Centro histórico de Montevidéu conta com museus, conjunto de casas do período colonial e o tradicional mercado

A Catedral Metropolitana de Montevidéu, a igreja matriz da cidade, é um dos monumentos do centro histórico
Getty Images
A Catedral Metropolitana de Montevidéu, a igreja matriz da cidade, é um dos monumentos do centro histórico
Na entrada da Cidade Velha , logo à direita está o Museu Torres Garcia , que preserva em obras, livros e brinquedos o legado de Joaquín Torres García (1874-1949), mais importante artista plástico uruguaio. Há também exposições temporárias de outros pintores uruguaios. A entrada do museu, que não abre aos domingos, é gratuita. No entanto, sugerem a contribuição voluntária de até 50 pesos.

Seguindo mais adiante, está a Praça da Constituição , que abriga os dois edifícios mais antigos da cidade: a Igreja Matriz , de 1790, e o Cabildo , de 1804, que foi palco do juramento da Constituição de 18 de Julho de 1830. Formado por pedras e ladrilhos, o prédio abriga o Museu e Arquivo Histórico Municipal de Montevidéu . A entrada é gratuita.

No Mercado Del Puerto, o visitante encontra restaurantes de parrilha com seus autênticos “assadores” à mostra
Getty Images
No Mercado Del Puerto, o visitante encontra restaurantes de parrilha com seus autênticos “assadores” à mostra
Também no centro fica o Museu Histórico Nacional , conjunto de casas do período colonial, todas localizadas no mesmo quarteirão, entre as ruas 25 de Maio, Zabala e Rincón. O museu é formado pela Casa de Rivera , moradia do primeiro presidente do Uruguai, Fructuoso Rivera (1784-1854); Casa de Lavalleja – casa do General Juán Antonio Lavalleja (1784-1853), que liderou os “Trinta e três orientais” durante a independência do Uruguai do Brasil em 1825; Casa de Garibaldi – pensão de Giuseppe e Anita Garibaldi, Palácio Tarranco e Casa Monterou ou Museu Romântico, o mais interessante, que recria ambientes da época colonial, com móveis e objetos dos séculos 17 e 18.

Para finalizar o passeio pela região da Cidade Velha, o Mercado Del Puerto , que abriga restaurantes de parrilha com seus autênticos “assadores” à mostra, é uma excelente opção para a hora do almoço. Em um ambiente esfumaçado, os visitantes sentam-se nos balcões para experimentar os bifes de chorizo, que custam em média 340 pesos, e tomar o Médio y Medio, que mistura vinho branco com espumante.

Serviço:

Cabildo/Museu e Arquivo Histórico Municipal
Calle Juan Carlos Gómez, 1362 (em frente a Praça da Constituição)
Horário: De terça a sexta-feira de 12h às 17h e sábado 11h30 às 16h30
Entrada: Gratuita

Mercado Del Puerto
Rambla 25 de Agosto, em frente ao porto de Montevidéu
Horário: Todos os dias até as 18h
Entrada: Gratuita

Museu Histórico Nacional - Complexo
Calle 25 de Maio, 428-434
Horário: Segunda a Sexta-feira de 11h às 17h, sábado de 11h às 16h
Entrada: Gratuita

Museu Torres Garcia
Calle Peatonal Sarandi, 683 (logo após a Porta de La Ciudadela)
Horário: Segunda a Sexta-feira de 9h30 às 20h, Sábado de 10h às 18h
Entrada: 60 pesos

* A repórter viajou a convite da administradora hoteleira Fën Hoteles e da companhia aérea Pluna

Montevidéu
Getty Images
Montevidéu


- Voltar para a matéria principal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.