A, no máximo, três horas dos arranha-céus de Manhattan é possível curtir a vida no campo e as praias americanas. Saiba onde

Você que está indo para Nova York já programou seus dias entre museus, parques e lojas, mas ainda assim gostaria de algo mais nos Estados Unidos? Pois saiba que existem passeios incríveis , de um dia, nas imediações da cidade, que vão de vinícolas a montanhas para esquiar.

Em todos eles o tempo médio de viagem é de até duas horas e meia, sendo o aluguel de um carro a melhor opção de transporte. Para quem optar pelo transporte coletivo, alguns dos passeios contam com linhas de trem e de ônibus, todas tendo Manhattan como ponto de partida.

Confira algumas das possibilidades para incluir no roteiro.

Hunter Mountain

Temporada de inverno no Hunter Mountain é opção certa para quem gosta de esquiar e curtir a neve
Reprodução
Temporada de inverno no Hunter Mountain é opção certa para quem gosta de esquiar e curtir a neve

Essa é para quem gosta de esportes radicais. Com a chegada da temporada de inverno no hemisfério norte, pipocam estações de esqui nos Estados Unidos e Canadá, este último certamente o mais procurado pelos amantes do esporte. Mas, se você quer apenas passar um dia nas montanhas e aproveitar para esquiar e curtir a neve, a dica é ir para Hunter Mountain, também localizada próxima ao Vale do Rio Hudson e a pouco mais de duas horas de Nova York.

Leia também: Beach clubs para curtir o verão

Os preços para passar o dia esquiando variam de US$ 50 a US$ 70, de acordo com o dia da semana e a idade do turista. A Hunter Mountain é uma das estações de esqui mais próximas à NY, tendo mais de uma companhia de ônibus com linhas dedicadas ao local. É preciso agendar os passeios com as operadoras de turismo credenciadas, ou optar pelo aluguel de um carro. Durante o verão, a montanha continua aberta, mas voltada a outros tipos de esporte.

Storm King

Escultura de Zhang Huan no Storm King Art Center
Reprodução
Escultura de Zhang Huan no Storm King Art Center
O primeiro dos passeios selecionados pelo iG satisfaz diversos públicos, do aventureiro ao fã das artes. Tudo isto pode ser encontrado em Storm King, região que fica entre as cidades de West Point e Cornwall, ambas situadas às margens do Rio Hudson.

Por lá existe o parque de Storm King Mountain , o circuito do Orange County (com vinícolas e fazendas), a rodovia Storm King ligando as duas cidades, e, o que para muitos é a principal atração da região, o Storm King Art Center, uma espécie de Instituto Inhotim próximo a Nova York. Tudo isso com as paisagens do Vale do Rio Hudson ao fundo.

Ante de pegar a estrada, entretanto, vale conferir as datas e horários de funcionamento do instituto de arte e das fazendas. Ambos os passeios contam com ônibus fretados para os turistas. Já para quem alugar um carro, o tempo de viagem não é de mais do que duas horas e vale ainda mais pelo fato de permitir fazer mais de um programa no mesmo dia.

Dia:Beacon

Museu Dia:Beacon, na margem oposta do rio Hudson
Flickr/ Eliflo
Museu Dia:Beacon, na margem oposta do rio Hudson
Situado na margem oposta do Rio Hudson, na cidade de Beacon, está o museu de arte contemporânea Dia:Beacon , inaugurado em 2003. Nas extensas galerias do museu, instalado em uma antiga fábrica da Nabisco, o visitante vai encontrar artistas como Richard Serra, Bernd e Hilla Becher, Louise Bourgeois, Robert Ryman, Gerhard Richter, entre outros.

Ao contrário do Storm King, o Dia:Beacon tem fácil acesso por trem. O mesmo parte da Grand Central, em Manhattan, e sobe durante cerca de uma hora e meia as margens do Rio Hudson. As passagens custam US$ 10, o mesmo preço do ingresso do museu. Ainda por lá, vale dar uma volta na cidade, com paisagem típica dos municípios do interior dos Estados Unidos.

Hamptons

Passeio nos Hamptons oferece belas paisagens, praias e bons restaurantes
Getty Images
Passeio nos Hamptons oferece belas paisagens, praias e bons restaurantes
Local das casas de veraneio de celebridades e milionários americanos, os Hamptons , em Long Island, também são acessíveis ao turista comum. Com belas paisagens, praias e restaurantes de ótima qualidade, um passeio pela região formada por West Hampton, Hampton Bays, South Hampton e East Hampton é boa alternativa para conferir o que os nova-iorquinos curtem durante os fins de semana e feriados.

A praia de Montauk, a última de Long Island, também pode ser incluída nos Hamptons e merece ser visitada . Ela pode ser uma opção para o término da viagem. O farol de Montauk, aliás, é um dos principais pontos turísticos dali.

Uma boa dica é aproveitar os restaurantes da região, que oferecem frutos do mar da melhor qualidade, em geral pescados ali mesmo. Os preços são mais elevados do que a média encontrada em Nova York, podendo chegar a US$ 80 se o visitante optar por beber um vinho durante a refeição. É uma experiência que certamente vale a pena.

A viagem de carro até os Hamptons dura cerca de duas horas e meia, mas o ideal é que seja feita em mais tempo, para apreciar as paisagens e as curiosidades locais. Em um dia, a melhor opção é percorrê-la de carro, fazendo paradas ao longo do trajeto. Em algumas praias, o aluguel de uma bicicleta é uma possibilidade para os que gostam de pedalar.

North Fork

Menos badalada, mas não menos interessante é a região de North Fork . A diferença é que a mesma está localizada na parte de Long Island virada para o continente – ao contrário dos Hamptons que têm vista para o oceano Atlântico. O tempo de viagem e o percurso para chegar lá são semelhantes aos dos Hamptons, cerca de duas horas e meia.

Em North Fork, o principal destaque são as vinícolas, mais de 35, que oferecem passeios de degustação aos amantes do vinho. As ostras da região, assim como em toda Long Island, também são famosas e podem ser encontradas nos diversos restaurantes locais. Se for entre a primavera e o verão, os visitantes ainda podem aproveitar as praias e passeios de barco que a região oferece.

Quer saber mais? Siga o iG Turismo no twitter: @iGTurismo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.