Uma das receitas mexicanas mais tradicionais, o mole, nasceu em Puebla. Mas a cidade pouco conhecida pelos brasileiros reserva ainda outros sabores inesquecíveis

Chipotle é uma pimenta bastante utilizada na culinária local. Pode ser fresca ou desidratada
Aretha Martins/iG
Chipotle é uma pimenta bastante utilizada na culinária local. Pode ser fresca ou desidratada

Puebla é conhecida como uma das cidades mais seguras do mundo e é uma ótima opção para conhecer a história do México. Além de contar com um centro histórico tombado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, repleto de sobrados coloridos e ruas de pedra, Puebla também é um destino que vai fisgar o turista pelo estômago.

Veja tambémPuebla: passeio pela história mexicana com um vulcão ao fundo

A gastronomia local é tão conhecida que é apontada como uma segunda arte da cidade – a primeira é a tavalera, artesanato em cerâmica pintada à mão, que decora desde os pratos até as cúpulas das igrejas. Também é de Puebla o mole, um dos mais tradicionais pratos da culinária mexicana, não à toa também conhecido como mole poblano. Esse molho, que leva chocolate e diversos temperos, é feito desde o período pré-hispânico, pelos astecas, e tem sabor bem distinto. 

Leia mais:  Descubra os arredores de Puebla

Reunimos 10 pratos que mostram os sabores de Puebla, desde a entrada até a sobremesa, para você começar a se aventurar. Veja os detalhes abaixo:

1) Guajolote
A palavra guajolote significa peru em espanhol. Mas em alguns restaurantes da cidade de Puebla e arredores, também é uma entrada. É um sanduíche feito com um pão frito e recheio de guacamole e carne desfiada (bovina ou ave). No geral, o sanduíche não leva pimenta e tem sabor suave. 

2) Água de Jamaica e horchata
Logo que se senta em um restaurante é oferecido uma espécie de refresco: água de jamaica e água de horchata, ambos bastante tradicionais no México e facilmente encontradas em Puebla. O primeiro é um chá de hibisco e o segundo leva arroz e baunilha na receita, lembrando uma piña colada bem leve e sem álcool. 


3) Tortilha chalupa
Ao lado do guajolote, normalmente, são servidas as tortilhas chalupas. Preparadas com uma massa de trigo bem fina, frita, são servidas abertas (como uma minipizza), cobertas com molho de tomate vermelho ou verde – geralmente o verde é mais picante por levar pimenta jalapeño na receita – carne desfiada e cebola em cubinhos (aprenda a preparar essas tortilhas no iG Receitas). 

4) Sopa de tortilha
É comum ver tortilhas como um acompanhamento ou complemento de um prato. Nessa entrada, ela vêm cortadas em tiras finas, fritinhas e mergulhadas em uma sopa de tomate levemente picante. É uma boa maneira de substituir os croûtons. 

5) Mole poblano

Ingredientes do mole poblano
Aretha Martins/iG
Ingredientes do mole poblano

A cada esquina de Puebla há um lugar que vende mole poblano. O molho é feito a base de chocolate amargo e diversos ingredientes como frutas secas, amêndoas, especiarias, cebola e alho. A receita ainda leva chipotle, uma das pimentas mais usadas na culinária poblana. Para o mole poblano, o chipotle é desidratado.

Depois de misturados, os ingredientes são colocados em uma tábua de pedra e amassados com um rolo por cerca de uma hora, até se formar a pasta do mole, que é servido como acompanhamento de carnes no prato principal. 

6) Chile en Nogada
Também entre os pratos principais, outra receita típica da região é o chile en nogada. Há registros de que esse prato é preparado desde meados de 1820, pelas freiras do Convento de Santa Mônica, em Puebla, e servido para os nobres. Atualmente, a temporada do chile en nogada é entre julho e agosto, época das frutas que vão no recheio. 

A base é o chile poblano, uma espécie de pimentão cultivado na região. Ele é recheado com carne de porco temperada com alho e cebola, além de maçã, pêra, pêssego, tomate picado e uvas passas. O chile en nogada ainda leva uma cobertura a base de creme e licor de xerez, romãs e salsinha. As cores do prato são as mesmas da bandeira do México. 

7) Carne franciscana
Outra receita local é a carne franciscana. A proteína pode ser uma cecina – espécie de carne seca – frita ou frelhada, acompanhada por guacamole e tortilhas chalupas. Veja o passo a passo de como preparar a carne franscicana no  iG Receitas. 

Clique na foto e aprenda a fazer a carne franciscana
Aretha Martins/iG


O prato agrada diversos paladares. A carne não é apimentada, mas se quiser mais sabor, basta caprichar no molho das tortilhas do complemento. 

8) Chapulines
Um aperitivo bem comum no México, e também em Puebla e arredores, são os chapulines, que nada mais são do que pequenos grilos fritos. Petisco típico, eles ficam crocantes e geralmente são carregados de pimenta. Perca o nojinho e experimente pelo menos um, nem que seja para poder contar aos amigos.

9) Tortitas de Santa Clara
Para sobremesa, ou também um lanchinho entre uma refeição e outra, a dica é a tortita de Santa Clara, biscoito com recheio bem doce feito com pepita de calabaza , uma espécie de semente de abóbora. As tortitas são vendida em diversas lojinhas espalhadas por Puebla e cidades vizinhas. 

10) Paleta de cactos
Aqui no Brasil, a cada esquina é possível encontrar um local para comprar as paletas mexicanas. Em Puebla, os sorvetes não têm recheios como por aqui e vale experimentar sabores diferentes, como o de cactus. A paleta leva semente da planta e se assemelha ao kiwi, só que com a semente bem mais dura. 

Leia também:
- Cidade do México: cinco motivos para incluir a gigante no roteiro de férias
- Em busca do luxo acessível em Riviera Nayarit, no México


(*) A jornalista viajou a convite da Copa Airlines e do governo de Puebla

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.