Filme "O Exótico Hotel Marigold" mostra um país repleto de contrastes e problemas - que podem ser superados

Estreia na sexta-feira (11 de maio) nos cinemas brasileiros “O Exótico Hotel Marigold”, filme que narra as desventuras de um grupo de idosos ingleses em uma colônia de férias para a terceira idade em Jaipur, na Índia. Ainda que o foco da produção seja o autodescobrimento tardio dos personagens centrais, o longa-metragem ilustra alguns aspectos do país que podem pegar o turista desprevenido.

Além de perceber que o hotel, vendido como fabuloso por e.mail, não era nem um pouco parecido com as imagens de divulgação, as diarreias por conta dos fortes condimentos utilizados na culinária local foi rotina diária de boa parte dos personagens. Isso sem contar os problemas de transporte no trânsito caótico da cidade.

Veja também: Os hotéis mais estranhos do mundo

No filme, Evelyn (Judi Dench) aprende aos poucos como se virar na Índia
Divulgação
No filme, Evelyn (Judi Dench) aprende aos poucos como se virar na Índia

“A Índia é um mundo diferente, o desafio é lidar com ele”, diz Evelyn (Judi Dench) em determinada altura do filme. A constatação da protagonista é a mesma a que chegam muitos dos que visitam o país. Ainda que tenha alguns problemas, a Índia é um país singular, repleto de história e costumes únicos que fazem a experiência do turista intensamente rica.

Confira sete dicas para que sua viagem ao país tenha mais momentos agradáveis do que ruins:

1. Tome água engarrafada, sempre
A falta de saneamento básico para a população é um dos problemas crônicos da Índia. Muitos viajantes sofrem com diarreia ao passar pelo país. Tomar o cuidado de ingerir água sempre engarrafada e lacrada é uma das principais providências para evitar o contágio. A dica serve, inclusive, para escovar os dentes.

2. Fuja das multidões
Ok, é impossível escapar completamente das aglomerações na Índia. É possível, no entanto, aproveitar alguns lugares menos povoados. Kerala, Estado ao sul do país, é repleto de vilarejos tranquilos e receptivos, com paisagens deslumbrantes. Outra boa opção é a região montanhosa de Ladakh, ao norte. Um dos últimos refúgios de monges budistas que querem manter vida reclusa.

Mais: O melhor da Cidade do Cabo

Roteiros alternativos ajudam a evitar grandes concentrações de pessoas
Divulgação
Roteiros alternativos ajudam a evitar grandes concentrações de pessoas
3. Redobre os cuidados com a higiene
Eventualmente você terá que usar algum banheiro público durante suas andanças. O mais seguro é levar o próprio sabonete consigo, na tentativa de evitar eventuais contaminações com sabonetes compartilhados. Lave as mãos sempre que possível e evite aproximá-las do rosto.

4. Não caia em roubadas
O fato de você ser brasileiro não quer dizer que você sabe tudo sobre malandragem. Muitos viajantes abaixam a guarda quando saem do País e depois não se conformam com o fato de terem sido enganados. Clonagem de cartões de crédito é bem comum em lojas de souvenires, procure fazer compras com dinheiro. Outro problemas comum se dá quando, ao pedir que enviem algo para sua residência (tapetes, por exemplo), substituem o produto adquirido por pedras ou outros objetos sem valor. Por fim, ao pegar um táxi, certifique-se que acabou onde havia planejado e não em algum lugar que o taxista “achou que você gostaria mais”.

Veja também: Inglaterra muito além de Londres

Exótico Hotel Marigold não era nada parecido com o que fora divulgado
Divulgação
Exótico Hotel Marigold não era nada parecido com o que fora divulgado
5. Procure hotéis com recomendações confiáveis
Certifique-se, preferencialmente antes de chegar ao local, que o hotel escolhido é tudo o que promete. É comum que, assim como o “Exótico Hotel Marigold”, a acomodação esteja longe do que diz na descrição do estabelecimento. Sites que fazem reservas on-line de hotéis e albergues como o “HostelWorld” e o “Booking.com” têm seções com resenhas (‘reviews’) de hóspedes que passaram pelo lugar. Não fala inglês? Copie os comentários e cole no Google Translator .

6. Prepare o paladar para comidas com tempero forte
Pessoas não acostumadas a especiarias indianas podem sofrer de início com a culinária local. Isso não deve, no entanto, impedir que a visita ao país contenha também um roteiro gastronômico. Ainda que a primeira experiência (e talvez a segunda, a terceira, a quarta...) não tenha sido boa, não desista. Visitar a Índia é a chance de mergulhar em universo gastronômico único, exportado para o mundo inteiro.

7. Viaje na época certa
As condições climáticas variam muito pelo país. Trace um roteiro com os lugares a serem visitados e então confira qual a melhor data. De março a maio é verão. Estação extremamente quente na maior parte do país, a época é a ideal para conhecer regiões montanhosas ao norte, como Nainital e Manali, que ficam com temperatura amena. De novembro a fevereiro é o inverno. O tempo mais fresco, mas ainda quente e ensolarado, faz da estação a melhor para conhecer o sul do país – o que significa que uma multidão de turistas se dirige para lá nesta época. Bom para visitar as praias de Goa. De junho a outubro se dão as chuvosas monções. Evite viajar entre estes meses.

Fique por dentro das novidades do iG Turismo pelo Twitter

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.