Do Brasil ao Japão, descubra dez paraísos artificiais de água cristalina e areia fofa

Que piscina que nada. Para a grande maioria dos viajantes, a melhor forma de curtir os dias quentes é estirando-se na areia à beira-mar. Infelizmente, nem todos têm a facilidade de morar junto à costa. Para alegria dos seus moradores, algumas cidades resolveram driblar a natureza e trouxeram a praia para perto.

Em diferentes partes do mundo, praias artificialmente construídas tornaram-se destinos concorridos, sobretudo no verão . Mais do que uma piscina com areia em volta, elas garantem um ambiente refrescante e divertido para aproveitar os dias de calor.

Confira nossa seleção de 10 praias construídas pelo homem tão ou mais bonitas que algumas naturais.


Veja mais detalhes das praias

1. Artificial Beach, Malé, Maldivas
As Maldivas, arquipélago formado por 1.192 ilhas no meio do Oceano Índico, atrai milhares de turistas do mundo inteiro por suas paradisíacas praias de águas cristalinas. A urbanizada capital Malé, no entanto, não possui nem uma praia sequer. Ou melhor, não possuía. Para o proveito de seus cem mil habitantes e turistas, foi construída uma artificial, um projeto de US$ 10 milhões. Ainda que não seja tão bonita quanto outros paraísos naturais do país, o local é frequentado diariamente por banhistas e surfistas, além de servir de palco de eventos esportivos, paradas de Carnaval e shows musicais.
Mais informações: www.visitmaldives.com/en

2. Resort Ilhas Tropicais, Krausnick, Alemanha
Nem o inverno com temperaturas negativas impede os alemães de curtirem um dia na praia de areia branca, entre palmeiras, bananeiras e arbustos de café. Na cidade de Krausnick, a 60 km de Berlim, o Resort Ilhas Tropicais, um complexo praieiro artificial, foi construído em 1994 em um antigo hangar fechado. Para ninguém se preocupar com o frio, a temperatura no interior do parque é mantida constantemente a 26º C. Até a piscina de 3 mil m 2 é mantida aquecida (28ºC). Há ainda 200 metros de praia com cadeiras para quem quiser relaxar. O ingresso para aproveitar o dia no local custa 29,50 euros.
Mais informações: www.tropical-islands.de/en


3. Ilha de Sentosa, Cingapura
Ainda que a moderna e vibrante Cingapura seja uma nação composta de ilhas, ela não é particularmente conhecida por suas praias, boa parte delas artificiais. Ainda assim, quem quer fugir do agito da cidade e se refrescar do calor úmido encontra um ambiente agradável na Ilha de Sentosa. Uma espécie de complexo Disney da Ásia, o local possui brinquedos, teleféricos, hotéis, spas, restaurantes, bares, campo de golfe e, claro, 3 km de praias de areia clara, trazidas da Indonésia e da Malásia. Além do mergulho no mar, há quadra de vôlei, uma linda ponte suspensa e área infantil para crianças. 
Mais informações: www.sentosa.com.sg/en


4. Sun City, província de North West, África do Sul
A duas horas de Johanesburgo, ao lado da reserva florestal Pilanesberg, está o enorme complexo de entretenimento Sun City, que reúne quatro hotéis, dois campos de golfe profissionais, cassino, bares e restaurantes, e um concorrido parque aquático, o Valley of Waves. A grande atração do local é a enorme piscina de 6.500 m 2 , que reproduz diferentes tipos ondas. Muitos surfistas, inclusive, fazem suas manobras na água. Quem não quiser emoção, pode também ficar deitado ao sol na praia com palmeiras.
Mais informações: www.suninternational.com

A cada verão europeu,  Paris reinaugura sua tradicional praia artificial ao longo do rio Sena
Getty Images
A cada verão europeu, Paris reinaugura sua tradicional praia artificial ao longo do rio Sena

5. Paris Plage, Paris, França
A cada verão europeu, Paris reinaugura sua tradicional praia artificial ao longo do rio Sena, uma opção de lazer gratuita aos moradores da Cidade Luz . Com cerca de um quilômetro de comprimento, ela vai do famoso museu do Louvre até o canal Saint-Martin. Para a última edição, cinco mil toneladas de areia foram transportadas de navio. Para completar, a praia conta com cadeiras e sombrinhas, além de servir de palco de shows ao ar livre e aulas de esportes aquáticos.
Mais informações: www.parisinfo.com

- Leia também: Fim de semana em Paris por US$ 100


6. Praia artificial de South Bank, Brisbane, Austrália
Diferente de outras capitais do Estado da Austrália, a moderna cidade de Brisbane não fica próxima à costa. Mas como os australianos adoram uma praia, a solução foi construir o South Bank Parklands, um pequeno oásis em meio aos edifícios e avenidas para que seus moradores pudessem aproveitar da cidade quase sempre ensolarada. É nesta ampla área verde que se encontra a praia artificial, com uma piscina de 2 mil m2 e banco de areia, reposto anualmente. Bastante frequentado, o local conta com salva-vidas sete dias por semana. 
Mais informações: www.visitbrisbane.com.au


7. Palm Islands, Dubai
No país com mania de grandeza, com o prédio mais alto do mundo e uma pista de esqui no deserto, para citar só alguns exemplos, construir belas praias artificiais seria algo muito simples. Por que não criar ilhas inteiras? As Palm Islands, três ilhas em formato de palmeiras, foram construídas com areia e pedra do fundo do Golfo Pérsico. Atualmente, só a menor delas, a Palm Jumeirah, tem suas vilas habitadas, além de belos hotéis. O país dos Emirados Árabes também tem em construção um projeto ainda mais ambicioso, o arquipélago artificial The World, que forma o desenho do mapa-múndi.
Mais informações: www.thepalm.ae


8. Praia de Larvotto, Mônaco
A única praia pública de Mônaco, Larvotto, foi artificialmente construída, coberta com uma faixa de areia branca de frente para o mar azul do Mediterrâneo. Ainda que não seja natural, o local oferece um ambiente agradável para quem quer se bronzear, nadar ou praticar algum esporte náutico. Próximo à costa, há vários restaurantes, cafés e bares.
Mais informações: www.larvotto.com.hk/en/


9. Praia de San Alfonso del Mar, Chile
San Alfonso del Mar, em Algarrobo, a 90 quilômetros de Santiago , tem a maior piscina do mundo, com mais de um quilômetro de extensão. São 250 milhões de litros de água salgada, retirada do mar e tratada, garantido uma transparência incrível e, claro, uma menção no Guiness Book. Dá para nadar, passear de caiaque e – pasmem! – até mesmo praticar vela. É tanta água que, ao sentar na areia, de frente para a piscina, você terá a sensação de estar olhando o mar. 
Mais informações: www.sanalfonso.cl


10. Praia do Cerrado, Rio Quente Resorts, Goiás
No cerrado brasileiro, a centenas de quilômetros da costa, os viajantes dão seus mergulhos no mar. A praia artificial do complexo hoteleiro Rio Quente Resorts, a 172 km de Goiás, é considerada a maior de águas quentes naturais e correntes do mundo. Nela, os visitantes desfrutam do calor forte deitados nas cadeiras de praia, petiscando nos bares à “beira-mar”, ou brincando nas ondas de até 1,2 m. Tudo isso sem o incômodo dos ambulantes gritando entre os guarda-sóis.
Mais informações: www.rioquenteresorts.com.br/hot-park/atracoes


- Leia também: Parques aquáticos para visitar


Quer mais dicas de viagens? Siga o iG Turismo no twitter:
@igturismo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.