Gôndola leva turistas para interior de vulcão na Islândia

Por BBC Brasil |

Texto

Vulcão fica a 20 quilômetros da região da capital islandesa, Reykjavik

BBC

Uma agência de viagens da Islândia está levando turistas para dentro de um vulcão com a ajuda de gôndolas usadas para limpar janelas de prédios.

O vulcão é o Thrihnukagigur e sua última erupção ocorreu há mais de 4 mil anos. Segundo a agência, não há indicações de que ele volte a expelir lava em um futuro próximo.

O vulcão, formado por três crateras, fica a 20 quilômetros da região da capital islandesa, Reykjavik.

Mais: Os tesouros da Chapada Diamantina

Uma empresa de turismo da Islândia está levando turistas para dentro de um vulcão com a ajuda de gôndolas semelhantes às usadas para limpar janelas de prédios. Foto: BBC BrasilO vulcão é o Thrihnukagigur e sua última erupção ocorreu há mais de 4 mil anos. A empresa diz que não há indicações de que isto volte a ocorrer em breve. Foto: BBC BrasilO vulcão fica a 20 km da região da capital, Reykjavik. É preciso fazer uma caminhada de 40 minutos até chegar ao local onde começa a descida para dentro do vulcão. Foto: BBC BrasilChegando na cratera, os visitantes entram em grupos de cinco pessoas na gôndola. Foto: BBC BrasilO vulcão é formado por três crateras. Os turistas farão a descida em apenas uma delas. Foto: BBC BrasilNo fundo, os turistas podem caminhar pelo local, observar as cores diferentes e caminhar pela grande câmara formada dentro do vulcão. Foto: BBC BrasilNeste 'elevador', os turistas descem 120 metros durante dez minutos, até chegar ao fundo da cratera. Foto: BBC BrasilAntes da abertura da caverna para as visitas turísticas, o local foi explorado por alpinistas e cientistas. Foto: BBC BrasilCientistas têm demonstrado grande interesse pela Islândia porque o país fica na junção de duas placas tectônicas e registra muita atividade vulcânica e sísmica. Foto: BBC BrasilOs visitantes podem ficar até uma hora dentro do vulcão. Mas, todos precisam usar equipamentos de segurança como capacetes e é proibido levar pedras do local. Foto: BBC Brasil

Os visitantes descem em uma das crateras, divididos com grupos de cinco, por uma gôndola semelhante às usadas para a limpeza de janelas do lado de fora de edifícios.

Neste "elevador", os turistas descem 120 metros durante dez minutos, até chegar ao fundo da cratera. Por cerca de uma hora, os turistas podem caminhar pela grande câmara formada dentro do vulcão e observar a grande variação de cores no local.

A Islândia fica sobre a junção de duas placas tectônicas e registra grande atividade vulcânica e sísmica - sendo, por isso, estudada com interesse por sismólogos.

Em 2010, a erupção de um outro vulcão islandês, o Eyjafjallajokul, paralisou o tráfego aéreo na Europa.

Leia também:
- As cavernas mais incríveis do mundo
- Paisagens rurais: qual a melhor foto?

Acompanhe as novidades do iG Turismo pelo Twitter

Leia tudo sobre: islândiavulcãoeuropa
Texto

notícias relacionadas