Em Nova York, é possível fazer uma viagem dentro do orçamento - do mais enxuto ao mais caro - e sempre ter uma experiência diferente. Veja as dicas de passeios e locais

Nova York guarda muitas paisagens em um só local. Cada estação do ano apresenta uma Nova York particular, com atividades e opções muito variadas de acordo com cada clima. Quem visita a região no inverno não terá a mesma impressão de quem a visita nas demais estações do ano. Por isso, passear pela Big Apple deve ser uma viagem a ser colocada no roteiro mais de uma vez. 

Times Square
Arquivo pessoal
Times Square


Há passeios, restaurantes e hotéis para todos os orçamentos. Um dos cartões postais da cidade é o famoso Central Park. É o ponto turístico ideal para quem quer aproveitar a cidade de forma inesquecível e sem gastar quase nada. Muitas das atividades são gratuitas e rendem ótimas lembranças. Se for bem explorado, pode render uma programação para vários dias durante a estadia em Nova York.

Várias versões do Central Park

Já tivemos a oportunidade de frequentar o parque em todas as estações do ano, e o local ilustra bem o que estamos falando. O verão vem acompanhado de muito calor e atividades ao ar livre. O nova yorkino aguarda o ano inteiro para esse momento chegar. Andar de bicicleta pelo parque, visitar o zoológico e acompanhar um show ao vivo fazem parte da experiência típica dos moradores.

E quando se viaja em casal, é claro que não pode faltar um piquenique no The Great Lawn, um enorme gramado no meio do parque. Nessa época do ano, o local se enche de apaixonados aproveitando a boa temperatura e os shows gratuitos de música.

No outono, a paisagem já é outra, com uma beleza muito particular onde as árvores mudam de cor e o chão fica repleto de folhas. A temperatura é muito amena e o clima bastante agradável.

Central Park no inverno
Arquivo pessoal
Central Park no inverno


Quando o inverno chega tudo muda novamente. Acho que não existe nada mais próximo de um clima realmente natalino do que andar pelas ruas e gramados branquinhos, com as pessoas – não só crianças, mas muito marmanjo também – brincando na neve. Pode ser uma guerra de bolas de neve ou um escorregador no meio do gramado. A partir de outubro até março, as pistas de patinação no gelo ficam abertas e você pode comprar a entrada no local ou online.  

Para marcar uma viagem romântica a dois, sem dúvida a primavera faz bem o seu papel. A paisagem é tão propícia a isso que resolvemos fazer nossas fotos de pré-casamento nessa época. Assim como nós, vimos muitos outros casais curtindo a paisagem para tirar a foto perfeita. Tudo fica muito colorido, com flores de vários tipos e o pólen está por toda parte, parece até que o ar fica amarelo.

As atividades que o parque proporciona são praticamente as mesmas do verão, mas com a vantagem de não estar muito quente, dando pra aproveitar muito mais. Se você busca um clima bem romântico, o parque tem diversos corredores rodeados de flores para uma caminhada. Se optar em ficar sentado em um dos bancos do parque já é o suficiente.

Como conhecer o parque

Alugar bicicleta é uma ótima opção para conhecer o Central Park
Arquivo pessoal
Alugar bicicleta é uma ótima opção para conhecer o Central Park


Uma de nossas atividades preferidas é alugar uma bicicleta e dar a volta no Central Park. Acreditem, isso pode levar mais de 2 horas. São cerca de 3.4km2, então é muito difícil andar pelo parque todo em um só dia e visitar tudo o que ele tem a oferecer. Outra opção muito conhecida para andar pelo parque é com as carruagens, uma forma muito romântica e relaxante de curtir todos os pontos turísticos. Muitos casais usam esse passeio para fazer o pedido de casamento.

Cenários de filmes

O Central Park sempre faz parte dos filmes que se passam em Nova York, por isso é comum andar por lá e reconhecer as locações. O Bethesda Terrace é uma delas, com uma das fontes mais famosas do mundo e onde sempre encontramos artistas de rua. É impossível não lembrar daqueles casais apaixonados do cinema que passaram por ali ou então nas pontes que passam sobre os estreitos canais que cortam o parque.

