Símbolo da cidade de Nova York ficará fechado ao público por 12 meses a partir de 29 de outubro

A Estátua da Liberdade, símbolo de Nova York e do "sonho americano" para milhões de imigrantes, comemora esta semana seus 125 anos antes de fechar durante 12 meses para manutenção.

O monumento chamado "A Liberdade iluminando o Mundo" foi oferecido em 1886 pela França aos Estados Unidos em sinal de amizade para celebrar, com dez anos de atraso, o centenário da declaração de independência americana, em 4 de julho de 1776.

A inauguração foi celebrada em 28 de outubro de 1886, na presença do então presidente americano, Grover Cleveland.

Durante anos, a estátua, obra do escultor francês Auguste Bartholdi, foi a primeira imagem que os milhões de imigrantes que chegavam de barco aos Estados Unidos tinham após a longa travessia do Oceano Atlântico.

Na sexta-feira, 125 imigrantes procedentes de mais de 40 países serão naturalizados americanos na Liberty Island, ilha onde fica a estátua, na foz do rio Hudson, ao sul de Manhattan.

Durante a cerimônia oficial para comemoração do aniversário, que será aberta com a execução do hino americano, seguido do francês. A atriz Sigourney Weaver lerá "The New Colossus" (O Novo Colosso), poema de Emma Lazarus, que tem um trecho inscrito na base da estátua.

Depois, o secretário americano do Interior, Ken Salazar, entregará um presente ao cônsul-geral da França, Philippe Lalliot, em agradecimento àquele recebido 125 anos atrás.

Cinco câmeras instaladas recentemente na tocha serão ativadas permitindo apreciar uma "nova vista da Liberty Island e da baía de Nova York", segundo Stephen Briganti, presidente da Fundação da Estátua da Liberdade e do museu da imigração de Ellis Island.

Todo mundo poderá ver estas imagens na internet no site da Fundação ou do serviço americano de Parques Nacionais.

Uma pequena frota, integrada por embarcações comerciais, públicas e privadas, se aproximará para saudar a estátua, antes da queima de fogos de artifício para fechar o dia.

Atração turística visitada anualmente por milhões de pessoas, a Estátua da Liberdade está desde 1984 na lista de patrimônios mundiais da Unesco.

Após comemorar 125 anos, o monumento será fechado ao público durante 12 meses a partir de 29 de outubro para trabalhos de manutenção.

A estátua já tinha sido fechada em 1984 para permitir uma primeira restauração antes do centésimo aniversário.

Após os atentados de 11 de setembro de 2001, seu acesso também foi fechado por vários anos.

A partir de 29 de outubro, os turistas não poderão mais entrar na estátua e ter acesso à escadaria que leva até sua coroa, embora possam continuar visitando a Liberty Island.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.