Dono do quarto melhor restaurante do mundo, chef negocia participação no reposicionamento internacional do Brasil pela Embratur

Atala na Embratur: imagem turística brasileira no exterior será temperada com gastronomia
Alan Sampaio/iG
Atala na Embratur: imagem turística brasileira no exterior será temperada com gastronomia
Alex Atala será o garoto-propaganda da nova campanha de imagem internacional do turismo brasileiro. Após entrar no renomado ranking World’s 50 Best Restaurants, premiação da revista britânicaRestaurant Magazine, como quarta melhor cozinha do mundo com seu D.O.M, o chefe esteve na Embratur acertando detalhes. “O primeiro passo foi dado e parece que foi amor à primeira vista”, disse o chef ao iG após reunião ontem em Brasília. 

Leia mais:  Chefs e Embratur querem levar gastronomia brasileira ao mundo

A estatal de promoção internacional do turismo brasileiro elabora uma nova campanha para promover a cultura brasileira no exterior. O objetivo será ampliar a imagem que os estrangeiros têm hoje do país, associando o Brasil apenas ao samba e ao futebol.

A nova investida de marketing irá incluir áreas nas quais os brasileiros têm se destacado no globo e é justamente aí que entra Alex Atala.

A empresa de promoção quer aproveitar o sucesso do chef de cozinha, primeiro latino-americano a figurar na seleta lista dos cinco melhores restaurantes do mundo, para apresentar um Brasil mais diversificado, inovador e sofisticado.

Leia também: Aprenda a fazer a galinhada que causou tumulto na Virada Cultural

A Embratur acredita que os estrangeiros podem se interessar mais pelo país ao descobrir roteiros gastronômicos e a oferta de serviços culturais das grandes cidades brasileiras.

A expectativa é de que a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 ajudem a turbinar a estratégia de expor um Brasil para além do futebol e do samba aos olhos estrangeiros.

A meta do Ministério do Turismo é atingir o fluxo de 10 milhões de estrangeiros visitando o país anualmente após os eventos esportivos. A expectativa é de que esse número de turistas deixe US$ 20 bilhões no país por ano. Para 2012, o ministério espera 6 milhões de estrangeiros e US$ 7 bilhões de dólares. “O que estamos pensando é um projeto de projeção de imagem com gastronomia brasileira e essa premiação recente do Atala só reforça isso”, diz o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Leia também: Estrangeiros gastam US$ 557 milhões no Brasil em abril


Siga as novidades do iG Turismo pelo Twitter

    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.