Muito mais Nova York

Claro que a Big Apple tem muitas outras atrações, para todos os gostos. A verdade é que não é possível visitar nem uma fração delas em uma única passagem pela cidade, mas vale falar de alguns outros lugares legais que visitamos e aconselhamos conhecer a dois. A Quinta Avenida é a borda leste do parque, e é onde ele termina que começam as mais famosas lojas do mundo na avenida mais movimentada de Nova York. É encantador olhar o capricho das vitrines dessa avenida. É um show a parte, principalmente no Natal. O único problema de passar por lá é que uma viagem de baixo orçamento pode se tornar extremamente cara, por isso é bom se controlar.

Não muito longe dali encontramos a tão famosa Times Square, local sempre lotado de turistas e com propagandas de todos os tipos e tamanhos espalhadas pelas duas avenidas que formam o largo, a Sétima Avenida e a Broadway. É tanta iluminação que não conseguimos dizer quando acaba o dia e começa a noite. A Gisella nunca vai esquecer a primeira vez que chegou na avenida. Foi emocionante, arrepiante. Ela ficou abismada e parada durante alguns minutos, apenas olhando para o alto.  

Na Broadway, encontramos os shows mais famosos. Já fomos em alguns deles e com certeza eles devem fazer parte de seu roteiro da viagem. Não custam muito caro se você comprar online ou tiver a sorte de pegar alguma promoção antecipada na bilheteria, mas independente do custo, a atração vale muito a pena. É algo mágico e encantador. Nós sempre tentamos achar um show interessante quando passamos por lá.

Também é na Times Square que está um famoso restaurante de Nova York. Com certeza você já deve ter visto em algum filme o restaurante giratório The View. Na primeira vez que fomos lá, achamos que veríamos toda a cidade de Nova York, mas já tem muitos prédios mais altos do lado que bloqueiam um pouco a visão. Mesmo assim vale muito a pena a experiência. Ele faz o giro 360º e conseguimos ver até o estado de Nova Jersey lá do alto.

New Jersey vista de Nova York
Arquivo pessoal
New Jersey vista de Nova York


O restaurante está no 48º andar oferece duas opções: o lounge, onde o buffet está disponível com várias opções e um preço mais acessível. Vemos todo tipo de cliente, desde casais e famílias até reuniões de amigos. Já o restaurante é a la carte e o preço bem mais salgado, cerca de U$S 85 por pessoa sem bebida e gorjeta. Um jantar a dois custará no mínimo US$ 200, mas a experiência e romantismo do local faz tudo valer a pena. Se você pretende comemorar uma data especial ou mesmo fazer o pedido de casamento, esse é o lugar ideal para isso.

Nova York para todos os bolsos

Nova York é muito grande e oferece muitas opções de lazer e turismo. É possível visitar a cidade com todo o tipo de orçamento. Não temos como criar uma base de orçamento, pois você pode ficar em hotéis que vão de U$110 à mais de U$1000 dólares a diária. Pode fazer passeios gratuitos como andar pelo Central Park e Time Square, ou investir e ir a shows, visitar museus, subir no Empire States e na Freedom Tower ou pegar um ferry boat até a Estátua da Liberdade.

Como chegar, como se locomover e o que comer

É possível chegar a Nova York por três aeroportos diferentes: JFK, La Guardia e Newark, que fica no estado vizinho de Nova Jersey. Uma passagem para qualquer um desses aeroportos custa em média R$1800 por pessoa.

Se você ficar somente no bairro de Manhattan, o que já rende uma viagem longa, o transporte pode ser feito por metrô, que custa U$2,75 cada vez que passa pela catraca. Táxi também é uma opção.

Desaconselhamos tremendamente o aluguel de carro em Manhattan. Além de ser quase impossível se locomover, os estacionamentos são caros, uma média de U$20 dólares a cada meia hora. E muitos hotéis não oferecem estacionamentos, ao menos que você pague por isso.

Sobre alimentação, temos a dizer o mesmo dos hotéis, é possível gastar muito pouco em pizzarias ou comida de rua até esbanjar em restaurantes sofisticados e caros. Em Nova York, você faz a viagem dentro de seu orçamento e sempre terá uma boa experiência.

Leia também:

Fim de semana em Nova York por US$100

Nova York a dois

Nova York pela primeira vez


* Gisella e Fernando De Borthole são autores do site Sonho & Destino  e escrevem às terças no iG Turismo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.