Um guia para se hospedar bem e comer melhor ainda na capital italiana

Hotéis

Os hotéis italianos se renovaram quase todos nos últimos anos, mas continuam não dando conta muito bem da demanda de turistas. O governo estabelece preços máximos e mínimos e tem uma classificação própria para classifica-los. Os cinco estrelas são considerados de luxo e o quatro estrelas de primeira-classe. Todos bem caros.

- Luxo e primeira classe: Os top hotéis estão entre os mais luxuosos da Europa e os logo a seguir no ranking não ficam muito atrás em conforto e serviços. Em geral, encontra-se mais mordomias no hotel do que seu preço poderia sugerir. Outra vantagem é que ambos garantem aquecimento nos meses frios e ar-condicionado nos meses quentes. O aparato que refresca não costuma existir nas demais categorias, então certifique-se antes de viajar em julho ou agosto.

- Pensione: Os pensionatos ou hostels são as opções mais baratas de hospedagem em Roma e muitas vezes se assemelham aos hotéis de categoria inferior. O controle governamental sobre eles não é tão rígido e os preços geralmente são um bom chamariz.

Gastronomia

Pizza não falta no cardápio italiano
Getty Images
Pizza não falta no cardápio italiano
Roma é um destino de sonho para os amantes da boa mesa. É difícil errar na cidade. Os romanos gostam de comer refeições longas, com vários pratos. Comece com bruschetas assadas e saladas, depois passe para as massas e pizzas. Termine com um bom carneiro ou com um peixe assado. A cidade é famosa também por seus ótimos restaurantes de frutos do mar, com peixes vindos da costa diariamente. Para uma noite de música e boa comida, o melhor destino são os restaurantes do bairro de Trastevere.


Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo Twitter .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.