rivoli, Rue Vielle du Temple e Rue des Rosiers, além do centro de Les Halles , antigo mercado central de Paris, hoje transformado em um shopping. Aproveite para conhecer a comidinha de bistrô, tão famosa em Paris, com almoço no Les Philosophes . Para uma refeição rápida vale o fallafel na Rue des Rosiers (metrô Saint-Paul), sendo o mais famoso o L’As du Fallafel (34, Rue des Rosiers).

É possível visita o interior da catedral de Notre-dame de Paris de graça
Getty Images
É possível visita o interior da catedral de Notre-dame de Paris de graça

Depois do almoço, ande na Place des Vosges e siga para a Ilha de Saint-Louis , onde é possível parar para "abastecer" na sorveteria Berthillon, a mais tradicional e sensacional de Paris. Siga caminhando com sua casquinha até a Catedral de Notre-Dame , onde é possível fazer visita guiada às torres góticas. Mas saiba desde já que são 387 degraus. Quem não gosta do passeio em catedrais pode ir à Shakeaspeare and Company , tradicional livraria frequentada pelos amantes da leitura.

Para o jantar, as dicas de restaurantes na região são na P lace du Marché-Sainte-Catherine (metrô Saint-Paul). No Marais a maioria dos cardápios tem versão em inglês, então, não tenha medo de errar.


PIQUENIQUE E BOEMIA EM SAINT-GERMAIN

A manhã pode começar com o Museu Rodin , seguido da Grande Epicerie, onde é possível se acabar nas guloseimas, entre sanduíches, sucos e ótimos vinhos. Aproveite as compras para fazer um piquenique no Jardim de Luxemburgo (Paris não é Paris sem ao menos um piquenique no parque).

Energia recarregada, parta para a Saint-Sulpice , lugar bom para compras e para conhecer os cafés mais tradicionais da cidade-luz, como o Café de Flore e Les Deux Magots, na Place Saint-Germain-des-Prés. O local era frenquentado por Sartre, Hemingway e Picasso, entre outros.


QUARTIER LATIN

A visita ao Instituto Mundo Árabe , com direito a vista deslumbrante do terraço e diversos cafés no interior é outro ponto fundamental durante sua visita a Paris. Não deixe de passar pela Rue Mouffetard, que até às 13h concentra uma das maiores feirinhas de rua de Paris, com flores, frutas, frutos do mar, pães e muitos queijos. Aos sábados fica ainda mais animada, com músicos e artistas de rua.

Experimente o crepe do Aup’tit Grec e, se aguentar, aproveite para provar o sorvete da Sorveteria Amorino, uma das mais disputadas da cidade.

Nessa região também fica a Mesquita de Paris , com visitas guiadas a 3 euros por pessoa, em média. Fãs de chá devem experimentar a bebida do salão de chá anexo. O dia pode terminar com um passeio no Jardin des Plantes , ou seguir para o Pantheon e para a Place de la Sorbonne .

MONTMATRE

A igreja do Sacre-Coeur, em Montmatre
Getty Images
A igreja do Sacre-Coeur, em Montmatre

O bairro é parada obrigatória para conhecer a igreja Sacré-Coeur , que tem a vista mais incrível de Paris (vá de tênis, pois a subida é puxada) e foi cenário do filme “Amélie Poulain”. Para quem não quer encarar a escadaria, há também um bondinho ali perto.

A Place du Tertre , ao lado da igreja, é o ponto mais alto de Paris, com diversos artistas desenhando e vendendo sua arte na rua. Quem gosta das igrejas pode ir à Place Madeleine e a Igreja La Madeleine (metrô Madeleine), com o altar repleto de esculturas.

Aproveite que está ali perto e, quando descer, caminhe até a Place des Abbesses onde há diversas lojas, mercearias e boulangeries. A baguete da padaria que fica no número 38 da Rue de Abbesses é uma das mais famosas de Paris, levando o prêmio Grand Prix de la Baguette 2010. Siga em frente pelo Boulevard de Clichy até o Moulin Rouge , um dos mais famosos cabarés de Paris no século 19. O moinho e a fachada vermelha ainda estão lá, mas as bailarinas já não têm mais o mesmo brilho.

ONDE FICAR
- Ibis Bastille Opéra
11, Rue Breguet - Próximo à Bastille
Tel: 33-1-49-29-20-20
A diária custa em média 105 euros a noite, em quarto duplo

- Hotel Le Clos Medicis
6, rue Monsieur-Le-Prince - Próximo ao Boulevard Saint-Michel
Tel: 33-0-1-43-29-10-80
Diária a partir de 140 euros, em quarto duplo

- Hotel Select
1, Place Sorbonne - Próximo ao Quartier Latin
Tel: 33-1-46-34-14-80
A partir de 164 euros a noite, em quarto duplo

Dicas
1- O lote com 10 bilhetes de metrô é mais em conta que comprar o bilhete unitário (unitário -1,70 euros e 10 bilhetes – 12 euros)

2- Nunca jogue fora o bilhete do dia do metrô. Ele será usado para entrar e sair de todas as estações

3- Antes de ir aos restaurantes mais disputados é importante fazer reserva antecipada

4- Fique atento aos feriados, pois quase tudo fecha em Paris especialmente nos dias 1º de maio (dia do trabalho), 25 de dezembro (Natal) e 1º de janeiro (Ano Novo).


SERVIÇO:

Amorino Sorveteria
45, Rue Mouffetard

Arco do Triunfo
Place Charles-de-Gaulle
Tel: 33- 0-1-55-37-73-77
Horário: todos os dias, das 10h às 22h30
Entrada: 9,50 euros

Aup Tit Grec
62 Rue Mouffetard - Metro Place Monge

Berthillon
31 Rue St Louis – Ilha de Saint-Louis
Tel: 33-1-43-54-31-61

Galeries Lafayette
50, Boulevard Haussmann – metro Chaussée d'Antin ou Opéra

La Grande Epicerie de Paris
38, Rue de Sèvres, metrô Sèvres-Babylone
Tel: 33-1-44-39-81-00

Laduré e
75, avenue des Champs-Elysées
Tel: 33-1-40-75-08-75
Horário: todos os dias, das 7h30 às 23h, sábado até a meia-noite

Le Comptoir des Saints-Peres
29, Rue des Saints-Peres, metrô Saint-Germain-des-Prés
Tel: 33-1-40-20-09-39

Les Philosophes
28, Rue Vielle du Temple, metrô Hotel de Ville
Tel: 33-1-48-87-49-64
Horário: de segunda a domingo, das 9h às 2h

Moulin Rouge
82 Boulevard de Clichy
Tel: 33-1-53-09-82- 82

Museu do Louvre
Como chegar: metrô Palais Royal Musée du Louvre
Horário: de segunda, quinta, sábado e domingo – Das 9h às18h; quarta e sexta, das 9h às 22h; fecha às terças
Entrada: 15,54 euros (acesso às coleções permanente e temporária)

Notre Dame
Praça João Paulo II, estações Châtelet
Horário: diariamente, das 8h às 18h45
Entrada: grátis

Pain de Sucre
14, Rue Rambuteau
Tel: 33-1-45-74-68-92
Horário: das 10h às 20h (fecha às terças e quartas)

Shakespeare and Company
37 Rue Bûcherie, metro Saint-Michel
Tel: 33-1-1-43-25-40-93

Torre Eiffel
Parc du Champ de Mars, 5 Avenue Anatole France
Tel: 33-8-92-70-12-39
Horário: todos os dias das 9h30 às 23h. No verão, das 9h à meia-noite
Entrada: 13,40 euros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.