Arquipélago do Pacífico agrada tanto a quem busca natureza selvagem, aventura e atividades aquáticas, quanto os que adoram férias com conforto, compras e vida cultural

Destino icônico dos amantes do surfe – segundo os nativos, a prática nasceu lá – as ilhas que compõem o Havaí têm muito mais a oferecer aos turistas que se dispõem a conhecer esse arquipélago situado no oceano Pacífico , 4 mil quilômetros distante da costa oeste dos Estados Unidos (EUA). 

Chegar até uma das ilhas significa enfrentar uma viagem longa e cansativa, é bom que se diga. Mas a recompensa de conhecer florestas de natureza exuberante, cachoeiras imponentes e costas recheadas de escarpas, baías e praias de tirar o fôlego vale todo o esforço. E como a temperatura nas ilhas oscila pouco durante o ano, é possível pegar praia até no inverno. Detalhe: a água do mar não é fria como a da maior parte do Pacífico.

Entre tantas lendas e crenças que povoam a cultura havaiana, existe a de que as sete principais ilhas do arquipélago representam os sete chakras energéticos do corpo humano, o que conferiria uma personalidade distinta a cada uma. Se é verdade ou não, fato é que a visita à terra natal do presidente Obama é rica em atrações para os mais variados públicos, de aventureiros a famílias com crianças. A seguir, conheça um pouquinho do que pode ser visto e vivido nas principais ilhas havaianas:

Oahu

É a terceira maior ilha do arquipélago e a mais populosa. Abriga a histórica Honolulu (a capital do Estado do Havaí) e a famosa Pearl Harbour, base naval norte-americana atacada pelos japoneses em 1941, o que provocou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra. Além de atrações históricas, Honolulu oferece a badalada Waikiki, onde está a maior parte dos hotéis e da vida cultural e noturna da ilha. Não dá para esquecer, claro, a lendária North Shore (Costa Norte), que congrega surfistas do mundo todo para enfrentar ondas de até nove metros de altura.

Kauai

Chamada de “Ilha Jardim”, Kauai foi o primeiro destino dos viajantes polinésios que povoaram o arquipélago havaiano. Por sua localização mais isolada em relação ao restante das ilhas, Kauai tem como principal apelo praias isoladas e natureza selvagem. Um dos principais destaques da ilha é a Wailua Falls, uma exuberante cachoeira que serviu de cenário para o antigo seriado de televisão "A Ilha da Fantasia" (sim, aquele do Tatu).

Molokai, Havaí: natureza da ilha é uma das mais selvagens do arquipélago
Divulgação/Hawaii Tourism Authority
Molokai, Havaí: natureza da ilha é uma das mais selvagens do arquipélago

Molokai

É talvez a ilha mais rústica do arquipélago e a com menos infraestrutura turística. Com boa parte da costa protegida por quilômetros de recifes, a ilha é um verdadeiro paraíso para quem gosta de mergulhar. Outro lugar incrível é o Kalaupapa National Historical Park. Com seus penhascos altíssimos, acessados apenas por trilhas feitas a pé ou no lombo de uma mula, é um passeio e tanto para os amantes da aventura.

Lanai

A poucas milhas de Maui, Lanai é outro paraíso selvagem do arquipélago. Com apenas 48 quilômetros de estradas asfaltadas, ela serve de refúgio para quem gosta de descanso e silêncio. Destaque para a Baía Hulopo’e, uma enseada protegida por rochas vulcânicas e habitada por uma fauna marinha colorida e diversa, que pode ser facilmente observada com snorkel.

Maui

A segunda maior ilha do Havaí tem atividades para todos os gostos, pois une em um só lugar, costas com belas praias e resorts luxuosos, parques naturais com vulcões, cachoeiras, trilhas na mata e cidades históricas com opções de compras e atividades culturais. Destaque para o Haleakala National Park, lar do vulcão que nomeia o parque. Embora a última erupção tenha sido há 200 anos, o vulcão ainda é considerado ativo pelos geólogos e diariamente, centenas de turistas se aglomeram no topo dessa formação geológica para ver o belíssimo nascer do sol (e passar muito frio!) a mais de 3 mil metros do nível do mar.

O vulcão Kilauea (Big Island) erupciona sem parar desde 1984
Divulgação/Hawaii Tourism Authority
O vulcão Kilauea (Big Island) erupciona sem parar desde 1984

Big Island

A grande ilha que nomeia o arquipélago não é apenas a maior de todas, mas a única que segue aumentando em área. Isso ocorre graças ao vulcão Kilauea, que erupciona sem parar desde 1984, despejando parte de sua lava no mar e ampliando, pouco a pouco, a costa local – com um pouco de sorte é possível ver a lava incandecente escorrendo para o mar. Além dos vulcões, Big Island oferece belas praias, cidades com agito, sítios históricos, trilhas por mata selvagem, visitas a tubos de lava de milhares de anos e atividades aquáticas diversas – que incluem até a observação de baleias.

* A editora-executiva viajou a convite da Autoridade de Turismo do Havaí

Leia mais no Turismo

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.